O Antagonista

Ex-assessora de líder do governo Bolsonaro na Câmara é alvo da PF

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.01.2024 11:51 comentários
Brasil

Ex-assessora de líder do governo Bolsonaro na Câmara é alvo da PF

Priscila trabalhou com o Major, que era líder do governo de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados, de junho de 2022 até janeiro de 2023

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 29.01.2024 11:51 comentários 1
Ex-assessora de líder do governo Bolsonaro na Câmara é alvo da PF
Foto: Claudio Andrade/Câmara dos Deputados

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira, 29, a Operação Vigilância Aproximada, que teve como principal alvo o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos). Outras pessoas também são investigadas, entre elas a ex-assessora do Major Vitor Hugo Priscila Pereira e Silva.

Priscila trabalhou com o Major de junho de 2022 até janeiro de 2023, quando terminou o mandato do ex-deputado. Durante o mandato, Victor HUgo foi líder do governo de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Ela era assessora do atual deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), pivô da operação da PF, enquanto ele comandava a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Segundo informações da Globo News, a assessora de Carlos Bolsonaro (Republicanos) Luciana Paula Garcia da Silva Almeida, que também é investigada, teria pedido à Priscila informações sobre uma delegada que cuidava de um inquérito que seria de interesse de Bolsonaro os filhos dele.

Onde são cumpridos os mandados?

Ao todo, estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão em diferentes localidades do país: Angra dos Reis/RJ (1), Rio de Janeiro/RJ (5), Brasília/DF (1), Formosa/GO (1) e Salvador/BA (1).

Nesta nova etapa da operação, a Polícia Federal busca avançar no núcleo político, identificando os principais destinatários e beneficiários das informações produzidas ilegalmente pela Abin.

Segundo informações obtidas, essas informações eram obtidas por meio de ações clandestinas, utilizando técnicas de investigação próprias das polícias judiciárias, mas sem qualquer controle judicial ou do Ministério Público.

PF investiga ação da Abin para proteger filhos de Bolsonaro

A Polícia Federal apura indícios de que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) teria montado uma operação paralela com o objetivo de evitar que Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, fosse investigado por suspeitas de tráfico de influência no governo. A investigação sobre o possível tráfico de influência de Jair Renan acabou sendo arquivada.

A investigação da PF, segundo o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, “aponta para o fato de que a alta direção da Abin, exercida por policiais federais cedidos ao órgão durante a gestão do então diretor-geral, Alexandre Ramagem, teria instrumentalizado a mais alta agência de inteligência brasileira para fins ilícitos de monitoramento de alvos de interesse político, bem como de autoridades públicas, sem a necessária autorização judicial”.

Brasil

São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

26.02.2024 13:36 3 minutos de leitura
Visualizar

Jovem promessa "Rubens" luta por titularidade no Atlético-MG!

Visualizar

Partidos da base de Lula tentam anular acordos da Lava Jato

Visualizar

Crusoé: Malafaia, o líder das críticas do bolsonarismo

Visualizar

Homem é atropelado e morto por ônibus em Sorocaba

Visualizar

Startup aposta em criação de insetos para combater mudanças climáticas

Visualizar

Tags relacionadas

ABIN Alexandre Ramagem Carlos Bolsonaro Jair Bolsonaro Major Vitor Hugo Polícia Federal
< Notícia Anterior

Israel destrói túnel sob cemitério em Gaza

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Meio-Dia em Brasília: PF bate à porta de Carluxo

29.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

saul simoes junior

2024-01-29 12:06:30

Palhaçada a PF vai ter mais telefones no seu arquivo que qualquer fabricante? Para pescar o quê? Quem é o amigo do amigo da Odebrechet? ou quem recebia mesada de 300m da mesma empresa? Ou quem falou que a manicure disse que a comadre dela ouviu do açougueiro que tinha ouvido do feirante que se referiu ao padeiro a origem da noticia que hoje vai chover!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

São Paulo tem seis distritos em situação epidêmica de dengue

26.02.2024 13:36 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Partidos da base de Lula tentam anular acordos da Lava Jato

Partidos da base de Lula tentam anular acordos da Lava Jato

26.02.2024 13:26 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: Malafaia, o líder das críticas do bolsonarismo

Crusoé: Malafaia, o líder das críticas do bolsonarismo

26.02.2024 13:18 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Homem é atropelado e morto por ônibus em Sorocaba

Homem é atropelado e morto por ônibus em Sorocaba

26.02.2024 13:10 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.