video destaque
07.12.2021

Guedes rebate cobrança e diz que Congresso precisa votar reforma tributária

Paulo Guedes (foto) rebateu a cobrança do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, de que a aprovação da reforma tributária depende "da liderança" de Jair Bolsonaro. Segundo o ministro da Economia, as reformas estão no Congresso e precisam ser votadas pelo parlamentares. A afirmação foi feita em encontro de empresários com o presidente da República...

Paulo Guedes (foto) rebateu a cobrança do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, de que a aprovação da reforma tributária depende "da liderança" de Jair Bolsonaro. Segundo o ministro da Economia, as reformas estão no Congresso e precisam ser votadas pelo parlamentares. A afirmação foi feita em encontro de empresários com o presidente da República. 

"As reformas estão lá [no Congresso]. Quem pede a reforma administrativa, está lá [na Câmara]. Já foi entregue. Quem pede a reforma da tributação, está lá [no Senado]. Nos sentamos com senador Roberto Rocha e finalizamos tudo. Está lá [no Senado]. É só aprovar. Não está lá apenas a reforma sobre o consumo, está a reforma do Imposto de Renda também", disse. 

A proposta defendida pelo presidente da CNI está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O relatório deve ser lido na sessão de amanhã (8) do colegiado. Como mostramos, parlamentares avaliam que o governo está desinteressado na aprovação da reforma tributária. [video mp4="https://cdn.oantagonista.com/uploads/2021/12/Guedes-rebate-cobranca-e-diz-que-Congresso-precisa-votar-reforma-tributaria.mp4"][/video]

video destaque

Guedes rebate cobrança e diz que Congresso precisa votar reforma tributária

Paulo Guedes (foto) rebateu a cobrança do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, de que a aprovação da reforma tributária depende "da liderança" de Jair Bolsonaro. Segundo o ministro da Economia, as reformas estão no Congresso e precisam ser votadas pelo parlamentares. A afirmação foi feita em encontro de empresários com o presidente da República...

Paulo Guedes (foto) rebateu a cobrança do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, de que a aprovação da reforma tributária depende "da liderança" de Jair Bolsonaro. Segundo o ministro da Economia, as reformas estão no Congresso e precisam ser votadas pelo parlamentares. A afirmação foi feita em encontro de empresários com o presidente da República. 

"As reformas estão lá [no Congresso]. Quem pede a reforma administrativa, está lá [na Câmara]. Já foi entregue. Quem pede a reforma da tributação, está lá [no Senado]. Nos sentamos com senador Roberto Rocha e finalizamos tudo. Está lá [no Senado]. É só aprovar. Não está lá apenas a reforma sobre o consumo, está a reforma do Imposto de Renda também", disse. 

A proposta defendida pelo presidente da CNI está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O relatório deve ser lido na sessão de amanhã (8) do colegiado. Como mostramos, parlamentares avaliam que o governo está desinteressado na aprovação da reforma tributária. [video mp4="https://cdn.oantagonista.com/uploads/2021/12/Guedes-rebate-cobranca-e-diz-que-Congresso-precisa-votar-reforma-tributaria.mp4"][/video]

Vídeos mais vistos

1

As barbaridades de Lula contra Israel

Imagem
0 vídeos
15.02.2024 22:02 1 minuto de leitura
2

Bolsonaro tenta se limpar na parcialidade de Moraes

Imagem
0 vídeos
15.02.2024 22:07 1 minuto de leitura
3

Cinco Minutos: O mergulho de Lula na articulação política

Imagem
0 vídeos
19.02.2024 07:19 1 minuto de leitura
4

Se regime de Putin mata, Lula se cala?

Imagem
0 vídeos
16.02.2024 22:01 1 minuto de leitura
5

Cinco Minutos: Renan amarga derrota na CPI da Braskem

Imagem
0 vídeos
22.02.2024 07:22 1 minuto de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.