Câmara aprova retorno do seguro DPVAT Câmara aprova retorno do seguro DPVAT
O Antagonista

Câmara aprova retorno do seguro DPVAT

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.04.2024 10:39 comentários
Economia

Câmara aprova retorno do seguro DPVAT

O texto determina a retomada do pagamento de despesas médicas para as vítimas de acidentes com veículos

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.04.2024 10:39 comentários 0
Câmara aprova retorno do seguro DPVAT
Foto: Mário Agra/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 9, a recriação do seguro DPVAT.

O texto, aprovado na forma de um substitutivo apresentado pelo relator, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), determina a retomada do pagamento de despesas médicas para as vítimas de acidentes com veículos. Além disso, entre 35% e 40% do valor arrecadado com o prêmio do seguro pago pelos proprietários de veículos serão direcionados aos municípios e estados que possuem serviço municipal ou metropolitano de transporte público coletivo.

Desde 2021, a Caixa Econômica Federal tem gerido emergencialmente o seguro obrigatório após a dissolução do consórcio de seguradoras privadas responsável pelo DPVAT. No entanto, os recursos arrecadados até o momento foram suficientes apenas para pagar os pedidos até novembro de 2023.

Novo nome para o DPVAT

O projeto prevê um novo nome para o seguro DPVAT.

Se for aprovado também no Senado, o fundo passará a ser chamado de Seguro Obrigatório para Proteção de Vítimas de Acidentes de Trânsito (SPVAT).

Compensação

Devido aos pagamentos suspensos do DPVAT por falta de recursos, os novos prêmios poderão ser temporariamente cobrados em um valor maior para quitar os sinistros ocorridos até a entrada em vigor do SPVAT.

Os valores destinados a equacionar o déficit do DPVAT serão utilizados para o pagamento de indenizações, provisionamento técnico e quitação de sinistros, além de cobrir as taxas de administração desse seguro.

Jabuti

Além do retorno do seguro DPVAT, a Câmara incluiu no texto um jabuti para permitir a antecipação da possibilidade de o Executivo abrir crédito suplementar no arcabouço fiscal.

Essa mudança permitirá que o aumento de despesas em 2024 seja maior, alcançando aproximadamente 15,4 bilhões de reais.

O valor corresponde à diferença entre o crescimento máximo da despesa, equivalente a 2,5% do crescimento real da receita do ano anterior, e o crescimento previsto no Orçamento de 2024, que é de 1,7% do crescimento real.

O projeto seguirá para análise e votação no Senado. Caso seja aprovado, as mudanças entrarão em vigor após a sanção presidencial.

Com informações de Agência Câmara.

Mundo

Líder do Hezbollah: "nenhum lugar estará seguro" em caso de guerra

Alexandre Borges
21.06.2024 12:01 3 minutos de leitura
Visualizar

O guia definitivo para descobrir seu número NIS: benefícios, apps e mais

Visualizar

Euro 2024: França não contará com Mbappé contra a Holanda

Visualizar

Meio-Dia em Brasília: Dá para recuperar o estrago do Lula?

Visualizar

Ronnie Lessa põe em risco segurança de funcionários e presos em Tremembé

Visualizar

POLÔNIA X ÁUSTRIA: confira os horários e onde assistir ao jogo da EUROCOPA

Visualizar

Tags relacionadas

Câmara dos Deputados Carlos Zarattini DPVAT
< Notícia Anterior

Contra PCC, PM protege ônibus em SP

10.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Golpe do videogame: Quadrilha é desmantelada em operação policial

10.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

O guia definitivo para descobrir seu número NIS: benefícios, apps e mais

O guia definitivo para descobrir seu número NIS: benefícios, apps e mais

21.06.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
FGTS: Saque Emergencial para moradores de Petrópolis vítimas das enchentes

FGTS: Saque Emergencial para moradores de Petrópolis vítimas das enchentes

21.06.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Governo muda regras para concessionárias de energia elétrica

Governo muda regras para concessionárias de energia elétrica

21.06.2024 11:03 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
INSS: mutirões surpreendentes para resgatar beneficiários desesperados

INSS: mutirões surpreendentes para resgatar beneficiários desesperados

21.06.2024 11:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.