Com agenda fraca, mercado reage a ataque do Irã contra Israel Com agenda fraca, mercado reage a ataque do Irã contra Israel
O Antagonista

Com agenda fraca, mercado reage a ataque do Irã contra Israel

avatar
Rodrigo Oliveira
2 minutos de leitura 15.04.2024 07:31 comentários
Economia

Com agenda fraca, mercado reage a ataque do Irã contra Israel

Tensão no Oriente Médio aumentou com ação militar iraniana e incerteza sobre a resposta israelense

avatar
Rodrigo Oliveira
2 minutos de leitura 15.04.2024 07:31 comentários 0
Com agenda fraca, mercado reage a ataque do Irã contra Israel
Reprodução/ Redes Sociais

Os investidores estão de olho nos desdobramentos da ofensiva iraniana contra os israelenses no sábado, 13. Após a agressão com centenas de drones e mísseis, a expectativa ficar por conta da resposta de Israel, o que pode pressionar os preços do petróleo e aumentar a aversão a risco.

Na sexta-feira, 12, às vésperas dos ataques, o preço do barril do tipo Brent no mercado internacional chegou a subir mais de 2,7% durante a sessão, mas encerrou o dia com ganhos de 0,46%, cotado a 90,15 dólares. Na manhã desta segunda-feira, 15, o combustível opera em queda de quase 1%, abaixo por volta de 89,55 dólares o barril.

As notícias de que os Estados Unidos apoiam uma resposta diplomática para o conflito podem conter parte do receio em um escalada da violência na região ao se contrapor a promessa de uma resposta decisiva prometida pelas autoridade israelenses nos primeiros momentos.

Na agenda econômica local, a apresentação da balança comercial pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior) abre a semana. Na quarta-feira, 17, será a vez da prévia do PIB (Produto Interno Bruto) com os números do Índice IBC-BR de atividade econômica de fevereiro, A expectativa do mercado, de acordo com levantamento da Bloomberg, é de crescimento de 0,4% na leitura mensal, contra 0,60% de expansão registrada em janeiro. Na leitura anual, a desaceleração econômica também deve ser sentida, com economista apontando um crescimento acumulado nos últimos 12 meses de 2,60%, contra 3,45% do período terminado em janeiro,

No cenário político, o mercado financeiro deve conhecer ainda nesta segunda-feira, 15, a meta fiscal a ser perseguida pelo governo em 2025. O objetivo apresentado pela equipe econômica de um superávit primário de 0,5% do PIB para o próximo ano pode ser revisado em função do insucesso das medidas arrecadatórias propostas pela Fazenda nos últimos meses. Isso pode afetar as expectativas dos agentes econômicos sobre os próximos passos da política monetária e manter as previsões para a taxa básica de juros pressionadas.

Mundo

Crusoé: Milei exonera chefe de gabinete

Caio Mattos, Da Cidade do México
27.05.2024 22:34 2 minutos de leitura
Visualizar

Adolescente suspeito de matar família é encontrado morto em SP

Visualizar

Advogado é assassinado com 23 tiros em frente ao fórum de Ibirité

Visualizar

Família come carne de urso e sofre ataque de vermes nos EUA

Visualizar

Operação em Roraima prende sobrinhos do governador com 145kg de skunk

Visualizar

A ganância no caso Marielle

Visualizar

Tags relacionadas

cotação do petróleo IBC-Br Meta fiscal
< Notícia Anterior

Imposto de Renda 2024: calendário de restituição via PIX e novas regras

15.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Conquiste sua vaga: Salários até R$10.000 em novo Concurso Público

15.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Rodrigo Oliveira

Jornalista pela UnB (Universidade de Brasília), pós-graduado em Marketing &amp; Mídias Digitais pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e especializado em finanças e negócios. É Analista de Valores Mobiliários (CNPI) certificado pela Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) com quatro anos de experiência profissional no mercado financeiro.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Governo reduz teto do consignado do INSS pela oitava vez

Governo reduz teto do consignado do INSS pela oitava vez

27.05.2024 19:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Sem acordo, taxação das blusinhas da Shein pode ser alvo de PL específico

Sem acordo, taxação das blusinhas da Shein pode ser alvo de PL específico

Wilson Lima
27.05.2024 19:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ibovespa sobe levemente e interrompe sequência de quedas

Ibovespa sobe levemente e interrompe sequência de quedas

27.05.2024 18:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Governo mira cigarros para compensar desoneração da folha

Governo mira cigarros para compensar desoneração da folha

27.05.2024 17:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.