Em novo ofício, Fachin insiste em colaboração com Telegram para evitar desinformação eleitoral Em novo ofício, Fachin insiste em colaboração com Telegram para evitar desinformação eleitoral
O Antagonista

Em novo ofício, Fachin insiste em colaboração com Telegram para evitar desinformação eleitoral

avatar
Gabriela Coelho
2 minutos de leitura 09.03.2022 10:32 comentários
Brasil

Em novo ofício, Fachin insiste em colaboração com Telegram para evitar desinformação eleitoral

Em nova tentativa de contato com o Telegram, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin (foto), enviou mais um ofício ao russo Pavel Durov, fundador do serviço de mensagens. Desta vez, o documento foi encaminhado ao escritório de advocacia que representa o aplicativo no país, localizado no Rio de Janeiro...

avatar
Gabriela Coelho
2 minutos de leitura 09.03.2022 10:32 comentários 0
Em novo ofício, Fachin insiste em colaboração com Telegram para evitar desinformação eleitoral
Foto: Nelson Jr/SCO/STF

Em nova tentativa de contato com o Telegram, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin (foto), enviou mais um ofício ao russo Pavel Durov, fundador do serviço de mensagens.

Desta vez, o documento foi encaminhado ao escritório de advocacia que representa o aplicativo no país, localizado no Rio de Janeiro.

No documento, encaminhado por e-mail e também pelos Correios, o ministro diz que a Corte tem firmado parcerias com diversas plataformas digitais, com o propósito “de preservar a integridade dos pleitos nacionais, mediante a identificação e o tratamento de comportamentos inautênticos”.

Fachin propõe a abertura de um canal de diálogo para discutir a adoção de estratégias conjuntas de cooperação voltadas ao combate a fake news eleitoral.

Quando tomou posse, o ministro disse a jornalistas que o Brasil vive um Estado Democrático de Direito com plena liberdade política, mas é preciso impor limites. Na ocasião, o ministro se referiu ao aplicativo de mensagens, que não firmou parceria com o tribunal.

Corte tem defendido que só possam operar por aqui mídias sociais e plataformas que tenham sede ou representação no Brasil, para que exista accountability de quem cumpre a legislação eleitoral brasileira.

No final de sua gestão, Luís Roberto Barroso também tentou contato com o Telegram, pedindo a Durov uma reunião para discutir possíveis formas de cooperação. Mas foi ignorado.

Um grupo de procuradores do Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo, que está conduzindo um inquérito sobre desinformação e fake news em redes sociais e aplicativos de mensagens, considera solicitar o bloqueio temporário do Telegram durante as eleições de 2022.

Mundo

Famosos que já tiveram suas fotos na prisão vazadas

20.06.2024 18:50 3 minutos de leitura
Visualizar

Dólar caía até Lula resolver falar, de novo

Rodrigo Oliveira Visualizar

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Visualizar

Coudet, a peça essencial para a vitória do Internacional contra o Corinthians

Visualizar

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Visualizar

Eurocopa 2024: Espanha vence Itália e avança para oitavas

Visualizar

Tags relacionadas

eleições fachin ofício Telegram
< Notícia Anterior

Produção industrial cai 2,4% em janeiro

09.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Reino Unido estuda enviar mísseis antiaéreos à Ucrânia: "O pior deve estar por vir"

09.03.2022 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Gabriela Coelho

É jornalista formada pelo UniCEUB, em Brasília. Tem especialização em gestão de crise e redes sociais. Passou pelas redações do Jornal de Brasília, Globo, Revista Consultor Jurídico e CNN Brasil. Conhece o mundo do Judiciário há alguns anos, desde quando ainda era estagiária do TSE. Gosta dessa adrenalina jurídica entre pedidos e decisões. Brasiliense, cobriu as eleições nacionais de 2010, 2014 e 2018 e municipais de 2012 e 2020.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

20.06.2024 18:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

20.06.2024 18:33 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

20.06.2024 17:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aeroporto de Caxias recebe autorização para receber voos internacionais

Aeroporto de Caxias recebe autorização para receber voos internacionais

20.06.2024 17:38 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.