Enchentes no Rio Grande do Sul quebram recordes de 30 anos Enchentes no Rio Grande do Sul quebram recordes de 30 anos
O Antagonista

Enchentes no Rio Grande do Sul quebram recordes de 30 anos

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.05.2024 21:45 comentários
Brasil

Enchentes no Rio Grande do Sul quebram recordes de 30 anos

Chuvas intensas no Rio Grande do Sul quebram recordes e deixam graves consequências. Saiba mais sobre o impacto histórico e medidas de prevenção.

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 12.05.2024 21:45 comentários 0
Enchentes no Rio Grande do Sul quebram recordes de 30 anos
Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Nas últimas semanas, o volume de chuvas intensas que atingiu o Rio Grande do Sul superou os registros de desastres naturais dos últimos 30 anos no estado. O número de vítimas fatais decorrentes destas recentes tempestades já é 34,8% maior comparado ao total registrado entre 1991 e 2022, de acordo com o Atlas Digital de Desastres do Brasil.

A ferramenta, desenvolvida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, aponta que, historicamente, o estado teve 101 mortes por desastres naturais no período acima mencionado, que não inclui apenas chuvas, mas também secas, incêndios e ondas de frio.

Por que as chuvas recentes no RS foram tão devastadoras?

Além do número de mortes, as chuvas deste ano deixaram consequências graves para a população em termos de desalojamentos. Cerca de 339.900 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas, um número mais de três vezes maior em comparação com o período de 2016 a 2022, quando 101 mil pessoas foram afetadas.

Situação das enchentes

O maior número de desabrigados e/ou desalojados registrado num único ano até então havia sido em 2015, com 153 mil pessoas. Os dados do portal reconhecem diversos tipos de desastres, incluindo alagamentos, inundações, incêndios florestais e outros fenômenos como ondas de calor e tornados.

Quais são os maiores riscos de novas chuvas no estado?

Com o cenário de mudanças climáticas e o fenômeno El Niño, novas tempestades podem surgir. Em 2023, já houve três grandes enchentes que, juntas, resultaram em 75 mortes. Um ciclone extratropical em junho e outra tempestade forte em setembro foram os maiores eventos, com registros de desalojados que alcançaram dezenas de milhares.

Consequências econômicas dos desastres

Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), os custos associados a catástrofes naturais estão em ascensão desde 1980. A realidade em locais como o Rio Grande do Sul ilustra a urgente necessidade de investimento em infraestrutura e planejamento urbano para mitigar os impactos desses eventos.

  • Atlas Digital de Desastres: ferramenta vital para o entendimento histórico
  • Reforço na infraestrutura como medida de mitigação
  • Educação da comunidade sobre procedimentos em caso de desastres

Em resposta à crescente frequência e severidade dos eventos climáticos, é indispensável que haja um esforço conjunto entre o governo e a população para melhorar a resposta a desastres e reduzir as trágicas perdas humanas e materiais no futuro.

Mundo

Nova expedição ao San José: O Santo Graal dos Naufrágios

23.05.2024 07:22 3 minutos de leitura
Visualizar

Fluminense vence o Sampaio Corrêa e garante vaga nas oitavas de final

Visualizar

Você pode ajudar a encontrar Lucas, um dos desaparecidos do Brasil

Visualizar

Concurso TJ SP: 572 Vagas para escrevente com altas remunerações

Visualizar

PL 950/24: mudanças no Bolsa Família ampliam benefícios

Visualizar

Fernando Diniz renova com o Fluminense até 2025

Visualizar

Tags relacionadas

Chuvas no Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul
< Notícia Anterior

Defesa Civil alerta novas cheias e ações urgentes no RS

12.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Proteção financeira: como um seguro pode salvar seu orçamento

12.05.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Você pode ajudar a encontrar Lucas, um dos desaparecidos do Brasil

Você pode ajudar a encontrar Lucas, um dos desaparecidos do Brasil

23.05.2024 07:12 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Concurso TJ SP: 572 Vagas para escrevente com altas remunerações

Concurso TJ SP: 572 Vagas para escrevente com altas remunerações

23.05.2024 07:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
PL 950/24: mudanças no Bolsa Família ampliam benefícios

PL 950/24: mudanças no Bolsa Família ampliam benefícios

23.05.2024 07:00 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Concurso em Morro Agudo: Vagas para todos os níveis! Inscreva-se

Concurso em Morro Agudo: Vagas para todos os níveis! Inscreva-se

23.05.2024 06:34 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.