O Antagonista

Veículos elétricos e híbridos sofrem aumento do imposto de importação

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.07.2024 11:37 comentários
Brasil

Veículos elétricos e híbridos sofrem aumento do imposto de importação

Impostos sobre veículos elétricos e híbridos podem chegar até 25%

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 03.07.2024 11:37 comentários 0
Veículos elétricos e híbridos sofrem aumento do imposto de importação
Imagem/reprodução: BYD Seagull

Desde o início de julho de 2024, os consumidores brasileiros que estão pensando em adquirir um veículo eletrificado enfrentarão preços mais elevados. Isso ocorre devido ao aumento do imposto de importação aplicado a esses tipos de veículos, uma mudança que está alinhada com o cronograma estabelecido pelo governo brasileiro.

A taxa, que começou a aumentar gradativamente desde janeiro deste ano, tem seu próximo marco previsto para finalizar apenas em julho de 2025.

Impactos no mercado automotivo

Esse aumento tem impactos diversos sobre o mercado: enquanto os fabricantes tradicionais enfrentam desafios significativos, as marcas chinesas parecem ter sido menos atingidas até o momento, haja vista a agilidade com que importaram unidades antes do reajuste. Vale ressaltar que a taxa de imposto para veículos híbridos passou para 25%, enquanto os híbridos plug-in e os elétricos estão agora sujeitos a impostos de 20% e 18%, respectivamente

Futuro dos veículos elétricos no Brasil

A decisão de elevar o imposto de importação apoia-se na necessidade de fortalecer o setor automobilístico nacional e promover a descarbonização. Segundo declarações do governo, o objetivo é impulsionar a indústria local a explorar todas as rotas tecnológicas possíveis que favoreçam essa transição energética.

No entanto, essa medida também visa conter o avanço dos veículos chineses no mercado nacional, conforme expresso por representantes da Anfavea.

Impacto diferenciado entre marcas

Os fabricantes tradicionais, incluindo gigantes como Toyota e Honda, que possuem modelos híbridos bem estabelecidos no mercado, como o RAV4 e o Accord, respectivamente, são agora submetidos a um imposto significativamente maior.

Em contrapartida, marcas chinesas como Caoa Chery e BYD, que conseguiram agilizar a importação de seus modelos para o Brasil, conseguiram criar estoques que podem ajudar a manter os preços controlados por mais algum tempo.

Reações do mercado de veículos

A reação ao ajuste fiscal não foi unânime. Enquanto a Anfavea defende a medida como uma forma de proteção para a indústria local, associações como a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) e a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) criticaram a medida. Essas associações alegam que as mudanças repentinas podem prejudicar a previsibilidade do mercado, essencial para o planejamento e investimento contínuo no setor.

Aumento contínuo das taxas até 2026

Olhando para o futuro, as taxas continuarão aumentando até 2026, quando todos os veículos eletrificados estarão sujeitos a um imposto de importação de 35%. Esse panorama sugere que, apesar das intenções governamentais de apoiar a indústria nacional e a descarbonização, os consumidores e fabricantes enfrentarão desafios, incluindo custos mais altos e possíveis desacelerações no ritmo de adoção de veículos elétricos no Brasil.

Mais Lidas

1

Agora até Tolkien é "extrema-direita"

Visualizar notícia
2

Musk: "Obrigado, Alex Soros, por revelar quem será o próximo fantoche"

Visualizar notícia
3

Contingenciamento: o golpe está aí, cai quem quer

Visualizar notícia
4

O "reizinho" do governo Lula

Visualizar notícia
5

"JD Vance, não Kamala Harris, representa o sonho americano"

Visualizar notícia
6

"Joe Biden desiste da candidatura, mas não da Casa Branca. E agora?"

Visualizar notícia
7

Por que o Amapá recebe tanta emenda parlamentar?

Visualizar notícia
8

Netanyahu volta aos EUA em busca de apoio contra o terror

Visualizar notícia
9

Democratas sacrificaram Biden para buscar também a maioria no Congresso

Visualizar notícia
10

Estados Unidos de Maceió

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Elétricos Híbridos veículos
< Notícia Anterior

INSS: descubra os segredos dos benefícios e serviços oferecidos

03.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Motorista do Porsche: Polícia investiga sumiço de garrafas do carro

03.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Honda demonstra interesse em motos customs e de baixa cilindrada

Honda demonstra interesse em motos customs e de baixa cilindrada

22.07.2024 10:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Imposto de Renda: consulte o terceiro lote de restituição

Imposto de Renda: consulte o terceiro lote de restituição

22.07.2024 10:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Desvendando mistérios de família: A influência dos sobrenomes

Desvendando mistérios de família: A influência dos sobrenomes

22.07.2024 10:17 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aeroporto do Galeão opera com geradores após interrupção de energia

Aeroporto do Galeão opera com geradores após interrupção de energia

22.07.2024 10:11 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.