Violência no Rio: Turista relata estupro coletivo na Lapa Violência no Rio: Turista relata estupro coletivo na Lapa
O Antagonista

Violência no Rio: Turista relata estupro coletivo na Lapa

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.04.2024 10:18 comentários
Brasil

Violência no Rio: Turista relata estupro coletivo na Lapa

Um chocante relato de estupro coletivo veio à tona esta semana, fazendo com que a cidade do Rio de Janeiro se confrontasse com a dura realidade de violências sexuais contra mulheres

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.04.2024 10:18 comentários 2
Violência no Rio: Turista relata estupro coletivo na Lapa
Fonte: Reprodução/Google Street View

Um chocante relato de estupro coletivo veio à tona esta semana, fazendo com que a cidade do Rio de Janeiro se confrontasse com a dura realidade de violências sexuais contra mulheres. Uma turista sul-americana de 25 anos se tornou a mais recente vítima deste horror, após uma noite que deveria ser de diversão transformar-se em um terrível pesadelo.

A Noite que Mudou Tudo

A jovem, que tinha como destino final da sua viagem a Bahia, decidiu aproveitar as belezas e a vida noturna do Rio de Janeiro ao lado de uma amiga. A escolha da noite foi a boate Portal Club, localizada na vibrante Lapa. Lá, a descontração deu lugar ao terror.

Como o Incidente se Desenrolou?

De acordo com o depoimento da turista, a noite tomou um rumo inesperado após conhecer um homem brasileiro e acompanhá-lo a um espaço mais reservado dentro da boate. Foi neste local que ela afirma ter sido vítima de um estupro coletivo, um ato de violência brutal sem chance de defesa. A turista relatou que chegou a perder a consciência durante o ataque, levantando a possibilidade de ter sido dopada.

A Busca por Justiça

Após o ocorrido, a busca por justiça começou imediatamente. A vítima buscou ajuda dos funcionários da boate, mas enfrentou obstáculos, até mesmo para que a polícia fosse chamada. Esse detalhe indignante foi um dos pontos destacados pela Deputada Renata Souza, presidente da Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), que prestou auxílio à jovem.

Junto com sua amiga e em meio ao desespero, a turista registrou o boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher do Centro do Rio (Deam), passou por exames no Instituto Médico Legal (IML) e foi submetida a testes toxicológicos. A Deputada Renata Souza expressou seu pesar pelo acontecido e enfatizou a necessidade de uma investigação rápida e eficaz, com a esperança de que os responsáveis sejam identificados e punidos.

Resposta das Autoridades

A Polícia Civil do Rio de Janeiro já está em movimento, realizando diligências que incluem a busca por imagens de câmeras de segurança, essenciais para o progresso da investigação. Até o fechamento deste artigo, a direção da boate Portal Club não havia emitido qualquer declaração sobre o incidente.

Este caso joga luz sobre a urgência de se abordar a segurança das mulheres, não apenas no Rio de Janeiro mas em todo o país. A violência sexual é um mal que assola nossa sociedade, deixando marcas profundas em suas vítimas. Que a coragem desta jovem em denunciar seu agressor sirva de alerta e chamado à ação para que tais crimes não fiquem impunes e sejam combatidos com toda a severidade necessária.

Brasil

TSE adia julgamento de cassação de senador Jorge Seif

16.04.2024 19:53 3 minutos de leitura
Visualizar

Empresário Rodrigo Carvalheira é indiciado por estupro

Visualizar

Senado aprova PEC das drogas em primeiro turno

Wesley Oliveira Visualizar

Risco fiscal leva juros às alturas e dólar ao maior nível em um ano

Rodrigo Oliveira Visualizar

Lira abre a porteira para a oposição

Visualizar

Enel anuncia investimento bilionário em meio a crise

Visualizar

Tags relacionadas

estupro coletivo Rio de Janeiro turista
< Notícia Anterior

STF invalida lei do Paraná que facilita porte de armas para CACs

03.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Mercado de trabalho dos EUA supera expectativas em março

03.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Alexandre Ataliba Do Couto Resende

2024-04-03 11:12:31

A culpa será da vítima, como sempre. Por se tratar do RJ a boate paga a "taxa de segurança " que a protege de qualquer punição. Os responsáveis devem ser responsáveis algum "comando " o que assegura impunidade.


saul simoes junior

2024-04-03 10:52:04

Depende de quem cometeu a violência, se for "cumpanheiro" elas serão intimadas para dizer porque foram na casa noturna.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

TSE adia julgamento de cassação de senador Jorge Seif

TSE adia julgamento de cassação de senador Jorge Seif

16.04.2024 19:53 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Empresário Rodrigo Carvalheira é indiciado por estupro

Empresário Rodrigo Carvalheira é indiciado por estupro

16.04.2024 19:41 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Senado aprova PEC das drogas em primeiro turno

Senado aprova PEC das drogas em primeiro turno

Wesley Oliveira
16.04.2024 19:40 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lira abre a porteira para a oposição

Lira abre a porteira para a oposição

16.04.2024 19:37 5 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.