Dorival reinventa a seleção para Copa América: o que esperar? Dorival reinventa a seleção para Copa América: o que esperar?
O Antagonista

Dorival reinventa a seleção para Copa América: o que esperar?

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.05.2024 19:15 comentários
Esportes

Dorival reinventa a seleção para Copa América: o que esperar?

Explore a nova convocação de Dorival Júnior para a seleção, destacando táticas ousadas e formação equilibrada para a Copa América.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.05.2024 19:15 comentários 1
Dorival reinventa a seleção para Copa América: o que esperar?
Seleção Masculina é convocada para amistosos e Copa America na sede da CBF nessa sexta-feira 10/05. Foto: Rafael Ribeiro/CBF

A recente convocação da seleção brasileira pelo técnico Dorival Júnior trouxe à tona uma série de escolhas estratégicas visando competições futuras, como a Copa América. Os 23 jogadores selecionados refletem uma mistura de experiência e renovação, com um olhar claro para uma forma de jogo dinâmica e combativa.

O que espera Dorival da seleção?

Conhecido por seus times bem estruturados, Dorival busca uma seleção brasileira compacta e agressiva. Ele deseja que o time exiba uma versatilidade táctica, sem um volante fixo defendendo a área ou um atacante estático centralizado, promovendo uma dinâmica fluida em campo que pode desorientar as defesas adversárias.

Quais são as novidades na defesa?

Na defesa, Dorival incluiu jogadores consolidados e novos talentos. Marquinhos e Eder Militão, veteranos sob a gestão de Tite, são complementados por Gabriel Magalhães, que tem se destacado no Arsenal, e Beraldo, simbolizando a nova geração. A defesa também conta com uma diversidade balanceada entre zagueiros canhotos e destros, o que sugere uma abordagem flexível, dependendo do adversário enfrentado.

Como Dorival pretende montar o meio-campo?

A ausência de Casemiro marca a maior mudança no meio-campo, com Bruno Guimarães e João Gomes provavelmente assumindo as responsabilidades centrais, enquanto Lucas Paquetá oferece apoio tanto defensivo quanto ofensivo. A capacidade de adaptação será crucial, com o time alternando entre formações como 4-2-3-1 e 4-1-4-1, dependendo do fluxo do jogo.

Qual será a estratégia para o ataque?

Na frente, Vinícius Jr. continua sendo a estrela principal, mantendo sua posição na esquerda com liberdade para vagar e criar chances. Dorival parece inclinado a evitar um centroavante tradicional, optando por uma abordagem mais fluida com jogadores como Rodrygo, Raphinha e o jovem talentoso Endrick, que já começou a fazer seu nome com gols importantes nos amistosos.

Inovação e Expectativas na Gestão de Dorival

A convocação reflete uma clara intenção de Dorival de infundir energia nova e táticas inovadoras na equipe. Com a Copa América no horizonte, será fascinante ver como essas escolhas se desdobrarão no palco internacional. A expectativa é que a seleção brasileira, sob a liderança de Dorival, apresente um futebol vibrante e ofensivo, alinhado com a rica tradição futebolística do país.

O compromisso de cada jogador com o estilo de jogo de Dorival será essencial para que a seleção brasileira possa competir no mais alto nível. O técnico tem à frente um desafio significativo, mas as peças escolhidas parecem promissoras para a realização de seus objetivos táticos e técnicos.

Papo Antagonista

A despedida cafona de Moraes do TSE

29.05.2024 20:41 1 minuto de leitura
Visualizar

Marcos Mion não quer ser o novo infiel do momento

Visualizar

Endrick fala sobre jogar com Vinicius Jr e Rodrygo

Visualizar

Avança na Câmara projeto de lei sobre destinar cadáveres para treinamento canino

Visualizar

Enchentes causam prejuízo de R$ 336 milhões às locadoras de veículos

Visualizar

Ayrton Lucas se lesiona e desfalca Flamengo

Visualizar

Tags relacionadas

Copa América Dorival Júnior seleção brasileira
< Notícia Anterior

Quais vacinas são importantes para quem está no Rio Grande do Sul?

12.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

UFRGS: Nível do Guaíba pode bater novo recorde

12.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Marcelo Augusto Monteiro Ferraz

2024-05-12 20:07:26

Nunca é demais insistir que os técnicos que têm assumido a seleção brasileira têm, incompreensivelmente, ignorado a convocação de jogadores de meio-campo e centro-atacantes condutores de bola, que fazem com competência a transição entre a defesa e o ataque, desconcertando as defesas adversárias, a exemplo de Rivelino, Zivo, Falcão, Juninho Pernambucucano, Juninho Paulista e outros. Entre os poucos que hoje restam está Felipe Coutinho, experiente e ainda relativamente novo. Atente para isso, Lourival Júnior, assim como para a identificação de novos valores para as laterais, outro setor que vem apresentado crônicos problemas em nosso escrete!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Endrick fala sobre jogar com Vinicius Jr e Rodrygo

Endrick fala sobre jogar com Vinicius Jr e Rodrygo

29.05.2024 20:27 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ayrton Lucas se lesiona e desfalca Flamengo

Ayrton Lucas se lesiona e desfalca Flamengo

29.05.2024 20:12 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Reinier fala sobre voltar para o Flamengo

Reinier fala sobre voltar para o Flamengo

29.05.2024 19:39 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Histórico: Olympiacos é campeão da Conference League

Histórico: Olympiacos é campeão da Conference League

29.05.2024 19:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.