Partidos vão ao Supremo para barrar nota de 200 reais Partidos vão ao Supremo para barrar nota de 200 reais
O Antagonista

Partidos vão ao Supremo para barrar nota de 200 reais

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 21.08.2020 06:00 comentários
Brasil

Partidos vão ao Supremo para barrar nota de 200 reais

O PSB, a Rede e o Podemos apresentaram ao Supremo uma ação para proibir o governo de produzir e colocar em circulação a nova cédula de 200 reais...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 21.08.2020 06:00 comentários 0
Partidos vão ao Supremo para barrar nota de 200 reais
lobo guara

O PSB, a Rede e o Podemos apresentaram ao Supremo uma ação para proibir o governo de produzir e colocar em circulação a nova cédula de 200 reais.

O pedido é baseado num alerta lançado por várias entidades anticorrupção de que a medida, além de desnecessária — em razão do crescente uso de meios eletrônicos para pagamento — favorece a ocultação, lavagem e evasão ilegal de dinheiro.

“Rotineiras apreensões de vultosas quantias em dinheiro confirmam a forte preferência do crime organizado nacional pelas maiores notas em circulação no país, já que favorecem o transporte e a ocultação dos valores. Por outro lado, pagamentos lícitos, realizados em lojas e no comércio em geral, já costumam prescindir desses bilhetes e, inclusive, são numerosos os estabelecimentos que resistem a aceitá-los”, diz a nota, lançada no início do mês pelo Instituto Não Aceito Corrupção, a Transparência Partidária, Instituto Compliance Brasil e Instituto Ethos.

No ano passado, representantes das entidades reuniram-se com a diretora de Administração do Banco Central, Carolina Barros, para pedir uma medida inversa: diminuir a circulação de notas de R$ 100 no país. Ela informou que já havia estudos sobre isso.

Uma pesquisa concluída em julho mostrou que 60% dos entrevistados preferem notas menores para saques que a de R$ 200 e que 76% deles acreditam que medida dificultará o troco.

O BC informou, no final de julho, que a nova cédula com o lobo-guará entrará em circulação no final de agosto. Deverão ser impressas 450 milhões de cédulas neste ano, cujo valor total será de R$ 90 bilhões.

Brasil

CCJ do Senado aprova projeto de lei que legaliza jogo do bicho

19.06.2024 20:27 2 minutos de leitura
Visualizar

Ex-deputado brasileiro cassado nos EUA ressurge no OnlyFans

Visualizar

Funcionário corta a energia de morador e para no hospital após agressão

Visualizar

Supermercado em Porto Alegre é multado por vender produtos danificados pela enchente

Visualizar

Naldo Benny conta como trouxe Miley Cyrus pro Brasil

Visualizar

Vídeo: Paciente sedada é estuprada em clínica psiquiátrica

Visualizar

Tags relacionadas

lobo-guará nota de 200 reais
< Notícia Anterior

Momento Antagonista: sabujos, anjos e gurus

20.08.2020 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

NA CONTA DE FLÁVIO

21.08.2020 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

CCJ do Senado aprova projeto de lei que legaliza jogo do bicho

CCJ do Senado aprova projeto de lei que legaliza jogo do bicho

19.06.2024 20:27 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Funcionário corta a energia de morador e para no hospital após agressão

Funcionário corta a energia de morador e para no hospital após agressão

19.06.2024 20:10 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Supermercado em Porto Alegre é multado por vender produtos danificados pela enchente

Supermercado em Porto Alegre é multado por vender produtos danificados pela enchente

19.06.2024 20:01 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Vídeo: Paciente sedada é estuprada em clínica psiquiátrica

Vídeo: Paciente sedada é estuprada em clínica psiquiátrica

19.06.2024 19:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.