Defesa de Adriano da Nóbrega diz que é cedo para federalizar e que ganha robustez tese de execução Defesa de Adriano da Nóbrega diz que é cedo para federalizar e que ganha robustez tese de execução
O Antagonista

Defesa de Adriano da Nóbrega diz que é cedo para federalizar e que ganha robustez tese de execução

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 18.02.2020 11:54 comentários
Brasil

Defesa de Adriano da Nóbrega diz que é cedo para federalizar e que ganha robustez tese de execução

Ao defender a realização de uma perícia independente, a defesa da família de Adriano da Nóbrega afirmou, nesta terça-feira (18/2), que a tese de execução do miliciano vem ganhando robustez, mas que considera "cedo" falar em federalização das investigações...

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 18.02.2020 11:54 comentários 0
Defesa de Adriano da Nóbrega diz que é cedo para federalizar e que ganha robustez tese de execução
Foto: Divulgação

Ao defender a realização de uma perícia independente, a defesa da família de Adriano da Nóbrega afirmou, nesta terça-feira (18/2), que a tese de execução do miliciano vem ganhando robustez, mas que considera “cedo” falar em federalização das investigações.

O advogado Paulo Emílio Cata Pretta afirmou que a família ingressou com um novo pedido na Justiça da Bahia para que seja autorizada uma perícia independente, que possa avaliar a análise feita pelos técnicos oficiais sobre as condições da morte do acusado de comandar o Escritório do Crime. “Não queremos laudo clandestino, queremos uma perícia no IML, com a participação dos peritos oficiais”, disse o defensor.

A família requereu a conservação do corpo para permitir uma análise técnica sobre o cadáver e o local da morte. “Aguardamos que efetivamente o juiz possa nos garantir essa possibilidade de realização dessas provas que são essenciais para elucidar o que de fato aconteceu”.

Cata Pretta afirmou que “ainda é cedo” para falar em federalizar as investigações da morte. Ou seja, retirar o caso da Justiça Estadual (com atuação de Polícia Civil e Ministério Público Estadual) e enviar para a Justiça Federal (com atuação da Polícia Federal e do MP Federal).

“A federalização é sempre um instrumento subsidiário, quando de fato existam razões para crer que as questões não estão sendo bem examinadas. Por ora, mantenho minha confiança nas autoridades estaduais”, afirmou.

O advogado, no entanto, disse que a tese de execução vem ganhando força e que é natural a família querer esclarecer as circunstâncias da morte quando há suspeita de grave violação de direitos humanos e de execução.

“De lá para cá parece que esses elementos [de execução] têm sido encorpados, tem ganhado robustez. Essa suspeita, com a divulgação das fotos que foram feitas … Há marcas no corpo que em princípio podem trabalhar contra essa versão de uma troca de tiros, há notícia da quebra de costelas, sete costelas que teriam sido quebradas, isso tem que ser esclarecido.”

Esportes

Athletico-PR vence o Danubio pela Sul-Americana e segue 100%

24.04.2024 23:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Botafogo vence o Universitario pela Libertadores com golaço de Luiz Henrique

Visualizar

Flamengo na Libertadores: Tite faz mudanças de última hora na escalação

Visualizar

O cinismo de André Janones sobre rachadinha

Visualizar

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

Visualizar

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

Visualizar

Tags relacionadas

Adriano da Nóbrega família federalização perícia
< Notícia Anterior

"Um ser abjeto na presidência da República", diz Haddad

18.02.2020 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Reforma administrativa será enviada nesta semana, diz Ramos

18.02.2020 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

PC-RJ indicia suspeitos por assassinato de advogado a queima roupa

24.04.2024 20:56 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

20 toneladas de queijo sao apreendidas em Minas Gerais

24.04.2024 20:51 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ludmilla ganha relógio de luxo de Brunna no aniversário de 29 Anos

Ludmilla ganha relógio de luxo de Brunna no aniversário de 29 Anos

24.04.2024 20:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Suposto sobrinho de Marcola, do PCC, teria sido preso em operação no SC

Suposto sobrinho de Marcola, do PCC, teria sido preso em operação no SC

24.04.2024 20:24 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.