O Antagonista

Lula anula ato de Bolsonaro e recria comissão sobre mortes na ditadura

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 04.07.2024 10:46 comentários
Brasil

Lula anula ato de Bolsonaro e recria comissão sobre mortes na ditadura

Além de anular a decisão do governo anterior, Lula determinou a continuidade dos trabalhos da comissão e trocou integrantes do grupo

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 04.07.2024 10:46 comentários 3
Lula anula ato de Bolsonaro e recria comissão sobre mortes na ditadura
Presidente Lula | Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Lula (PT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 4, uma decisão que recria a Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP). O colegiado havia sido extinto no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Além de anular a decisão do governo anterior, Lula determinou a continuidade dos trabalhos da comissão e trocou integrantes do grupo. A comissão foi criada em 1995 e tem o objetivo de reconhecer pessoas mortas ou desaparecidas em razão de atividades políticas, de localizar os corpos dessas vítimas e emitir pareceres para indenizar familiares dos mortos.

A decisão de retomar o grupo mostra um recuo de Lula, pois em fevereiro deste ano, ele disse que não queria “remoer o passado” da ditadura. O presidente deu a declaração em entrevista à RedeTV, ao ser questionado sobre os 60 anos do golpe de 1964.

“O que eu não posso é não saber tocar a história para frente, ficar remoendo sempre, remoendo sempre. Ou seja, é uma parte da história do Brasil que a gente ainda não tem todas as informações, porque tem gente desaparecida ainda, porque tem gente que pode se apurar. Mas eu, sinceramente, eu não vou ficar remoendo e eu vou tentar tocar esse país para frente”, disse Lula na ocasião.

Lula pressionado

O presidente, no entanto, vinha sendo pressionado por familiares das vítimas e pelo ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, pela recriação da comissão. O petista tinha receio de criar novos atritos com os militares.

Lula dispensou da comissão quatro integrantes ligados ao governo Bolsonaro e que, em dezembro de 2022, votaram pela extinção do órgão:

  • Marco Vinicius Pereira de Carvalho, que presidia a comissão;
  • Paulo Fernando Melo da Costa, ligado ao senador Magno Malta (PL-ES);
  • Jorge Luiz Mendes de Assis, militar;
  • Filipe Barros (PL-PR), deputado federal.

Para substituir os integrantes, Lula designou:

  • Eugênia Augusta Gonzaga, que presidirá a comissão;
  • Maria Cecília de Oliveira Adão, representante da sociedade civil;
  • Rafaelo Abritta, representante do Ministério da Defesa;
  • Natália Bonavides (PT-RN), deputada federal.

Mais Lidas

1

TSE vai endossar farsa eleitoral de Maduro por Lula?

Visualizar notícia
2

É tudo culpa da Casa Civil

Visualizar notícia
3

Luiz Inácio “biruta de aeroporto” da Silva

Visualizar notícia
4

Se a ideologia woke fosse uma pessoa, seria Kamala Harris

Visualizar notícia
5

Inspirado por Biden, Datena ensaia ‘datenar’

Visualizar notícia
6

"Democratas colhem o que plantaram"

Visualizar notícia
7

Atletas zombam da falta de conforto na Vila Olímpica

Visualizar notícia
8

Kamala Harris recusa convite para presidir sessão com Netanyahu

Visualizar notícia
9

Celso Amorim é mais que “observador” da farsa eleitoral de Maduro

Visualizar notícia
10

Censura na EBC na mira da Câmara

Visualizar notícia

Tags relacionadas

Bolsonaro Jair Bolsonaro Comissão da Verdade ditadura Lula e militares presidente Lula
< Notícia Anterior

Novo Honda Civic 2025 é o sedã hibrido mais potente e econômico

04.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Vídeo: Jogadores do Corinthians se envolvem em confusão após festinha

04.07.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (3)

Paulo Pires

2024-07-04 13:26:09

O negócio é dar dinheiro para os cumpanheros "perseguidos" políticos, inclusive os que sequer tinham nascido em 1964!


OSWALDO OLIVEIRA FREIRE

2024-07-04 12:44:44

Como dizia o Millôr, "O Brasil tem um enorme passado pela frente". Esse sabia das coisas.


EUD

2024-07-04 12:28:05

A Revolução, Já Faz Quase 40 Anos Que Acabou E Ainda Vamos Continuar A Olhar Pelo Retrovisor, Né silvio almeida !!!!!!!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

GM lança Chevrolet Equinox EV no Brasil: Modelo já está no site da marca

GM lança Chevrolet Equinox EV no Brasil: Modelo já está no site da marca

23.07.2024 11:37 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Revisão do INSS: benefícios cortados antes do pente-fino, entenda

Revisão do INSS: benefícios cortados antes do pente-fino, entenda

23.07.2024 11:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
João Campos escanteia PT e escolhe vice do PCdoB

João Campos escanteia PT e escolhe vice do PCdoB

Wesley Oliveira
23.07.2024 11:08 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Empreendedorismo e assistência social: a conexão entre MEI e CadÚnico

Empreendedorismo e assistência social: a conexão entre MEI e CadÚnico

23.07.2024 11:05 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.