O Antagonista

Gina Carano processa Disney com suporte de Elon Musk

avatar
Redação O Antagonista
6 minutos de leitura 07.02.2024 07:55 comentários
Cultura

Gina Carano processa Disney com suporte de Elon Musk

Atriz busca justiça após demissão polêmica

avatar
Redação O Antagonista
6 minutos de leitura 07.02.2024 07:55 comentários 0
Gina Carano processa Disney com suporte de Elon Musk
Gina Carano

Gina Carano, atriz e ec-lutadora da MMA demitida pela Disney em 2021 por postagens mal interpretadas, intensificou sua batalha legal contra o gigante do entretenimento nesta terça-feira, 6, apoiada por ajuda de Elon Musk.

Carano, que se tornou conhecida do grande público em “O Mandaloriano”, série derivada de “Star Wars”, alega no processo, aberto no tribunal federal da Califórnia, que foi injustamente dispensada, resultando em perdas milionárias. A ação exige sua reintegração no papel pela Lucasfilm.

A controvérsia começou após Carano compartilhar uma postagem comparando o clima político atual com a Alemanha nazista, o que foi erroneamente interpretado como um “apoio” ao nazismo. Alguns colegas de elenco saíram em defesa do caráter da atriz. Após sua saída da Disney, Carano uniu forças com The Daily Wire para produzir “Terror on the Prairie”, lançado em 2022.

Em sua defesa, Carano argumenta que foi alvo de uma campanha difamatória que distorceu suas palavras e intenções, classificando a atriz injustamente como extremista. Ela refuta as acusações de racismo e transfobia, destacando a falta de fundamentação para tais alegações e questionando as restrições à discussão sobre máscaras, lockdowns e vacinação.

O apoio de Musk veio após o magnata prometer auxílio legal àqueles penalizados por expressarem suas opiniões na plataforma X. Carano, surpresa com o gesto, expressou gratidão pelo suporte recebido, que lhe oferece uma chance de limpar seu nome e retomar sua carreira. Ela destaca a discrepância no tratamento entre ela e seus colegas masculinos.

A ação não apenas desafia a Disney e a Lucasfilm, mas também coloca em evidência a tensão entre liberdade de expressão e o engajamento político progressista das grandes corporações. Com o financiamento de Musk, Carano espera não apenas reivindicar seus direitos, mas também inspirar uma reflexão sobre a dinâmica do poder no cenário atual.

A Disney ainda não se pronunciou sobre o caso.

  • Em seu perfil do X, Gina Carano publicou:

“Hoje é um dia importante para mim – estou entrando com uma ação judicial contra
@lucasfilm e @Disney
.

Após meus 20 anos construindo uma carreira do zero, e durante o regime do ex-CEO da Disney Bob Chapek, a Lucasfilm fez esta declaração no Twitter, me demitindo do Mandalorian: “Gina Carano não é atualmente funcionária da Lucasfilm e não há planos para ela no futuro. No entanto, as suas publicações nas redes sociais denegrindo as pessoas com base nas suas identidades culturais e religiosas são abomináveis ​​e inaceitáveis.”

Nada poderia estar mais longe da verdade. A verdade é que eu estava sendo caçado desde tudo que postava até cada postagem que gostava porque não estava de acordo com a narrativa aceitável da época. Minhas palavras foram consistentemente distorcidas para me demonizar e desumanizar como um extremista de direita alternativa. Foi uma campanha de intimidação e difamação com o objetivo de silenciar, destruir e fazer de mim um exemplo.

O problema é que nunca usei linguagem agressiva. Compartilhei citações, fotos, memes instigantes e, ocasionalmente, usei minhas próprias palavras, não com agressão, mas com respeito e humor ocasional para manter o clima leve em tempos sombrios.

Veja com seus próprios olhos o que postei e pergunte-se, por exemplo, onde comparei os republicanos ao povo judeu no holocausto? Eu não. Pergunte a si mesmo por que eles estavam me chamando de racista, houve algum mérito por trás disso ou alguma história disso? Não. Veja por que fui chamada de transfóbica – por fazer barulhos de androides de Star Wars? “Beep, bop, boop” foi obviamente direcionado aos agressores online e não denegriu de forma alguma as pessoas trans.

