Google faz campanha contra PL das Fake News | O Antagonista Google faz campanha contra PL das Fake News | O Antagonista
O Antagonista

Google faz campanha contra PL das Fake News

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 01.05.2023 18:31 comentários
Brasil

Google faz campanha contra PL das Fake News

O Google está em campanha aberta contra o PL das Fake News, que irá a votação no plenário da Câmara amanhã, terça-feira (2)...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 01.05.2023 18:31 comentários 0
Google faz campanha contra PL das Fake News
Reprodução

O Google está em campanha aberta contra o PL das Fake News, que irá a votação no plenário da Câmara amanhã, terça-feira (2).

Buscador está divulgando em sua página principal mensagens acusando o projeto de piorar a Internet (foto) e aumentar confusão sobre o que é verdade e mentira.

Esses textos redirecionam para artigos datados da semana passada e assinados pelo diretor de relações governamentais e políticas públicas do Google Brasil, Marcelo Lacerda.

O principal ponto levantado por Lacerda nos artigos é que o PL das Fake News proibiria a remoção de conteúdo produzido por “qualquer empresa constituída no Brasil para fins jornalísticos”, mas sem especificar o que é um veículo jornalístico.

“Na prática, já que o texto não faz distinção entre os diferentes produtores de notícias, seríamos obrigados a manter em nossos produtos conteúdos problemáticos criados por empresas que se apresentam como jornalísticas, mas são especializadas na produção de informações enganosas”, afirma o diretor do Google.

Ele também reclama da obrigatoriedade da plataforma em pagar pelo uso de conteúdos jornalísticos. Sem a definição dos veículos, o Google alega que seria obrigado a remunerar produtores de desinformação.

Como apresentada pelo relator do texto na Câmara, deputado Orlando Silva (PCdoB), o único parágrafo da última versão do PL que proíbe, explicitamente, a remoção de textos jornalísticos trata do pagamento pelo uso desse conteúdo.

O parágrafo “ressalva os casos previstos nesta Lei, ou mediante ordem judicial específica”.

Segundo Lacerda, outro ponto do PL, envolvendo a regulamentação da concessão de direitos autorais na Internet, pode impedir a distribuição e a hospedagem gratuita de conteúdos no Youtube ou outras plataformas do Google.

Na semana passada, a direção do Youtube publicou um manifesto afirmando que o projeto ameaçaria a liberdade de expressão.

Esportes

Quanto cada time ganhou na Libertadores 2023

14.04.2024 14:45 3 minutos de leitura
Visualizar

Entenda a nova lei das saidinhas

Visualizar

Quando ganharão os medalhistas de Paris 2024

Visualizar

Yuri Alberto fala sobre má fase, humilhação e apoio psicológico

Visualizar

Como o PCC se infiltra nas organizações

Visualizar

“Procurei a palavra condenação, mas não encontrei”

Visualizar

Tags relacionadas

Google internet PL das fake news
< Notícia Anterior

O discreto imposto sobre o investimento no exterior

01.05.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

PL das Fake News: Governo contra-ataca campanha do Google

01.05.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Entenda a nova lei das saidinhas

Entenda a nova lei das saidinhas

14.04.2024 14:30 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Como o PCC se infiltra nas organizações

Como o PCC se infiltra nas organizações

14.04.2024 14:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
“Procurei a palavra condenação, mas não encontrei”

“Procurei a palavra condenação, mas não encontrei”

14.04.2024 13:54 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Para o Itamaraty, a vítima é o Irã

Crusoé: Para o Itamaraty, a vítima é o Irã

14.04.2024 12:37 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.