Registros de novas armas de fogo caem 82% em 2023 Registros de novas armas de fogo caem 82% em 2023
O Antagonista

Registros de novas armas de fogo caem 82% em 2023

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.01.2024 08:34 comentários
Brasil

Registros de novas armas de fogo caem 82% em 2023

O registro de novas armas de fogo para defesa pessoal de cidadãos que vivem no Brasil caiu em 2023. A redução foi de quase 82% em relação ao ano anterior. Segundo dados do Sistema Nacional de Armas (Sinarm), no ano passado foram cadastradas 20.822 novas armas de fogo para defesa pessoal...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.01.2024 08:34 comentários 0
Registros de novas armas de fogo caem 82% em 2023
Foto: Reprodução, TV Globo

O registro de novas armas de fogo para defesa pessoal de cidadãos que vivem no Brasil caiu em 2023. A redução foi de quase 82% em relação ao ano anterior. Segundo dados do Sistema Nacional de Armas (Sinarm), no ano passado foram cadastradas 20.822 novas armas de fogo para defesa pessoal, número bem inferior às 111.044 armas contabilizadas em 2022.

Segundo a Polícia Federal (PF), esse é o menor número cadastrado de armas de fogo para defesa pessoal desde 2004. Naquele ano, 4.094 registros foram registrados pelo órgão.

As pistolas lideram a lista de armas registradas por civis na PF, com 14.277 cadastros feitos em 2023. Em seguida aparecem as espingardas (2.309 registros) e os rifles (2.215).

Em uma postagem publicada nesta quarta-feira, 3, em suas redes sociais, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, se manifestou sobre essa queda nos registros de armas de fogo por civis e também sobre a diminuição do número de crimes violentos letais intencionais. Para ele, essa é uma combinação “muito relevante” para o país.

“Isso prova cientificamente que não é a proliferação irresponsável de armas que enfrenta a criminalidade. E sim polícias equipadas, preparadas tecnicamente, com planejamento adequado. Sem esquecer, claro, o principal para novas e sustentáveis conquistas: políticas de justiça social, a exemplo de escolas de tempo integral”, escreveu o atual ministro da Justiça e futuro ministro do STF.

Política mais restritiva

A queda no cadastro de novas armas de fogo por civis ocorre após o governo federal ter adotado medidas para tentar desarmar a população. Em julho de 2023, o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva assinou um decreto que reduz o número de armas e munições em posse de civis.

Também foi editado um decreto que aumentou as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que incidem sobre armas de fogo, munições e aparelhos semelhantes.

Com informações da Agência Brasil

Mundo

Tesla aprova pagamento de 56 bilhões para Elon Musk

13.06.2024 21:11 3 minutos de leitura
Visualizar

PT acuado no Congresso, sem mensalão e petrolão

Visualizar

Lula alopra sobre IA e “Sul Global”

Visualizar

Chuvas causam inundações no Chile e deixam centenas desabrigados

Visualizar

O lero-lero de Lula sobre Putin

Visualizar

Deputado quer incluir aumento de pena para crime de estupro em PL anti-aborto

Visualizar

Tags relacionadas

armamentos armas Polícia Federal
< Notícia Anterior

Advogado é expulso do grupo de WhastApp do Prerrô após criticar Gleisi

04.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Novos documentos citam famosos no caso Epstein

04.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Deputado quer incluir aumento de pena para crime de estupro em PL anti-aborto

Deputado quer incluir aumento de pena para crime de estupro em PL anti-aborto

13.06.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
"Inversão dos direitos", dizem procuradores sobre PL da delação

"Inversão dos direitos", dizem procuradores sobre PL da delação

13.06.2024 20:46 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lira sobre aborto: "O que é permitido hoje não será proibido"

Lira sobre aborto: "O que é permitido hoje não será proibido"

13.06.2024 19:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Prefeito do RS tem celular roubado enquanto gravava vídeo

Prefeito do RS tem celular roubado enquanto gravava vídeo

13.06.2024 19:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.