PF e CVM desarticula grupo que fraudava fundos de investimentos PF e CVM desarticula grupo que fraudava fundos de investimentos
O Antagonista

PF e CVM desarticula grupo que fraudava fundos de investimentos

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 14.11.2023 10:31 comentários
Brasil

PF e CVM desarticula grupo que fraudava fundos de investimentos

A Polícia Federal e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deram início à operação Minuano, nesta terça-feira,14. O objetivo é desmantelar um grupo suspeito de cometer fraudes em fundos de investimentos, resultando em prejuízos aos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) de servidores públicos em diversos estados...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 14.11.2023 10:31 comentários 0
PF e CVM desarticula grupo que fraudava fundos de investimentos
Foto: Reprodução / PF

A Polícia Federal e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deram início à operação Minuano, nesta terça-feira,14. O objetivo é desmantelar um grupo suspeito de cometer fraudes em fundos de investimentos, resultando em prejuízos aos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) de servidores públicos em diversos estados.

Com a participação de mais de 100 policiais federais, estão sendo cumpridos 27 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre (18 mandados), Canoas (1), Novo Hamburgo (2), Portão (1) e Canela (1), no Rio Grande do Sul; Cambé (1) e Londrina (1), no Paraná; e São Paulo (1) e Rio de Janeiro (1).

Além disso, estão sendo executadas medidas cautelares de suspensão das atividades financeiras, bem como o bloqueio de contas e ativos que totalizam R$ 451 milhões. Segundo a PF, esse valor corresponde ao prejuízo estimado causado pelos envolvidos às entidades responsáveis pelos RPPS.

A operação teve início a partir de informações obtidas durante a operação Gatekeepers em 2018. A investigação revelou que o grupo criminoso teria captado e desviado cerca de R$ 239 milhões de 69 Regimes Próprios de Previdência Pública nos estados do Rio Grande do Sul, Pará, São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Paraná, Amapá, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Maranhão.

Além disso, os investigadores identificaram pagamentos indevidos a dirigentes dos RPPS por meio de consultorias vinculadas ao grupo.

Caso as suspeitas sejam confirmadas, os responsáveis pelos crimes poderão responder por gestão fraudulenta e temerária, apropriação indébita financeira, estelionato financeiro, falsidade ideológica contábil-financeira, negociação de títulos mobiliários sem lastro, manipulação de preços de ativos, lavagem de dinheiro e organização criminosa. As penas somadas podem ultrapassar 40 anos de reclusão.

Esportes

Athletico-PR vence o Danubio pela Sul-Americana e segue 100%

24.04.2024 23:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

Visualizar

Flamengo na Libertadores: Tite faz mudanças de última hora na escalação

Visualizar

O cinismo de André Janones sobre rachadinha

Visualizar

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

Visualizar

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

Visualizar

Tags relacionadas

CVM Operação PF Polícia Federal RPPS
< Notícia Anterior

Tribunal de Barcelona envia Daniel Alves a julgamento

14.11.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Governo adia reoneração de tributos da “lista Covid”

14.11.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

24.04.2024 20:56 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

24.04.2024 20:51 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ludmilla ganha relógio de luxo de Brunna no aniversário de 29 Anos

Ludmilla ganha relógio de luxo de Brunna no aniversário de 29 Anos

24.04.2024 20:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Suposto sobrinho de Marcola, do PCC, teria sido preso em operação no SC

Suposto sobrinho de Marcola, do PCC, teria sido preso em operação no SC

24.04.2024 20:24 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.