Cota para candidaturas indígenas entra na pauta do TSE Cota para candidaturas indígenas entra na pauta do TSE
O Antagonista

Cota para candidaturas indígenas entra na pauta do TSE

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 27.02.2024 13:57 comentários
Brasil

Cota para candidaturas indígenas entra na pauta do TSE

A consulta prevê a destinação de um percentual de recursos financeiros e de tempo de rádio e TV para candidaturas indígenas

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 27.02.2024 13:57 comentários 0
Cota para candidaturas indígenas entra na pauta do TSE
Plenário do TSE vai julgar consulta sobre cotas para candidaturas indígenas | Foto: Alejandro Zambrana/Secom/TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga nesta terça-feira, 27, uma ação que prevê a destinação de um percentual de recursos financeiros e de tempo de rádio e TV para candidaturas indígenas. Os ministros vão analisar uma consulta apresentada pela deputada Célia Xakriabá (Psol-MG).

A consulta é um tipo de questionamento ao TSE, que uma vez respondida pelos ministros, pode gerar um entendimento vinculante. Ou seja, deve ser aplicado pela Justiça Eleitoral.

“Esse julgamento é um momento histórico, é falar de reparação histórica sobretudo de um país que demorou mais de 100 anos para ter o primeiro parlamentar indígena aqui na casa no Congresso Nacional. Aqui quando não somos vítimas da política do racismo da ausência da solidão. Quero mais presença de cocares no Congresso atuando em pautas sociais, nos direitos indígenas e na demarcação de territórios”, destacou a deputada.

As eleições de 2022 registraram um número recorde de candidatos indígenas desde a implementação da autodeclaração racial em 2014, com 178 candidaturas. Nas eleições municipais de 2020, foram 1.721 candidaturas autodeclaradas indígenas, crescimento de 11% em relação ao registrado em 2016, que teve 1.546 representantes dos povos originários na disputa.

O relator do pedido é o ministro Nunes Marques, que promoveu no ano passado audiência pública para ouvir a sociedade civil sobre o tema.

Caberá aos ministros avaliar se é possível estender a reserva aos indígenas e, em caso positivo, definir se a medida já será válida para as eleições municipais deste ano, em que os brasileiros vão eleger os novos prefeitos e vereadores.

Brasil

Moraes quer ouvir X sobre alegações da PF

22.04.2024 14:24 1 minuto de leitura
Visualizar

UE eleva sanções ao Irã por ataques a Israel

Visualizar

Lewandowski quer mais poder da União na segurança pública

Wesley Oliveira Visualizar

Onde assistir Farense x Benfica: confira detalhes da partida

Visualizar

Crusoé: Primeiro dia de julgamento de Donald Trump começa com depoimentos

Visualizar

Atos em Columbia: uivo contra a civilização e atração pela barbárie

Visualizar

Tags relacionadas

candidaturas Celia Xakriabá indígenas Julgamento TSE
< Notícia Anterior

Última foragida da RAF, é presa na Alemanha depois de 30 anos em fuga

27.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Impacto de PEC da isenção para igrejas chega a R$ 1 bilhão

27.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

O Antagonista é um dos principais sites jornalísticos de informação e análise sobre política do Brasil. Sua equipe é composta por jornalistas profissionais, empenhados na divulgação de fatos de interesse público devidamente verificados e no combate às fake news.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Moraes quer ouvir X sobre alegações da PF

Moraes quer ouvir X sobre alegações da PF

22.04.2024 14:24 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Lewandowski quer mais poder da União na segurança pública

Lewandowski quer mais poder da União na segurança pública

Wesley Oliveira
22.04.2024 14:06 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Brasil vai passar por nova onda de calor

Brasil vai passar por nova onda de calor

22.04.2024 13:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Polícia Federal desarticula rede de tráfico no Porto de Paranaguá

Polícia Federal desarticula rede de tráfico no Porto de Paranaguá

22.04.2024 13:47 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.