Justiça Eleitoral livra aliado de Renan Calheiros de cassação Justiça Eleitoral livra aliado de Renan Calheiros de cassação
O Antagonista

Justiça Eleitoral livra governador aliado de Renan Calheiros de cassação

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 23.04.2024 12:28 comentários
Brasil

Justiça Eleitoral livra governador aliado de Renan Calheiros de cassação

Por unanimidade, o TRE-AL julgou improcedente o pedido de cassação movido contra o governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), por abuso de poder econômico

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 23.04.2024 12:28 comentários 0
Justiça Eleitoral livra governador aliado de Renan Calheiros de cassação
Foto: Thiago Sampaio/Agência Alagoas

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) julgou improcedente o pedido de cassação movido contra o governador do estado, Paulo Dantas (MDB), aliado de Renan Calheiros (MDB), e seu vice, Ronaldo Lessa (PDT), por abuso de poder econômico.

A ação, impetrada pelo senador Rodrigo Cunha (Podemos-AL), aliado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), acusa o governador alagoano de ter liberado 12 milhões de reais em emendas durante o período eleitoral.

O TRE-AL, no entanto, entendeu não haver provas robustas para sustentar a acusação.

Em seu voto, o relator, desembargador Alcides Gusmão, afirmou que as emendas impositivas são repassadas independente do governador.

“Esta forma a eventual caracterização de abuso do poder político-econômico exige a demonstração de forma clara e segura de que teria ocorrido o favorecimento da execução dos repasses em troca de apoio político, o quê registre-se não ficou provado no caso dos autos”, disse o desembargador.

Distribuição de cestas básicas

Em outra ação, o Ministério Público Eleitoral (MPE) protocolou um parecer com o pedido de cassação do governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB) e do vice, Ronaldo Lessa (PDT), por abuso de poder econômico durante a campanha de 2022.

A acusação alega que o então governador e candidato à reeleição, Paulo Dantas, e o vice teriam se beneficiado do lançamento do programa “Pacto contra a Fome” e que distribuiu cestas básicas para a população nas vésperas do pleito.

“Salienta que a criação e o efetivo início de execução orçamentária do programa assistencial somente ocorreram em pleno ano eleitoral, mais precisamente nos três meses que antecederam o certame, alegadamente com o objetivo de realizar ações conjuntas para combater a insegurança alimentar de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza”, diz o procurador eleitoral na petição obtida por O Antagonista.

Paulo Dantas assumiu o governo após o então governador, Renan Filho, filho de Renan Calheiros, deixar o posto para disputar o cargo de senador pelo estado. Filho se elegeu senador e atualmente é ministro dos Transportes do governo Lula (PT).

Leia também: 

Aliado de Renan Calheiros nomeia a própria filha para secretaria do estado

Esportes

Corinthians fecha acordo para pagamento de direitos de imagem de Giuliano

23.05.2024 16:18 3 minutos de leitura
Visualizar

Chimpanzé em zoo da Espanha se recusa a soltar filhote que morreu há três meses

Visualizar

Um ministério para Rodrigo Pacheco?

Wilson Lima Visualizar

Bairro volta a alagar após fortes chuvas em Porto Alegre

Visualizar

STJ começa a julgar luta entre bancos e poupadores

Visualizar

Chuvas fazem Porto Alegre suspender aulas novamente

Visualizar

Tags relacionadas

abuso de poder econômico Justiça Eleitoral Paulo Dantas Renan Calheiros
< Notícia Anterior

Recorde Mundial: Brasileiro completa 86 anos de trabalho na mesma empresa

23.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Onde assistir Al-Hilal x Al Ain: confira detalhes da partida

23.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Um ministério para Rodrigo Pacheco?

Um ministério para Rodrigo Pacheco?

Wilson Lima
23.05.2024 16:10 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bairro volta a alagar após fortes chuvas em Porto Alegre

Bairro volta a alagar após fortes chuvas em Porto Alegre

23.05.2024 15:44 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Chuvas fazem Porto Alegre suspender aulas novamente

Chuvas fazem Porto Alegre suspender aulas novamente

23.05.2024 15:35 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
TSE libera distribuição de santinhos em feiras; mas se não causar poluição visual

TSE libera distribuição de santinhos em feiras; mas se não causar poluição visual

23.05.2024 15:34 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.