O Antagonista

Jair Bolsonaro é alvo da Polícia Federal

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 08.02.2024 08:15 comentários
Brasil

Jair Bolsonaro é alvo da Polícia Federal

A Polícia Federal solicitou que o ex-presidente da República entregue seu passaporte em um prazo de 24 horas

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 08.02.2024 08:15 comentários 7
Jair Bolsonaro é alvo da Polícia Federal
Foto: Zack Stencil / PL

O ex-presidente da República Jair Bolsonaro (foto) é um dos alvos da Operação Tempus Veritatis, desencadeada na manhã desta quinta-feira, 8. A operação mira uma organização criminosa que atuou na tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado Democrático de Direito.

A PF solicitou que o ex-presidente da República entregue seu passaporte em um prazo de 24 horas. A medida foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Até o momento, não há a informação se a medida judicial determinada pelo magistrado foi cumprida ou não.

Fábio Wajngarten, advogado do ex-presidente, já afirmou que o passaporte será entregado à Polícia Federal. O ex-chefe da Secom de Bolsonaro também informou que o ex-presidnte pediu que um auxiliar direto, alvo da mesma operação e que está viajando, retorne a Brasília para atender à ordem de não se comunicar com nenhum dos investigados.

Hoje, policiais federais foram para a sua casa de veraneio, em Angra dos Reis, para executar a medida determinada por Moraes. Pela decisão do ministro do STF, Bolsonaro também está proibido de manter contato com os demais alvos da operação. Entre eles está Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PL, partido de Bolsonaro.

Os outros investigados

Além de Jair Bolsonaro, também foram alvo o ex-ministro do Gabinete de Segurança Institucional general Augusto Heleno; o ex-ministro da Defesa general Walter Braga Netto entre outros aliados do ex-presidente da República.

O ex-assessor de assuntos internacionais Filipe G Martins e o ex-integrante da segurança presidencial coronel Marcelo Câmara foram presos; o ex-comandante do chamado “Gabinete do Ódio” Tércio Arnaud também foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal.

A operação

Segundo a PF, essa operação também tem como objetivo apurar se esse grupo obteve vantagem de natureza política com a manutenção do então presidente da República Jair Bolsonaro no poder. A investigação mira, especificamente, a utilização da narrativa de que houve fraudes nas urnas para tentar se estabelecer um clima de instabilidade política no país.

A polícia informou que estão sendo cumpridos 33 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva e 48 medidas cautelares diversas da prisão, que incluem a proibição de manter contato com os demais investigados, proibição de se ausentarem do país, com entrega dos passaportes no prazo de 24 horas e suspensão do exercício de funções públicas.

Leia mais:

16 militares são alvos da Operação Tempus Veritatis

PF prende Sorocabannon

Esportes

Alexandre Pato fala sobre os bastidores da sua saída do São Paulo

28.02.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Estátua de Daniel Alves é vandalizada em Juazeiro, sua cidade natal

Visualizar

A "epidemia geral" de Barroso

Visualizar

Flamengo considera vender Gabigol para lucrar com o atacante

Visualizar

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Visualizar

Atacante Yuri Alberto visita crianças com câncer no GACC

Visualizar

Tags relacionadas

Alexandre de Moraes Jair Bolsonaro operação da PF Polícia Federal STF Tercio Arnaud Valdemar Costa Neto
< Notícia Anterior

Ex-comandante da Marinha é alvo da PF na Operação Tempus Veritatis

08.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Braga Netto, General Heleno e Valdemar na mira da PF

08.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (7)

Fabio A Busnardo

2024-02-08 09:51:05

A burrice cobra um preço, e esse vagabundo vai pagar com os juros ainda da picaretagem.


Paulo Pires

2024-02-08 09:35:30

Nada disso estaria acontecendo se o mito fajuto tivesse ganho as eleições!


Jorge Alberto da Cunha Rodrigues

2024-02-08 09:34:34

Seria excelente para o Brasil se o STF fosse rigoroso com os corruptos poderosos tanto quanto é com os destrambelhados bolsonaristas. Para os primeiros, que são muitíssimo mais nocivos para a sociedade, o abjeto STF dá extrema proteção e dissemina a impunidade.


José

2024-02-08 09:12:39

Quem vão parar esse tirano?


Heitor M Picchioni

2024-02-08 09:07:54

Medo, é o q o brasileiro vai começar a sentir, principalmente os isentões, Vivi a ditadura militar, toda a minha adolescência, juventude e grande parte da vida adulta, esta que começamos a viver ,vai ser bem pior.Podem escrever


Marcia Elizabeth Brunetti

2024-02-08 08:55:52

Acho que foi uma infantilidade essa alegação de fraude nas urnas. Está provado (não tem ligação com internet) e por longos anos, que nosso sistema é 100% confiável. Como o Bolsonaro e uma horda de bonsomínions não aceitaram os resultados acharam por bem iniciar essa narrativa. Quanto a golpe não acredito. Os fãs do Mito só mostraram sua frustração de modo violento.


Miguel Martins

2024-02-08 08:36:24

Considero que OA faz um excelente trabalho em divulgar as ações que apresentam nossas fraquezas.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

A "epidemia geral" de Barroso

A "epidemia geral" de Barroso

28.02.2024 21:15 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

Lula continua a ecoar o Hamas: “Genocídio”

28.02.2024 20:45 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

Shows de arrecadação eleitoral com artistas, determina TSE

28.02.2024 20:16 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
STF vai decidir futuro da Uber no Brasil

STF vai decidir futuro da Uber no Brasil

28.02.2024 19:52 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.