O Antagonista

Operação Policial no Rio de Janeiro mira assassinos do lutador Diego Braga

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.02.2024 16:57 comentários
Brasil

Operação Policial no Rio de Janeiro mira assassinos do lutador Diego Braga

Operação policial no Rio de Janeiro prende suspeitos do assassinato do lutador de MMA, Diego Braga Alves. O esportista foi morto ao tentar recuperar sua moto furtada.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 06.02.2024 16:57 comentários 0
Operação Policial no Rio de Janeiro mira assassinos do lutador Diego Braga
Fonte: Divulgação

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou uma operação na manhã desta terça-feira (6), afim de prender sete pessoas acusadas de assassinarem o lutador de MMA, Diego Braga Alves, de 44 anos. Dentre os suspeitos, dois foram presos em flagrante. Porém, somente um deles foi reconhecido como participante do homicídio. O esportista foi morto no dia 15 de janeiro, após tentar recuperar sua moto, que havia sido furtada em sua residência na comunidade da Muzema, zona oeste do Rio.

Ação policial e prisões

A operação contou com a atuação de agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE) e aconteceu no Morro do Banco, em Itanhangá, também na zona oeste. Apesar da operação prever o cumprimento de sete mandados de prisão, apenas duas foram realizadas. Um dos detidos, além de ser acusado de tráfico de drogas, também foi indicado como participante do homicídio de Alves. O outro detido foi acusado de estar portando um documento falso.

Investigação do crime

Segundo informações da polícia, os assassinos estão vinculados ao tráfico de drogas e teriam matado o lutador por equívoco, ao confundi-lo com um membro da milícia. As investigações para localizar e prender todos os responsáveis pelo crime continuam.

Suspeito detido em Janeiro

Em janeiro, Tauã da Silva, mais conhecido como 2B, foi preso em sua casa, localizada no Morro do Banco, sob a acusação de ter participado da morte do lutador. O jovem de 18 anos foi encontrado com uma quantidade não divulgada de drogas e confessou participação no crime.

Relembrando o caso

O lutador e professor de artes marciais Diego Braga Alves, de 44 anos, foi morto em 15 de janeiro deste ano, após tentar recuperar uma moto que havia sido furtada de sua casa, localizada na comunidade da Muzema, Zona Oeste do Rio. Diego era proprietário de uma academia de artes marciais, que tinha unidades nas comunidades da Tijuquinha e de Rio das Pedras. O lutador treinava seu filho, Gabriel Braga, que competia profissionalmente.

Esportes

Jogando bem, Corinthians perde para Ponte Preta e se complica

25.02.2024 22:27 2 minutos de leitura
Visualizar

Cromossomo Y Está desaparecendo

Visualizar

Conheça a última área a ser mapeada nos EUA por ser inacessível

Visualizar

Estudo revela que povos tradicionais possuem a mesma felicidade de países ricos

Visualizar

Tite comenta caso de Daniel Alves

Visualizar

Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

Visualizar

Tags relacionadas

Diego Braga Norte MMA
< Notícia Anterior

Brasil bate recorde de denúncias de imagens de abuso e exploração sexual na internet

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Corinthians regulariza Garro, mas estreia contra o Santos ainda é dúvida

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

Casa Tody: loja de calçados fecha após 70 anos na Avenida Paulista

25.02.2024 21:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Conheça as mansões de famosos como Bruno Gagliasso e Simone Mendes disponíveis para aluguel

Conheça as mansões de famosos como Bruno Gagliasso e Simone Mendes disponíveis para aluguel

25.02.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Tarcísio: “São Paulo ama vestir verde e amarelo”

Tarcísio: “São Paulo ama vestir verde e amarelo”

25.02.2024 20:18 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Deltan, Zema, Tarcísio, Malafaia; quem participou do ato de Bolsonaro

Deltan, Zema, Tarcísio, Malafaia; quem participou do ato de Bolsonaro

25.02.2024 19:57 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.