O Antagonista

TCU condena haitiano por desvio de R$ 3 milhões em embaixada do Brasil

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 07.02.2024 20:47 comentários
Brasil

TCU condena haitiano por desvio de R$ 3 milhões em embaixada do Brasil

Na época em que ocorreram os desvios, o Brasil estava à frente da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 07.02.2024 20:47 comentários 0
TCU condena haitiano por desvio de R$ 3 milhões em embaixada do Brasil
Foto: Marcello Casal Jr. via Agência Brasil

Um funcionário haitiano da Embaixada do Brasil no Haiti foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) nesta quarta-feira, 7 de fevereiro, pelo desvio de R$ 3 milhões de reais do órgão.

O desvio ocorreu durante o período de 2013 a 2016 e, segundo o relatório do TCU.

Na época, o Brasil estava à frente da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (foto), fato que sobrecarregou ainda mais os gestores da embaixada brasileira no país.

O indivíduo orquestrou um golpe elaborado, que incluiu a falsificação de assinaturas e recibos e a manipulação de contas para desviar fundos públicos federais.

A trajetória do agente de desvios

O cidadão haitiano foi contratado pela embaixada em 2004 e atuou como contador.

Em um desvio considerado sofisticado pelo ministro do TCU, Walton Alencar, o profissional foi responsável pelo desvio direto de recursos públicos no valor superior a R$ 3 milhões.

“Esse desvio de fato ocorreu por obra, influência e ação do contador da embaixada, que é cidadão haitiano”, afirmou o ministro Walton Alencar.

“Não se tratava de fraude rudimentar nem de falsificações grosseiras”, acrescentou o ministro ao tecer detalhes sobre o esquema.

Detalhes da fraude

Durante o processo de auditoria, os auditores do TCU identificaram várias irregularidades, como saques indevidos na conta da embaixada e despesas inflacionadas nos relatórios contábeis do período investigado.

O esquema fraudulento revelou falsificação de assinaturas, produção de recibos fantasmas e adulteração de contas apresentadas para conferência.

O auditor também possuía carimbos do banco Sogebank, onde a embaixada mantinha sua conta, e exercia a prática de emissão e posterior anulação de cheques.

A condenação do funcionário haitiano

O haitiano não apresentou nenhuma defesa ao TCU e foi o único condenado pela Corte.

Sua pena inclui o ressarcimento dos valores desviados ao Tesouro Nacional, somados de juros e multas.

Além disso, ele receberá uma proibição de oito anos de trabalhar na administração pública brasileira.

Brasil

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

26.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar

Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

Visualizar

Jogando bem, Corinthians perde para Ponte Preta e se complica

Visualizar

Cromossomo Y Está desaparecendo

Visualizar

Conheça a última área a ser mapeada nos EUA por ser inacessível

Visualizar

Estudo revela que povos tradicionais possuem a mesma felicidade de países ricos

Visualizar

Tags relacionadas

Haiti TCU
< Notícia Anterior

Acidente com ônibus com 40 pessoas em MG causa transtornos

07.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

A condução coercitiva da claque de Lula

07.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Nelson Pereira Cacheta

2024-02-08 09:25:40

Nossa, que agilidade pra resolver esse caso.


Miranda

2024-02-08 05:40:30

Proibição de 8 anos? Deveria ser proibido de trabalhar para o Brasil pelo resto da vida. Isso tem que valer pra brasileiros também.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

INSS: cobranças abusivas em consignados, CGU revela falhas no controle de juros

26.02.2024 05:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

Revisão da Vida Toda: STF avança em análise para aposentadorias

26.02.2024 05:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

25.02.2024 21:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Conheça as mansões de famosos como Bruno Gagliasso e Simone Mendes disponíveis para aluguel

Conheça as mansões de famosos como Bruno Gagliasso e Simone Mendes disponíveis para aluguel

25.02.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.