O Antagonista

Presas em SP duas mulheres acusadas de fabricar chocolates com alucinógenos

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 09.02.2024 16:05 comentários
Brasil

Presas em SP duas mulheres acusadas de fabricar chocolates com alucinógenos

Mulheres presas por fabricar e vender chocolates alucinógenos.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 09.02.2024 16:05 comentários 0
Presas em SP duas mulheres acusadas de fabricar chocolates com alucinógenos
Fonte: Divulgação/SSPSP

Dois dos principais pontos relatos são o recente desdobramento do Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Paulo (DEIC), onde foram detidas duas mulheres sob suspeita de associação ao tráfico e tráfico de drogas.

O incidente ocorreu na última quarta-feira (7), onde as duas mulheres foram flagradas operando uma fábrica de produção de chocolates alucinógenos na cidade de Mairiporã, na Grande SP.

Produção de chocolates incorporando “cogumelos mágicos”

De acordo com as descobertas, os chamados “cogumelos mágicos” eram empregados na produção dos doces. O fungo alucinógeno contém a substância ativa psilocibina, que está na lista de substâncias psicotrópicas proibidas no Brasil. Segundo a Secretária de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o fungo era aparentemente utilizado na produção de uma variedade de doçarias, incluindo trufas, bombons, barras de chocolate e biscoitos.

Ação policial e descoberta do esquema

Rumores sobre a fábrica improvisada foram relatados aos agentes da 6ª Delegacia de Investigações sobre Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio (DISCCPAT). Amostras de chocolates recuperadas foram posteriormente submetidas a análise, levando à constatação da psilocibina.

Foi emitido um mandado de busca e apreensão tanto para um centro comercial, onde funcionava a sede administrativa do negócio, quanto para a suposta fábrica de chocolates, situada em um imóvel de alto padrão.

Os policiais, durante a ação, apreenderam os doces além do material usado para sua produção. As investigações sobre o caso seguem abertas.

A ação foi executada sob a supervisão do responsável Bruno Laforé. Este é um exemplo claro de como as autoridades estão assumindo medidas drásticas e efetivas para garantir a segurança e o bem-estar dos cidadãos, mesmo com o narcotráfico recorrendo a métodos cada vez mais sofisticados para disfarçar suas atividades ilícitas.

Esportes

Corinthians é eliminado do Paulistão após vitória da Inter de Limeira

02.03.2024 23:06 2 minutos de leitura
Visualizar

Navalny: o sopro de liberdade que desafia Putin

Catarina Rochamonte Visualizar

Confira os adversários de Grêmio e Inter nas quartas de final do Gauchão

Visualizar

Augusto Melo confirma que dívida do Corinthians com Rojas é de R$ 8 milhões

Visualizar

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

Visualizar

Turista brasileira sofre estupro coletivo na Índia

Visualizar

Tags relacionadas

Alucinógenos São Paulo
< Notícia Anterior

Botafogo x Vasco: ingressos já estão a venda para o clássico

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Assassinato de galerista americano no Rio foi encomendado por ex-marido

09.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

Casal preso por vaquinha online falsa para criança com câncer no RJ

02.03.2024 21:41 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Influencer é preso por aplicar golpe de criptomoedas

Influencer é preso por aplicar golpe de criptomoedas

02.03.2024 21:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Projeto de lei quer Uber com no máximo 12 horas de trabalho

Projeto de lei quer Uber com no máximo 12 horas de trabalho

02.03.2024 21:09 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
“No escuro”, defesa de Bolsonaro reclama de constrangimento

“No escuro”, defesa de Bolsonaro reclama de constrangimento

02.03.2024 19:56 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.