MPE: acusações de abuso por Moro não estão amparadas em provas MPE: acusações de abuso por Moro não estão amparadas em provas
O Antagonista

MPE: acusações de abuso por Moro não estão amparadas em provas

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 21.05.2024 20:02 comentários
Brasil

MPE: acusações de abuso por Moro não estão amparadas em provas

O julgamento de Moro no TSE foi retomado na noite desta terça-feira

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 21.05.2024 20:02 comentários 0
MPE: acusações de abuso por Moro não estão amparadas em provas
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O vice-procurador-geral Eleitoral, Alexandre Espinosa Bravo Barbosa, defendeu nesta terça-feira a rejeição dos recursos apresentados pela Federação Brasil de Esperança (PT/PcdoB/PV) e pelo PL que tentam cassar o mandato do senador Sergio Moro (União-PR) no TSE.

O julgamento de Moro no TSE foi retomado na noite desta terça-feira. A expectativa é que o caso seja resolvido ainda nesta terça.

“Ao ver da PGE as imputações de abusos e poder econômico e cooptação de gastos ilícitos, elas não encontram amparam no acervo probatório dos autos”, disse o vice-procurador-geral eleitoral.

“A anomia legislativa decorrente da falta de previsão de regras, traz a necessidade de uma interpretação que deve equilibrar a antecipação dos debates políticos e a possibilidade de competição entre os candidatos”, acrescentou o vice-procurador.

“O recorrido ensaiou duas pré-campanhas fracassadas e apenas uma vitoriosa”, complementou.

“Na espécie, o exame detido das informações prestadas pelo Podemos (incluindo a Federação Trabalhista Nacional) e União Brasil (Nacional e Estadual) permitem aferir, com segurança, que houve um gasto na pré-campanha dos investigados em percentual levemente abaixo de 10% do teto de gastos para o cargo de senador no Estado do Paraná”, declarou o vice-procurador-geral Eleitoral.

Moro Absolvido no PR

No início de abril, o TRE-PR rejeitou, por maioria, a cassação do senador Sergio Moro. Os desembargadores absolveram Moro nas duas ações que o acusavam de abuso de poder econômico nas eleições de 2022.

Os magistrados concluíram, por cinco votos a dois, que o dinheiro destinado para financiar a pré-campanha de Moro não desequilibrou a disputa ao Senado. No voto que finalizou o julgamento, o presidente do TRE-PR, Sigurd Roberto Bengtsson, afirmou que não há gravidade suficiente para caracterizar conduta ilegal.

Na ocasião, a Procuradoria Regional Eleitoral do Paraná defendeu a cassação e inelegibilidade do senador no TRE-PR. O parecer do Ministério Público Eleitoral paranaense apontou que a lisura e a legitimidade do pleito foram comprometidas pelo uso excessivo de recursos financeiros no período pré-eleitoral.

Os procuradores regionais eleitorais destacaram em seu parecer que o que tornou a pré-campanha de Moro abusiva foi o alto investimento financeiro realizado para promoção pessoal, gerando grande visibilidade, o que teria desequilibrado a disputa ao Senado.

Mundo

Mais pessoas morrem em enchentes na Suiça

23.06.2024 15:45 3 minutos de leitura
Visualizar

Ataque em igreja e sinagoga deixa 7 mortos no Daguestão

Visualizar

Por que o Palmeiras está vendendo os talentos da base?

Visualizar

Descubra o segredo dos estádios menores para a Copa América 2024

Visualizar

Valor do ouro despenca em comparação ao dólar

Visualizar

Dalai Lama em Nova York para tratamento médico

Visualizar

< Notícia Anterior

Moraes nega adiamento das eleições no RS: "Não há discussão"

21.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

VaiDeBet avalia rescindir patrocínio com o Corinthians

21.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

A guerra entre facções criminosas no Ceará

A guerra entre facções criminosas no Ceará

23.06.2024 14:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Brasil em estado de emergência habitacional

Brasil em estado de emergência habitacional

23.06.2024 14:15 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
São Paulo passa por onda extrema de seca

São Paulo passa por onda extrema de seca

23.06.2024 14:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
PF desmantela quadrilha de tráfico de animais silvestres online

PF desmantela quadrilha de tráfico de animais silvestres online

23.06.2024 13:55 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.