Minhas perguntas sobre máscaras, bloqueios e vacinas forçadas foram corretas para serem feitas e trazer o assunto à luz? Deveríamos ter sido autorizados a discutir publicamente esses tópicos naquele momento, sem sermos assediados ou censurados? Absolutamente.

Hollywood diz que apoia a representação feminina e a igualdade de direitos. Por que então meus colegas de elenco masculinos foram autorizados a falar sem assédio, cursos de reeducação ou demissão, mas eu não tive o mesmo direito de exercer minha liberdade de expressão.

Os artistas não renunciam aos nossos direitos como cidadãos americanos quando conseguimos um emprego. Falei com todos os meus colegas de elenco desde que fui demitido e não há nada além de carinho e palavras gentis entre nós. Respeito o direito deles à liberdade de expressão e não preciso pensar o mesmo em todas as questões para ser seus amigos e trabalhar com eles e sei que eles sentem o mesmo por mim.

Há alguns meses @ElonMusk tuitou que se você tivesse sido demitido do uso da plataforma (X) por exercer seu direito à liberdade de expressão, ele gostaria de oferecer representação legal a essas pessoas. Uma oferta bastante nobre, mas nunca, em meus sonhos mais loucos, pensei que alguém aceitaria meu caso contra a Lucasfilm/Disney. Mesmo assim, respondi “Acho que me qualifico” e milhares de pessoas concordaram – mas eu não esperava nada.

Para minha surpresa, há alguns meses recebi um e-mail de um advogado contratado por X para investigar minha história e muitas outras. Acontece que depois de enviar a eles o máximo de informações que consegui reunir nos últimos meses, meus novos advogados e o X acreditam de todo o coração no meu caso e estão seguindo em frente.

Gostaria de expressar minha mais profunda gratidão e obrigado a @ElonMusk e @X por me darem a oportunidade de trazer meu caso à luz.

Quanto a mim, adoraria continuar de onde parei e continuar minha jornada de criação e participação na narração de histórias, que é minha maior paixão e tudo pelo que trabalhei tanto. Tem sido difícil seguir em frente com as mentiras e os rótulos colados em mim, apoiados e encorajados pela empresa de entretenimento mais poderosa do mundo. Estou grato por alguém ter vindo em minha defesa de uma forma tão poderosa e estou ansioso para limpar meu nome.

Obrigado a todas as pessoas que me apoiaram e fizeram suas vozes serem ouvidas. Rezo para que Deus abençoe cada um de vocês.

Com amor,

Gina Carano

Para dúvidas entre em contato:
[email protected]

Brasil

Incêndio de grandes proporções destrói lojas em São Luís

23.02.2024 07:56 2 minutos de leitura
Visualizar

Rússia amplia e moderniza suas forças nucleares estratégicas

Visualizar

Alerta climático: Previsão de temporais para o Brasil hoje

Visualizar

Textor quer novo treinador com perfil ofensivo para o Botafogo

Visualizar

Jornais destacam silêncio de Bolsonaro em depoimento à PF

Visualizar

Concurso TCE-PR oferta salário de R$22.460: Auditor de controle externo, edital em abril

Visualizar

Tags relacionadas

Disney Elon Musk Gina Carano Mandalorian
< Notícia Anterior

Cinco Minutos: Fim das “saidinhas” para presos avança no Congresso

07.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Corinthians se aproxima da contratação de Matheuzinho

07.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Luís Silviano Marka

2024-02-07 09:59:37

Essas empresas se auto-intitulam "progressistas" quando na verdade essas atitudes nazifascistas de cancelar aqueles que não pensam conforme o Regime determina são um dos maiores regressos e atrasos já vistos recentemente.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Rússia amplia e moderniza suas forças nucleares estratégicas

Rússia amplia e moderniza suas forças nucleares estratégicas

23.02.2024 07:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Censura na Índia: Plataforma X remove conteúdo após protestos agrícolas

Censura na Índia: Plataforma X remove conteúdo após protestos agrícolas

23.02.2024 07:19 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Empresa privada dos EUA pousa sonda na Lua

Empresa privada dos EUA pousa sonda na Lua

22.02.2024 21:08 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Porta-voz das FDI lista fatos que desmentem Lula

Porta-voz das FDI lista fatos que desmentem Lula

22.02.2024 20:30 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.