Hospitais no RS suspendem consultas e cirurgias não urgentes Hospitais no RS suspendem consultas e cirurgias não urgentes
O Antagonista

Hospitais no RS suspendem consultas e cirurgias não urgentes

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 13.05.2024 18:36 comentários
Brasil

Hospitais no RS suspendem consultas e cirurgias não urgentes

Consultas, exames e cirurgias não urgentes estão suspensas até o dia 30 de maio por contas das inundações no estado

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 13.05.2024 18:36 comentários 0
Hospitais no RS suspendem consultas e cirurgias não urgentes
Foto: Felipe Dalla Valle/ Palácio Piratini

Hospitais e estabelecimentos de saúde no estado do Rio Grande do Sul receberam autorização para suspender consultas, exames e cirurgias não urgentes até o dia 30 de maio. A decisão foi tomada pelo Gabinete de Crise da Secretaria de Saúde, que levou em consideração as dificuldades de locomoção enfrentadas por pacientes e profissionais de saúde devido às enchentes que assolam o Estado desde o final de abril.

De acordo com comunicado oficial, cirurgias eletivas, ou seja, aquelas que não apresentam risco imediato à vida ou função dos órgãos, podem ser suspensas.

Segundo reportagem do Estadão, a determinação é retroativa, permitindo que os atendimentos sejam interrompidos desde o dia 1º de maio, quando o decreto estadual de calamidade pública entrou em vigor.

Cirurgias traumatológicas

A única exceção à medida é para os casos que requerem cirurgia traumatológica, especialidade médica dedicada ao tratamento de lesões causadas por traumas físicos, algo comum diante do contexto atual vivido no Rio Grande do Sul.

Esses pacientes devem ser encaminhados para unidades especializadas em traumato-ortopedia, garantindo que a cirurgia seja realizada em um prazo máximo de 30 dias, sendo ideal que ocorra em até 15 dias.

Além disso, o Gabinete de Crise determina que os hospitais realizem um monitoramento diário dos insumos e do estoque de oxigênio medicinal.

Objetivo da medida

A suspensão das consultas, exames e cirurgias não urgentes tem como objetivo minimizar os impactos causados pelas enchentes e garantir a segurança dos pacientes e profissionais de saúde. A medida visa também otimizar o uso dos recursos disponíveis e priorizar os casos mais graves e emergenciais durante esse período desafiador.

É importante que os hospitais sigam as orientações do Gabinete de Crise e atualizem constantemente suas informações sobre insumos e oxigênio medicinal, a fim de garantir a continuidade dos atendimentos essenciais e o bem-estar dos pacientes.

Mundo

Aos 60 anos, Alejandra Rodríguez brilha no Miss Universo Argentina 2024

25.05.2024 23:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Zhongnanhai: A Casa Branca chinesa

Visualizar

Leptospirose no RS: 4 mortes e 76 casos confirmados

Visualizar

Corredor humanitário do RS atinge 7 Km de congestionamento

Visualizar

Toni Kroos se despede do Santiago Bernabéu com o Real Madrid

Visualizar

Em último jogo de Mbappe, PSG vence a copa da França

Visualizar

Tags relacionadas

Chuvas no Rio Grande do Sul cirurgias enchentes hospitais inundação Rio Grande do Sul
< Notícia Anterior

Vojvoda cobra CBF: "tem que decidir"

13.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Um circo em torno das fake news

13.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Leptospirose no RS: 4 mortes e 76 casos confirmados

Leptospirose no RS: 4 mortes e 76 casos confirmados

25.05.2024 22:15 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Corredor humanitário do RS atinge 7 Km de congestionamento

Corredor humanitário do RS atinge 7 Km de congestionamento

25.05.2024 21:40 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Chuvas no RS: Número de morto sobe para 166

Chuvas no RS: Número de morto sobe para 166

25.05.2024 20:55 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Anitta responde a moção de repúdio ironizando e criticando os deputados

Anitta responde a moção de repúdio ironizando e criticando os deputados

25.05.2024 20:36 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.