Perseguição a cristãos atinge níveis alarmantes em 2024 Perseguição a cristãos atinge níveis alarmantes em 2024
O Antagonista

Perseguição a cristãos atinge níveis alarmantes em 2024

avatar
Alexandre Borges
4 minutos de leitura 11.06.2024 09:04 comentários
Cultura

Perseguição a cristãos atinge níveis alarmantes em 2024

Relatório revela aumento drástico de ataques e mortes em todo o mundo

avatar
Alexandre Borges
4 minutos de leitura 11.06.2024 09:04 comentários 1
Perseguição a cristãos atinge níveis alarmantes em 2024
Ilustração: Imagem produzida com IA por Alexandre Borges

A perseguição contra cristãos atingiu níveis alarmantes em 2024, com quase 5 mil mortos em ataques relacionados à fé, revela o relatório da Lista Mundial da Perseguição 2024, divulgado pela organização Portas Abertas. O número de incidentes contra igrejas e instituições cristãs, segundo os dados divulgados, disparou.

Houve um aumento de sete vezes nos ataques a igrejas, escolas cristãs e hospitais, saltando de 2.110 casos em 2023 para 14.766 em 2024. Além disso, o número de cristãos espancados ou ameaçados aumentou de 29.411 para 42.849 casos relatados. Residências de cristãos também sofreram um aumento dramático de 371% nos ataques, subindo de 4.547 para 21.431 casos. O número de cristãos forçados a abandonar suas casas ou se esconder mais que dobrou, passando de 124.310 para 278.716.

Coreia do Norte lidera a lista de perseguição a cristãos

A Coreia do Norte lidera a lista dos países com maior perseguição a cristãos pelo 22º ano consecutivo. Nesse país, ser cristão é considerado um crime contra o Estado e pode resultar em pena de morte. A Somália e a Líbia ocupam o segundo e terceiro lugares, respectivamente, devido à intolerância islâmica extrema e à instabilidade política.

A Nigéria entrou pela primeira vez no top 10, ocupando o sexto lugar e liderando em número de mortes de cristãos, com um cristão morto a cada duas horas. Na China, foram registrados mais de 10 mil incidentes de igrejas fechadas, enquanto na Argélia apenas quatro de 46 igrejas protestantes permanecem abertas.

As principais fontes de perseguição contra cristãos incluem opressão islâmica, ditaduras comunistas, hinduísmo radical, corrupção e crime organizado. A pandemia de COVID-19 também foi usada como pretexto para perseguir cristãos em vários países, com relatos de discriminação na distribuição de ajuda humanitária.

O caso mexicano

No México, os cartéis de drogas e gangues criminosas utilizam diversas táticas para perseguir e aterrorizar cristãos, especialmente líderes religiosos e jovens. Entre as táticas mais comuns estão ameaças de morte e intimidação contra pastores, líderes de igrejas e membros que se opõem às atividades ilegais dos cartéis ou se recusam a pagar propina.

Além disso, sequestros de líderes religiosos e seus familiares para extorsão ou retaliação são frequentes, assim como assassinatos de pastores e membros da igreja que denunciam os cartéis ou se recusam a cooperar.

Os cartéis também recorrem ao recrutamento forçado de jovens cristãos para integrar gangues e à doutrinação dos filhos de líderes cristãos para pressionar os pais a interromper atividades religiosas. Expulsão de cristãos de suas comunidades e terras, sequestro e tráfico de mulheres e meninas cristãs para exploração sexual, além de extorsão de igrejas e suborno de autoridades locais, são outras práticas comuns.

A mídia ignora a perseguição a cristãos?

A perseguição contra cristãos em diversas partes do mundo é um tema que recebe pouca cobertura da grande mídia por algumas razões. Viés ideológico, falta de interesse comercial, dificuldade de acesso a informações confiáveis e medo de retaliação são alguns dos fatores que contribuem para esse negligência.

Embora a falta de cobertura seja lamentável, algumas organizações não governamentais e grupos de direitos humanos têm buscado preencher essa lacuna, documentando e denunciando casos de perseguição contra cristãos e outras minorias religiosas.

A crescente perseguição contra cristãos no mundo ressalta a necessidade urgente de intervenções internacionais para proteger as comunidades vulneráveis e garantir a liberdade religiosa. Com números cada vez mais alarmantes, a comunidade global deve intensificar esforços para combater essas violações dos direitos humanos.

MP-SP abre guerra contra a Bíblia (oantagonista.com.br)

Esportes

CazéTV anuncia transmissão da Copa do Mundo de Futsal

23.06.2024 17:45 3 minutos de leitura
Visualizar

Previsão do Tempo: Santa Catarina em alerta para temporais extremos

Visualizar

Aumento do nível do mar coloca cidades brasileiras em risco

Visualizar

Rouge: Confusões internas e troca de farpas

Visualizar

Nike relança camisa da seleção de 1998 e preço surpreende

Visualizar

Portabilidade de dívida do cartão de crédito é aprovada

Visualizar

< Notícia Anterior

Acidente aéreo no Malawi: Vice-presidente e candidato presidencial morrem em tragédia

11.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

412 vagas no Concurso TSE com excelentes salários de até R$ 15mil

11.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Alexandre Borges

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Marcelo Augusto Monteiro Ferraz

2024-06-11 11:51:27

Sugere-se a OA intensificar a publicação desses atos abomináveis e sistemáticos contra os cristãos, que não são do conhecimento da massa ignara e que são perpetrados por quem destila ódio contra o cristianismo e o Ocidente. Mundo covarde e indiferente!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

México assolado por onda de calor mortal

México assolado por onda de calor mortal

23.06.2024 16:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Filipinas e a acusação de ataque da China

Filipinas e a acusação de ataque da China

23.06.2024 16:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mais pessoas morrem em enchentes na Suiça

Mais pessoas morrem em enchentes na Suiça

23.06.2024 15:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ataque em igreja e sinagoga deixa 7 mortos no Daguestão

Ataque em igreja e sinagoga deixa 7 mortos no Daguestão

23.06.2024 15:44 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.