Filho de Jorginho Mello abdica de cargo: "Não preciso de emprego" Filho de Jorginho Mello abdica de cargo: "Não preciso de emprego"
O Antagonista

Filho de Jorginho Mello desiste de cargo: “Não preciso de emprego”

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 09.01.2024 19:02 comentários
Brasil

Filho de Jorginho Mello desiste de cargo: “Não preciso de emprego”

O advogado Felipe Mello, filho do governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), desistiu de uma boquinha no governo catarinense...

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 09.01.2024 19:02 comentários 0
Filho de Jorginho Mello desiste de cargo: “Não preciso de emprego”
Jorginho Mello e seu filho, Filipe. Foto: Reprodução

O advogado Felipe Mello, filho do governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), desistiu de uma boquinha no governo catarinense depois de reviravoltas na Justiça lhe permitirem assumir o cargo.

Ele iria assumir o cargo de secretário de Casa Civil, um dos mais importantes do estado.

“Quem nos conhece sabe da relação que temos e sabe que não preciso de emprego”, publicou Felipe nas redes sociais nesta terça-feira, 9 de janeiro.

“Minha vida está solidificada na advocacia, profissão pela qual sou apaixonado e exerço na sua plenitude. Transparência e confiança sempre nos pautaram”, acrescentou.

O advogado ainda debochou da condição de nepotismo e afirmou que seu único defeito era “biológico” por “ser filho”.

Reviravoltas na Justiça

Na segunda-feira, 8, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) reverteu a decisão de primeira instância que impedia o governador do estado de nomear Felipe para ser seu secretário de Casa Civil.

Na decisão, o desembargador Gilberto Gomes da Silveira disse não haver “impeditivo” na lei para a manobra de Jorginho Mello, suspensa no dia 4 de janeiro:

“[A lei] veda a nomeação de cônjuge, companheiro(a) ou parente, até terceiro grau, do governador e vice -governador do estado, para cargo em comissão, de confiança ou de função gratificada na administração pública estadual direta e indireta”, argumenta o desembargador Silveira. “Ou seja, não trata das funções desempenhadas pelos agentes políticos, como é o caso do Secretário de Estado da Casa Civil, de modo que, a priori, tal decreto também não obsta a nomeação aqui impugnada.”

Nepotismo?

Há mais de 15 anos, o Supremo Tribunal Federal (STF) mantém uma súmula vinculante que impede o nepotismo na administração pública brasileira.  O texto é bastante claro:

“A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.” 

Brasil

Novo concurso ISS Juruena 2024: salário inicial de R$ 2.3 mil

26.05.2024 11:04 3 minutos de leitura
Visualizar

Copa do Nordeste 2024: finalistas serão conhecidos hoje

Visualizar

Por onde andam os jogadores da Alemanha que estavam no 7x1?

Visualizar

Uber vai lançar viagens exclusivamente com carros elétricos no Brasil

Visualizar

Frente fria pode provocar recorde de temperaturas mínimas no Centro-Sul do Brasil

Visualizar

Número de mortos em tragédia no RS sobe para 169

Visualizar

Tags relacionadas

governo de Santa Catarina Jorginho Mello nepotismo Santa Catarina
< Notícia Anterior

Pesquisa mostra avanços promissores no campo da restauração florestal

09.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Turista do Rio de Janeiro é encontrado morto em São Paulo

09.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Novo concurso ISS Juruena 2024: salário inicial de R$ 2.3 mil

Novo concurso ISS Juruena 2024: salário inicial de R$ 2.3 mil

26.05.2024 11:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Uber vai lançar viagens exclusivamente com carros elétricos no Brasil

Uber vai lançar viagens exclusivamente com carros elétricos no Brasil

26.05.2024 10:58 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Frente fria pode provocar recorde de temperaturas mínimas no Centro-Sul do Brasil

Frente fria pode provocar recorde de temperaturas mínimas no Centro-Sul do Brasil

26.05.2024 10:43 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Número de mortos em tragédia no RS sobe para 169

Número de mortos em tragédia no RS sobe para 169

26.05.2024 10:40 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.