Militares apostam no supino de Moraes para distensionar relação Militares apostam no supino de Moraes para distensionar relação
O Antagonista

Militares apostam no supino de Moraes para distensionar relação

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.09.2023 09:04 comentários
Brasil

Militares apostam no supino de Moraes para distensionar relação

O ministro Alexandre de Moraes frequentou durante cerca de três anos a academia de ginástica do Comando Militar do Planalto. Em novembro do ano passado, em meio à tensão pós-eleitoral, foi informado de que...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 04.09.2023 09:04 comentários 0
Militares apostam no supino de Moraes para distensionar relação
Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Alexandre de Moraes frequentou durante cerca de três anos a academia de ginástica do Comando Militar do Planalto. Em novembro do ano passado, em meio à tensão pós-eleitoral, foi informado de que a estrutura passaria por reforma. Entendeu o recado e nunca mais voltou. Agora, nos esforços para distensionar as relações de poder em Brasília, o comandante do Exército, Tomás Paiva, convidou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) para voltar a malhar entre os militares.

A história é contada em reportagem da Folha de S.Paulo sobre as tensões entre as Forças Armadas e a Polícia Federal. Os militares estariam incomodados não apenas com as operações policiais contra generais e tenentes, como Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, mas também com as datas em que as ações ocorreram.

Cid foi preso no dia em que o presidente Lula anunciou que o general Marcos Antonio Amaro assumiria o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) — o petista se encontrou com o Alto Comando das forças naquele mesmo 3 de maio. No dia 11 de agosto, quando Lula anunciou o investimento de R$ 53 bilhões do novo PAC para as Forças Armadas, foi a vez da operação contra o pai de Cid, general da reserva Lourena.

Em outra aparente coincidência, as imagens que revelaram o general Gonçalves Dias em meio aos manifestantes que invadiram o Palácio do Planalto no 8 de janeiro vieram a público no sia 19 de abril, Dia do Exército.

A desconfiança dos militares é reflexo de uma tensão que começou antes mesmo do início do governo, com a disputa pela coordenação da segurança de Lula. A Polícia Federal ganhou a queda de braço, mas, em junho, a coordenação da segurança presidencial voltou formalmente para o GSI. Desde então, Lula é protegido por um esquema híbrido.

Em meio à tensão, o ministro da Defesa, José Múcio, atua para tentar reduzir os atritos. Próximo ao feriado de 7 de Setembro, transformado por Bolsonaro no ápice do estresse entre as autoridades civis e militares, todo esse desconforto fica ainda mais latente.

Brasil

Alerta: Níveis do Rio Guaíba disparam e ilhas tem novo alagamento

20.06.2024 12:11 3 minutos de leitura
Visualizar

Como a sucessão de Lira trava a escolha do vice de Nunes

Visualizar

Suspeitos de homicídio na Linha Amarela "Coroa" e "Diretor" estão procurados

Visualizar

IBM processada por políticas "woke" que discriminam funcionários

Alexandre Borges Visualizar

Meio-Dia em Brasília: Lula tenta controlar o BC e fracassa

Visualizar

UE em guerra: Sanções radicais proíbem gás russo e acendem alerta vermelho

Visualizar

Tags relacionadas

Alexandre de Moraes Exército Forças Armadas Mauro Cid Tomás Paiva
< Notícia Anterior

O indicado de Pacheco para o STJ

04.09.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Bolsonaro marca nova cirurgia para a semana que vem

04.09.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Alerta: Níveis do Rio Guaíba disparam e ilhas tem novo alagamento

Alerta: Níveis do Rio Guaíba disparam e ilhas tem novo alagamento

20.06.2024 12:11 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Como a sucessão de Lira trava a escolha do vice de Nunes

Como a sucessão de Lira trava a escolha do vice de Nunes

20.06.2024 12:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Suspeitos de homicídio na Linha Amarela "Coroa" e "Diretor" estão procurados

Suspeitos de homicídio na Linha Amarela "Coroa" e "Diretor" estão procurados

20.06.2024 12:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mãe de Marília Mendonça revela seu estado de saúde atual e detalhes do ocorrido

Mãe de Marília Mendonça revela seu estado de saúde atual e detalhes do ocorrido

20.06.2024 11:48 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.