O Antagonista

Em despedida, Lula diz que Dino fez “trabalho extraordinário” no Ministério da Justiça

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 31.01.2024 11:03 comentários
Brasil

Em despedida, Lula diz que Dino fez “trabalho extraordinário” no Ministério da Justiça

Presidente participou da apresentação sobre ações do ministro Flávio Dino no Palácio do Planalto

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 31.01.2024 11:03 comentários 3
Em despedida, Lula diz que Dino fez “trabalho extraordinário” no Ministério da Justiça
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (esq.), e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (dir.) | Foto: Ricardo Stuckert / PR

O presidente Lula (PT) participou nesta quarta-feira, 31, de um balanço apresentado pelo ministro da Justiça, Flávio Dino, sobre seu trabalho à frente da pasta. Esse foi o último ato público de Dino como integrante do governo antes de tomar posse como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) em 22 de fevereiro.

“Esse encontro que nós estamos realizando é um encontro de prestação de contas de um companheiro que prestou serviço extraordinário ao meu governo, num primeiro ano muito difícil, e que a partir de amanhã não será mais ministro da Justiça”, disse Lula.

Antes de tomar posse no STF, Dino assumirá o seu mandato de senador a partir desta quinta-feira, 1º. Durante apresentação do balanço, o ministro disse que houve uma redução de 4,17% no registro de crimes violentos, letais, intencionais no país em 2023.

Ao todo, foram registrados 40.429 crimes do tipo, frente à 42.190 em 2022. Ao mesmo tempo, Dino afirmou que houve um aumento de 25,5% na apreensão de armas ilegais.

“Há uma ação mais efetiva, aumento de 25% na apreensão de armas ilegais, e o presidente Lula fixou essa diretriz de combate ao armamentismo irresponsável no nosso país. E sabemos que isso é vital para que tenhamos armas nas mãos certas, e não essa política armamentista demagógica que não produz efeitos positivos para a sociedade”, disse Dino.

Posse de Lewandowski

O Ministério da Justiça será comandado pelo ex-ministro do STF Ricardo Lewandowski, que toma posse nesta quinta. Ao abrir a sua fala, Dino classificou o sucessor como um brasileiro “honrado, corajoso e devotado”.

“Farei a saudação formal, mas tenho conversado bastante com o ministro Lewandowski, tenho certeza que o Ministério da Justiça está em ótimas mãos, de um brasileiro honrado, corajoso e devotado à nossa nação”, disse Dino.

Brasil

Câmara realiza sessão em alusão ao Dia das Doenças Raras

26.02.2024 15:21 2 minutos de leitura
Visualizar

Rui Costa avalia que fala de Bolsonaro foi "confissão de crimes praticados"

Wesley Oliveira Visualizar

TSE define regras para uso da inteligência artificial nas eleições

Visualizar

Grêmio confirma jogo da estreia de Diego Costa

Visualizar

Lula resolveu calar sobre Bolsonaro

Visualizar

“Espero que não leve política ao ofício de julgador”, diz Marco Aurélio sobre Dino

Visualizar

Tags relacionadas

Flávio Dino Justiça e Segurança Pública presidente Lula
< Notícia Anterior

Caixa conclui pagamento de janeiro do novo Bolsa Família; veja os adicionais inclusos

31.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Juíza bloqueia pagamento bilionário da Tesla para Musk

31.01.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (3)

Sol Rio

2024-01-31 12:25:10

Dois nojentos q mamam nas tetas da viúva.


AEC

2024-01-31 11:26:07

Hahaha esse pinga só conhece essa palavra! Sempre fala essa bobagem!


EUD

2024-01-31 11:22:25

Pena Que Tenha Escondido Os Vídeos. De Resto Não Foi Tão EXTRA-ORDINÁRIO ASSIM !!!!


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Câmara realiza sessão em alusão ao Dia das Doenças Raras

Câmara realiza sessão em alusão ao Dia das Doenças Raras

26.02.2024 15:21 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Rui Costa avalia que fala de Bolsonaro foi "confissão de crimes praticados"

Rui Costa avalia que fala de Bolsonaro foi "confissão de crimes praticados"

Wesley Oliveira
26.02.2024 15:06 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
TSE define regras para uso da inteligência artificial nas eleições

TSE define regras para uso da inteligência artificial nas eleições

26.02.2024 15:02 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lula resolveu calar sobre Bolsonaro

Lula resolveu calar sobre Bolsonaro

26.02.2024 14:57 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.