Escapando da inundação em Porto Alegre para outras inundações Escapando da inundação em Porto Alegre para outras inundações
O Antagonista

Escapando da inundação em Porto Alegre para outras inundações

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 13.05.2024 17:56 comentários
Brasil

Escapando da inundação em Porto Alegre para outras inundações

Prefeito de Porto Alegre recomendou evacuação da capital para o litoral, mas os refugiados encontram nova catástrofe

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 13.05.2024 17:56 comentários 2
Escapando da inundação em Porto Alegre para outras inundações
Foto: Mauricio Tonetto / Secom

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), recomendou para que a população da capital se dirigisse ao litoral a fim de escapar do colapso no abastecimento de luz e água causado pela pior enchente da história. No entanto, muitos refugiados da catástrofe encontraram uma nova situação de desastre ao chegar ao litoral, enfrentando chuvas torrenciais, bairros alagados e escassez de gasolina e alimentos.

De acordo com o governo gaúcho, dos 23 municípios da faixa litorânea entre Palmares do Sul e Torres, conhecida como litoral norte, apenas seis não foram afetados pela incomum conjuntura climática que atingiu o estado do Rio Grande do Sul.

Em alguns casos, as causas da emergência não são nem chuvas torrenciais nem extravasamento de lagos e lagoas.

Situação em Palmares do Sul

Em Palmares do Sul, a 96 km de Porto Alegre, 400 moradores do bairro Agreste precisaram ser evacuados devido ao represamento do rio Palmares pelo vento sul. O vento traz a água da Lagoa dos Patos para cima do rio, o que inunda as estradas com qualquer quantidade de chuva.

A prefeitura preparou três abrigos, dos quais dois estão ocupados. Além de oferecer teto e cama, esses abrigos fornecem quatro refeições diárias para os 150 atingidos.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, apesar de ser a pior enchente enfrentada pelo município, o prefeito Mauricio Muniz (MDB) ressalta que não haverá cenas de casas cobertas pela água como em outras localidades, pois o terreno é plano e eles conseguiram retirar as pessoas das áreas afetadas. Móveis das residências foram retirados e acomodados em um depósito.

Rodovias com trechos bloqueados

Três vias são responsáveis pelo tráfego em direção ao litoral norte. A maior delas, a BR-290 ou Freeway, teve trechos bloqueados dentro e fora da capital.

O acesso à Freeway a partir de Porto Alegre só é possível por duas estradas estaduais entre Alvorada e Cachoeirinha, o que causa congestionamentos constantes devido ao transporte de carga.

A BR-453, conhecida como Rota do Sol, também foi danificada e impediu o tráfego. A única via que permaneceu intacta foi a BR-101, de São José do Norte a Torres.

Escassez de combustível e alimentos

Na terça-feira, 7, filas se formaram em mercados e padarias do centro de Torres. Motoristas foram vistos em postos de gasolina com galões de combustível após uma jornada no limite da pane seca.

No sábado, 11, havia pelo menos cinco abrigos organizados por voluntários aptos a receber desalojados, além de uma escola municipal disponibilizada pela administração local. Três desses abrigos foram organizados pela igreja evangélica Jesus’s House.

Em Imbé, o êxodo serviu como pretexto para tentativas injustificadas de obter benefícios administrativos. O prefeito Luis Henrique Vedovato (MDB) decretou calamidade pública no município diante da chegada de um grande número de pessoas, mas a medida foi revogada após críticas.

Brasil

Governo Lula queimou mais de R$ 220 mi em vacinas da Covid

27.05.2024 13:27 4 minutos de leitura
Visualizar

São Gonçalo alcança recorde de elevação e prevê inundações em Pelotas

Visualizar

Onde assistir Al-Nassr x Al-Ittihad: confira detalhes da partida

Visualizar

Quem mais estava na mira dos irmãos Brazão

Visualizar

Onde assistir Al-Wehda x Al-Hilal: confira detalhes da partida

Visualizar

Lançamento de projétil Norte-Coreano acende alertas globais

Visualizar

Tags relacionadas

Chuvas no Rio Grande do Sul estado de calamidade Litoral gaúcho Porto Alegre Rio Grande do Sul
< Notícia Anterior

Papo Antagonista: Os números de tragédia, guerra e pesquisa

13.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Botafogo afasta Romero e Hernandez por indisciplina

13.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (2)

Marcelo Augusto Monteiro Ferraz

2024-05-13 18:52:23

Força, Porto Alegre! Força, Rio Grande do Sul! Força, Gaúchos! 🙏🙏🙏🙏


Marilena Cavalheiro

2024-05-13 18:27:23

O prefeito recomendou para quem tivesse imovel no litoral. Aqui temos agua, luz, Internet q faltou em zpoa


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Governo Lula queimou mais de R$ 220 mi em vacinas da Covid

Governo Lula queimou mais de R$ 220 mi em vacinas da Covid

27.05.2024 13:27 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
São Gonçalo alcança recorde de elevação e prevê inundações em Pelotas

São Gonçalo alcança recorde de elevação e prevê inundações em Pelotas

27.05.2024 13:24 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Quem mais estava na mira dos irmãos Brazão

Quem mais estava na mira dos irmãos Brazão

27.05.2024 13:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Defensoria vai ao STF por mudança em edital de câmeras em SP

Defensoria vai ao STF por mudança em edital de câmeras em SP

27.05.2024 12:32 5 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.