Lira escancara conflito com “desafeto” Padilha Lira escancara conflito com “desafeto” Padilha
O Antagonista

Lira escancara conflito com “desafeto” Padilha

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 11.04.2024 17:49 comentários
Brasil

Lira escancara conflito com “desafeto” Padilha

Lira foi questionado se teria saído enfraquecido após o plenário da Câmara manter a prisão do deputado Chiquinho Brazão

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 11.04.2024 17:49 comentários 0
Lira escancara conflito com “desafeto” Padilha
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL; foto), chamou o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha (PT), de “desafeto” e “incompetente”.

Lira deu a declaração a jornalistas nesta nesta quinta-feira, 11 de abril, ao ser questionado se teria saído enfraquecido após o plenário da Câmara manter a prisão do deputado Chiquinho Brazão (Sem Partido – RJ), suspeito de ser mandante do assassinato de Marielle Franco.

Aliados do presidente da Câmara votaram para liberar Brazão.

“Essa notícia hoje, que você está tentando verbalizar, porque os grandes jornais fizeram, foi vazada do governo e basicamente do ministro Padilha, que é um desafeto, além de pessoal, incompetente”, disse Lira.

“Não existe partidarização, eu deixei bem claro que ontem a votação é de cunho individual, cada deputado é responsável pelo voto que deu. Não tem nada a ver”, acrescentou.

Câmara mantém Brazão preso

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta, 10 de abril, a manutenção da prisão do deputado Chiquinho Brazão (Sem Partido – RJ; foto). Ele está preso desde 24 de março, suspeito de ser um dos mandantes do assassinato de Marielle Franco.

O placar foi de 277 votos a favor, 129 contrários e 28 abstenções.

Mais cedo, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou o parecer pela manutenção da prisão preventiva de Brazão. O placar foi 39 votos a favor e 25 contra. Houve uma abstenção.

Brazão é acusado de ser o mandate do assassinato da vereadora pelo Rio de Janeiro Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes. O crime aconteceu em 2018, quando o atual parlamentar também era vereador pela capital fluminense.

A reunião na CCJ durou cerca de cinco horas, e foi marcada por embate entre os parlamentares. Deputados de siglas como o PL, o União Brasil, o PP e o Republicanos se posicionaram contra.

Um entendimento era de que a aprovação deste parecer poderia abrir precedentes para a prisão de outros parlamentares sob investigação. Também pesou a rivalidade entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Legislativo.

Brasil

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

23.06.2024 22:49 2 minutos de leitura
Visualizar

Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

Visualizar

Inverno aumenta chances de problemas cardíacos

Visualizar

Motivo da saída: Patricia Abravanel pede desculpas à Eliana

Visualizar

Conheça as composições de Maiara, dupla de Maraisa

Visualizar

Chrystian e Ralf não se viam há 4 anos

Visualizar

Tags relacionadas

Alexandre Padilha Arthur Lira
< Notícia Anterior

Líder yanomami faz pedido ao papa

11.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Papo Antagonista: Assunto encerrado?

11.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

Enfermeira desaparecida é encontrada: "Encontrei uma amiga virtual"

23.06.2024 22:49 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

Guardas civis relatam problemas de saúde pela cracolândia

23.06.2024 22:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
La Niña pode trazer efeitos enormes para o Brasil

La Niña pode trazer efeitos enormes para o Brasil

23.06.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Paraná perde área para Santa Catarina

Paraná perde área para Santa Catarina

23.06.2024 20:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.