Planalto publica resultado de megalicitação da Secom durante tragédia no RS Planalto publica resultado de megalicitação da Secom durante tragédia no RS
O Antagonista

Planalto publica resultado de megalicitação da Secom durante tragédia no RS

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 10.05.2024 18:20 comentários
Brasil

Planalto publica resultado de megalicitação da Secom durante tragédia no RS

Publicação no Diário Oficial confirma informação recebida de forma antecipada por O Antagonista; duas empresas foram desabilitadas após matéria

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 10.05.2024 18:20 comentários 0
Planalto publica resultado de megalicitação da Secom durante tragédia no RS
Foto: O Antagonista

O governo Lula aproveitou o clima de comoção nacional para publicar, nesta semana, o resultado da polêmica megalicitação da Secom do governo Lula para combater fake news antecipado por O Antagonista.

Agora oficialmente, as quatro primeiras colocadas do certame foram justamente aquelas adiantadas por este site: Moringa, BR Mais Comunicação, Área Comunicação e Usina Digital. Moringa teve 91,34 pontos; BR 91,17 pontos, Area 89 pontos e Usina 88,16 pontos.

Contudo, como também mostramos no final do mês passado, Moringa e Área Digital foram desabilitadas por “não atenderem aos critérios de habilitação exigidos no Edital” de licitação.

Agora, o processo de contratação de empresas para ficarem à disposição da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e demais órgãos que compõem o Sistema de Comunicação de Governo do Poder Executivo Federal (SICOM) entra na fase recursal. Ou seja, as empresas que participaram podem questionar o resultado publicado na terça-feira última (7).

Os recursos podem ser apresentados até a próxima segunda-feira, 13 de maio; depois, o processo segue para as contrarrazões do governo federal até o resultado final do processo, que será divulgado em 28 de maio.

Como mostrou O Antagonista na quarta-feira, 24 de abril, as quatro agências vencedoras do processo de licitação eram conhecidas pelo menos desde o dia anterior ao anúncio oficial. 

Depois da revelação deste site, o caso entrou na mira de deputados federais, senadores e do Tribunal de Contas da União (TCU), que abriu uma investigação para saber como o resultado de uma licitação desse porte vazou um dia antes.

Além disso, o Instituto Mises e o Instituto Livre Mercado, dois dos principais think tanks liberais no Brasil, entraram na Justiça Federal de São Paulo contra a megalicitação da Secom que beneficiou agências amigas do PT.

A ação civil pública dos institutos pede a anulação do processo e o ressarcimento dos prejuízos decorrentes, além de uma liminar para suspender a contratação até o final das eleições municipais de 2024.

A megalicitação da Secom

Somente para lembrar, o Palácio do Planalto reservou 197 milhões de reais para “combater fake news” (dos outros), numa tentativa de melhorar a popularidade de Lula. O resultado revelou a vitória de agências ligadas ao ministro Fernando Haddad, da Fazenda, e à presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, entre outros.

As empresas vitoriosas disputaram a concorrência com outras 20, algumas delas com muito mais tradição no setor público do que as vencedoras. A concorrência foi resolvida em processo rápido, de menos de dois meses, e levou em questão o critério mais vago de “melhor técnica”, e não o mais objetivo de “melhor preço”.

O resultado anunciado nesta quarta foi publicado horas antes, na terça, em postagem cifrada no perfil do X“PP = AD+M+BRplus+US”.

Mundo

Líder holandês declara apoio incondicional a Israel

Alexandre Borges
23.05.2024 06:28 2 minutos de leitura
Visualizar

Uso diário de maconha supera o de álcool nos EUA

Alexandre Borges Visualizar

Líder da direita populista alemã cai após relativizar nazismo

Alexandre Borges Visualizar

Receita libera restituição priorizando Gaúchos após calamidades

Visualizar

INSS: calendário do 13º salário, pagamentos antecipados

Visualizar

Bolsa Família: novos benefícios de Auxílio Médio

Visualizar

< Notícia Anterior

Semana de Copom dividido teve dólar em alta e bolsa para baixo

10.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Idosas ativistas atacam a Carta Magna em protesto na Inglaterra

10.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Receita libera restituição priorizando Gaúchos após calamidades

Receita libera restituição priorizando Gaúchos após calamidades

23.05.2024 06:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
INSS: calendário do 13º salário,  pagamentos antecipados

INSS: calendário do 13º salário, pagamentos antecipados

23.05.2024 05:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: novos benefícios de Auxílio Médio

Bolsa Família: novos benefícios de Auxílio Médio

23.05.2024 05:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Câmara dos Deputados aprova moção de repúdio a Madonna, Anitta e Pabllo Vittar

Câmara dos Deputados aprova moção de repúdio a Madonna, Anitta e Pabllo Vittar

22.05.2024 22:05 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.