Filho de Stédile, líder do MST, consegue boquinha na Câmara Filho de Stédile, líder do MST, consegue boquinha na Câmara
O Antagonista

Filho de Stédile, líder do MST, consegue boquinha na Câmara

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.02.2024 08:07 comentários
Brasil

Filho de Stédile, líder do MST, consegue boquinha na Câmara

O fotógrafo Rafael Almeida Stédile assumiu um cargo no gabinete do deputado federal João Daniel (PT-SE)

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.02.2024 08:07 comentários 0
Filho de Stédile, líder do MST, consegue boquinha na Câmara
Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

O fotógrafo Rafael Almeida Stédile, filho do líder do Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST), João Pedro Stédile (foto, ao centro), conseguiu uma boquinha na Câmara dos Deputados, assumindo um cargo no gabinete do deputado federal João Daniel (PT-SE), registrou o Metrópoles.

O filho de Stédile foi nomeado nesta quarta-feira, 28, secretário parlamentar do petista.

Rafael é formado pela Escola de Comunicações e Artes da USP e atua como fotógrafo desde 2013. Em 2022, ele acompanhou a campanha de Edegar Pretto, candidato derrotado do PT ao governo do Rio Grande do Sul.

Empossado nesta quarta-feira, o filho do líder do MST deve receber uma remuneração de 10,8 mil reais.

O que diz João Daniel sobre o novo secretário?

Em nota, o deputado João Daniel afirmou que Rafael Stédile não é militante do MST nem está ligado a partidos políticos, apesar do parentesco com o líder do movimento.

“Rafael Stedile é formado em publicidade e trabalha como fotógrafo autônomo há mais de 10 anos no mercado corporativo e contribui com movimentos sociais. Apesar de ter uma trajetória de trabalhos ligados a questões políticas, não é filiado a nenhum partido e não é militante do MST. Cumprirá uma tarefa técnica de Comunicação para o gabinete.”

João Pedro Stédile e o MST

Aliado de Lula, João Pedro Stédile classificou 2023 como “o pior ano de todos os 40 anos do MST” em termos de famílias assentadas. Mas atribuiu a culpa aos governo de Jair Bolsonaro e Michel Temer.

“Faltaram recursos, porque o orçamento era do governo passado, e de certa forma o Estado brasileiro, com o desmonte que houve nos seis anos de governos fascistas, impediu que agora a máquina se voltasse para as necessidades dos trabalhadores”, disse o líder do MST em mensagem de Natal.

O MST retomou em 2023 as invasões de propriedade que rarearam durante os anos do governo Bolsonaro. Foram tantas no início do ano que a Câmara dos Deputados instalou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o movimento.

A CPI acabou sem a aprovação do relatório final de Ricardo Salles (PL-SP), que pedia o indiciamento de 11 pessoas, após intervenção do governo Lula para inverter a relação de forças no colegiado.

Leia mais:

Uma CPI quase perfeita

Mundo

Crusoé: Milei anuncia 3º mês de superávit

22.04.2024 21:35 4 minutos de leitura
Visualizar

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

Visualizar

A testosterona fake de Bolsonaro

Visualizar

Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

Visualizar

Reino Unido aprova polêmica Lei de Asilo

Visualizar

Motorista leva ônibus até delegacia por importunação sexual

Visualizar

< Notícia Anterior

Alterações no edital do Concurso Caixa 2024: Novas lotações e mudanças nos conteúdos

29.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Como o valor da Petrobras caiu R$ 30 bi em um único dia

29.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

22.04.2024 21:28 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

22.04.2024 21:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Motorista leva ônibus até delegacia por importunação sexual

Motorista leva ônibus até delegacia por importunação sexual

22.04.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Virgínia dá 26 presentes para Zé Felipe

Virgínia dá 26 presentes para Zé Felipe

22.04.2024 20:08 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.