O Antagonista

Exército revoga portaria que liberava até cinco fuzis para policiais militares

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 29.01.2024 18:59 comentários
Brasil

Exército revoga portaria que liberava até cinco fuzis para policiais militares

A portaria havia sido publicado na semana passada e entraria em vigor a partir de 1º de fevereiro

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 29.01.2024 18:59 comentários 0
Exército revoga portaria que liberava até cinco fuzis para policiais militares
O Exército decidiu suspender a portaria que dava aval para que policiais militares tivessem até cinco fuzis em casa | Foto: Rafael Martins/GOVBA

O Exército decidiu suspender a portaria que autorizava mais armas de uso restrito, incluindo fuzis, para o acervo pessoal de policiais militares e bombeiros. Nesta segunda-feira, 29, o Centro de Comunicação Social do Exército informou a suspensão da medida “a fim de permitir tratativas junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública”.

A portaria havia sido publicado na semana passada e entraria em vigor a partir de 1º de fevereiro, data em que o ministro Ricardo Lewandowski assumirá o comando do Ministério da Justiça. Caso entrasse em vigor, a quantidade de armas de uso restrito por membros das forças de segurança passaria de duas para cinco unidades.

A arma de uso restrito é autorizada exclusivamente para uso das Forças Armadas, instituições de segurança pública e pessoas físicas e jurídicas devidamente autorizadas pelo Exército, como os CACs (colecionadores, atiradores e caçadores).

A decisão de revogar a portaria foi vista como um aceno das Forças Armadas ao futuro ministro Ricardo Lewandowski. “[A portaria] terá sua entrada em vigor, prevista para 1º de fevereiro, suspensa a fim de permitir tratativas junto ao Ministério da Justiça e Segurança Pública”, disse o Exército, em nota.

Brasil

"Estimativa de público tem caráter técnico", diz PM após ruídos

26.02.2024 15:36 3 minutos de leitura
Visualizar

Mais um candidato à cadeira de Sergio Moro

Visualizar

Deputado quer proibir a instalação de sessões eleitorais em sedes de sindicatos

Visualizar

Os reféns voluntários da polarização  

Carlos Graieb Visualizar

CEO do Fortaleza revela mais de 1.200 lesões no atentado contra ônibus do time!

Visualizar

Câmara realiza sessão em alusão ao Dia das Doenças Raras

Visualizar

Tags relacionadas

Alto Comando do Exército fuzil portaria Ricardo Lewandoswki
< Notícia Anterior

Ricardo Nunes diz que vice na chapa não está definido

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Mato Grosso volta a exigir máscara em razão de aumento dos casos de Covid-19

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

"Estimativa de público tem caráter técnico", diz PM após ruídos

"Estimativa de público tem caráter técnico", diz PM após ruídos

26.02.2024 15:36 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Mais um candidato à cadeira de Sergio Moro

Mais um candidato à cadeira de Sergio Moro

26.02.2024 15:35 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Deputado quer proibir a instalação de sessões eleitorais em sedes de sindicatos

Deputado quer proibir a instalação de sessões eleitorais em sedes de sindicatos

26.02.2024 15:34 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Câmara realiza sessão em alusão ao Dia das Doenças Raras

Câmara realiza sessão em alusão ao Dia das Doenças Raras

26.02.2024 15:21 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.