O Antagonista

Homem acusado de importunação sexual é preso durante carnaval em Belo Horizonte

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.02.2024 09:20 comentários
Brasil

Homem acusado de importunação sexual é preso durante carnaval em Belo Horizonte

Homem é preso por importunação sexual durante o carnaval em Belo Horizonte. O incidente envolveu uma policial militar

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 10.02.2024 09:20 comentários 0
Homem acusado de importunação sexual é preso durante carnaval em Belo Horizonte
Fonte: Raquel Freitas / G1

Na madrugada de sábado (10), um homem foi preso na Praça da Bandeira, bairro Serra, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, acusado de importunação sexual. A vítima do incidente era uma soldado da Polícia Militar, que estava de serviço no patrulhamento do Bloco Fúnebre, uma celebração de carnaval.

O Ataque

Conforme o boletim de ocorrência, a policial militar, de 31 anos, foi inicialmente abordada pelo suspeito, identificado como Henrique Araújo Siqueira, de 49 anos, que solicitou intervenção policial por conta de um desacordo com um casal de vendedores ambulantes no local.

Após a conversa, enquanto a militar se dirigia aos ambulantes, Henrique, aparentemente bêbado, tentou agarrar e beijar a policial. Porém, a soldado reagiu e deu uma cotovelada em Henrique, impedindo o beijo.

O Suspeito

O homem, detido por outros militares presentes no local, já tinha se envolvido em um incidente anteriormente, de acordo com o depoimento da vendedora ambulante Priscila. Henrique teria pedido uma garrafa de água, bebido metade e se recusado a pagar, iniciando uma discussão. Priscila relatou ainda que Henrique também tentou beijá-la à força e que presenciou o momento em que o suspeito tentou fazer o mesmo com a policial militar.

A Polícia Civil e a Polícia Militar foram contatadas para maiores informações sobre o caso, mas ainda não se pronunciaram. Henrique foi encaminhado para a 3º Delegacia de Polícia Civil Sul.

Importunação Sexual

Importunação sexual é um crime que abrange atos libidinosos cometidos sem o consentimento da vítima, com pena de 1 a 5 anos de reclusão. Este tipo de crime, que era considerado apenas uma contravenção penal, foi enquadrado como crime pela Lei nº 13.718, de 2018, especialmente por conta do aumento de casos durante eventos públicos, como o carnaval.

Brasil

Rui Costa avalia que fala de Bolsonaro foi "confissão de crimes praticados"

Wesley Oliveira
26.02.2024 15:06 2 minutos de leitura
Visualizar

TSE define regras para uso da inteligência artificial nas eleições

Visualizar

Grêmio confirma jogo da estreia de Diego Costa

Visualizar

Lula resolveu calar sobre Bolsonaro

Visualizar

“Espero que não leve política ao ofício de julgador”, diz Marco Aurélio sobre Dino

Visualizar

Líderes europeus reunidos em Paris para reforçar apoio à Ucrânia

Visualizar

Tags relacionadas

assédio Belo Horizonte policial militar
< Notícia Anterior

Colapso de vital corrente oceânica pode causar catástrofes climáticas, alerta estudo

10.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Turista brasileira é baleada em furto na Times Square

10.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Rui Costa avalia que fala de Bolsonaro foi "confissão de crimes praticados"

Rui Costa avalia que fala de Bolsonaro foi "confissão de crimes praticados"

Wesley Oliveira
26.02.2024 15:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
TSE define regras para uso da inteligência artificial nas eleições

TSE define regras para uso da inteligência artificial nas eleições

26.02.2024 15:02 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula resolveu calar sobre Bolsonaro

Lula resolveu calar sobre Bolsonaro

26.02.2024 14:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
“Espero que não leve política ao ofício de julgador”, diz Marco Aurélio sobre Dino

“Espero que não leve política ao ofício de julgador”, diz Marco Aurélio sobre Dino

26.02.2024 14:50 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.