Polícia Federal denuncia que plataforma X liberou live de perfis bloqueados Polícia Federal denuncia que plataforma X liberou live de perfis bloqueados
O Antagonista

Polícia Federal denuncia que plataforma X liberou live de perfis bloqueados

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 19.04.2024 18:17 comentários
Brasil

Polícia Federal denuncia que plataforma X liberou live de perfis bloqueados

Investigação revela uso indevido de lives na rede social X por perfis judicialmente bloqueados.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 19.04.2024 18:17 comentários 0
Polícia Federal denuncia que plataforma X liberou live de perfis bloqueados
Foto: Reprodução/YouTube

A rede social X, anteriormente conhecida como Twitter, está no centro de um controverso debate jurídico e tecnológico. De acordo com informações recentes fornecidas pela Polícia Federal ao Supremo Tribunal Federal (STF), a plataforma tem permitido transmissões ao vivo de perfis que foram bloqueados por decisões judiciais.

O que diz o relatório da Polícia Federal sobre a rede social X?

No documento enviado ao STF, consta que desde o dia 8 de abril de 2024, perfis com restrições legais têm conseguido realizar transmissões ao vivo. Isso levanta questões sobre a eficácia das medidas judiciais na regulamentação de conteúdos em redes sociais. A lista de perfis mencionados inclui nomes como @RConstantino, @realpfigueiredo, entre outros, que aparentemente encontraram no recurso “Spaces” da plataforma uma maneira de continuar interagindo com o público.

Qual a implicação legal dessas transmissões na rede social X?

Este cenário pode representar uma forma de obstrução de Justiça, uma vez que os perfis em questão deveriam estar totalmente restritos de qualquer forma de interação na rede. O caso está sendo investigado como parte de um inquérito maior, que apura a gestão de Elon Musk, proprietário da rede social, e seu possível papel na obstrução de Justiça.

Como funciona o recurso “Spaces” utilizado para as transmissões?

“Spaces” é um recurso de transmissões ao vivo que permite aos usuários da plataforma criar salas de chat de áudio. Segundo a Polícia Federal, foi identificado que esse recurso está sendo utilizado para facilitar a interação entre usuários brasileiros e os detentores dos perfis bloqueados judicialmente.

Resposta da rede social e dos envolvidos

Até o momento, a assessoria da plataforma X não respondeu aos questionamentos sobre as acusações. Da mesma forma, a tentativa de contato com os donos dos perfis citados também não obteve retorno. Este silêncio contribui para o clima de incerteza sobre as medidas efetivas que a rede social está adotando para cumprir as ordens judiciais.

    • @RConstantino: Perfil conhecido por comentários políticos.
    • @realpfigueiredo: Ativo em debates político-econômicos.
    • @eustaquiojor: Jornalista com foco em notícias nacionais.
    • @marcosdoval, @allanldsantos, @tercalivre: Figuras públicas envolvidas em diversas polêmicas midiáticas.

Este caso reforça a complexidade e os desafios da regulação de conteúdo online e da aplicação de decisões judiciais em plataformas globais de mídia social. Os próximos passos da investigação serão cruciais para entender como as grandes tecnologias podem ser responsabilizadas e como a legislação pode adaptar-se aos desafios tecnológicos contínuos.

Brasil

Os outros alvos dos irmãos Brazão

27.05.2024 13:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Lançamento de projétil Norte-Coreano acende alertas globais

Visualizar

Defensoria vai ao STF por mudança em edital de câmeras em SP

Visualizar

Galvão Bueno de volta à Fórmula 1?

Visualizar

Bebê é atingida por bala perdida em Hospital do Recife

Visualizar

"Não consigo enxergar ninguém vendendo nada pelo Instagram"

Rodrigo Oliveira Visualizar

Tags relacionadas

Polícia Federal rede social X
< Notícia Anterior

Crusoé: A nova ajuda da OTAN à Ucrânia

19.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Tensões mundiais fazem valor da Libra despencar e causa aflição

19.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Os outros alvos dos irmãos Brazão

Os outros alvos dos irmãos Brazão

27.05.2024 13:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Defensoria vai ao STF por mudança em edital de câmeras em SP

Defensoria vai ao STF por mudança em edital de câmeras em SP

27.05.2024 12:32 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bebê é atingida por bala perdida em Hospital do Recife

Bebê é atingida por bala perdida em Hospital do Recife

27.05.2024 12:19 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

Encargos trabalhistas no Brasil: impacto na economia e informalidade

27.05.2024 12:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.