Colapso em Maceió: senador pede ajuda a Alckmin Colapso em Maceió: senador pede ajuda a Alckmin
O Antagonista

Colapso em Maceió: senador pede ajuda a Alckmin

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 01.12.2023 12:54 comentários
Brasil

Colapso em Maceió: senador pede ajuda a Alckmin

O presidente em exercício do Senado, senador Rodrigo Cunha (Podemos-AL), e o presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin, se reuniram para discutir o apoio financeiro da União ao governo municipal de Maceió para a realocação dos cerca de 60 mil moradores que foram obrigados a deixar suas casas após alerta de risco iminente de colapso de uma mina...

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 01.12.2023 12:54 comentários 0
Colapso em Maceió: senador pede ajuda a Alckmin
Foto : Cadu Gomes/VPR

O presidente em exercício do Senado, senador Rodrigo Cunha (Podemos-AL), e o presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin, se reuniram para discutir o apoio financeiro da União ao governo municipal de Maceió para a realocação dos cerca de 60 mil moradores que foram obrigados a deixar suas casas após alerta de risco iminente de colapso de uma mina da petroquímica Braskem.

O encontro aconteceu no Palácio do Planalto e teve como objetivo buscar soluções para a grave crise enfrentada pela população local. O senador destacou a importância da união entre União, estado e município nesse momento e ressaltou a necessidade de responsabilização dos responsáveis pela exploração inadequada na região ao longo dos últimos 40 anos.

Segundo o senador, técnicos enviados por Alckmin já estão em Maceió para auxiliar nas medidas emergenciais. A primeira medida solicitada por Rodrigo Cunha é a realocação dos moradores que ainda permanecem na área considerada de risco. A estimativa é que cerca de 20 mil pessoas precisem ser realocadas com qualidade.

Estamos buscando a atenção total desse país, para um assunto que mexe com a parte ambiental, social, que mexe com o psicológico. É momento de unificação, entre União, estado e município, e não retrabalhos. Não vamos fechar os olhos jamais para essa prática indiscriminada. Tema triste, porém, necessário, justamente quando estamos falando sobre COP [Conferência do Clima], sobre cuidar do meio ambiente e do clima e temos aqui uma das maiores catástrofes do mundo, devido a uma exploração mineral em área urbana. Quando se pensa no tripé da responsabilidade social, ambiental e financeira e uma delas sobressai, as demais sofrem“, disse Cunha.

A região afetada fica na Lagoa Mundaú, no bairro do Mutange, em Maceió. A recomendação é que a população evite transitar na área enquanto as medidas de controle e monitoramento são aplicadas para reduzir o perigo. O solo na região esta descendo 2,6 centímetros por minuto e pode desabar a qualquer momento.

Desde 2019, as minas da Braskem estão fechadas após a confirmação de afundamento do solo da cidade causado pela atividade de extração de sal-gema.

Nos últimos meses, foram registrados cinco abalos sísmicos na área. Um possível colapso poderia resultar em grandes crateras e causar um efeito cascata em outras minas. A Defesa Civil Municipal alerta que o colapso pode acontecer a qualquer momento e que as consequências ainda não podem ser medidas, pois estão diante de uma situação inédita.

A Braskem informou que está acompanhando e compartilhando os dados de monitoramento em tempo real com as autoridades competentes. O caso representa uma das maiores catástrofes ambientais do mundo relacionada à exploração mineral em área urbana.

A preocupação com o meio ambiente e as consequências desse desastre também são ressaltadas pelo senador, especialmente em um momento em que se discute a Conferência do Clima (COP) e a necessidade de cuidar do meio ambiente e do clima globalmente.

Mundo

Bielorrússia inicia exercício militar em fronteira com Ucrânia

21.06.2024 10:05 2 minutos de leitura
Visualizar

Previsão do Tempo para essa sexta-feira em todo o Brasil

Visualizar

O carro mais vendido na primeira quinzena de junho tem nome, e é HB20

Visualizar

BB pedirá que PF investigue vazamentos sobre acordo de R$ 600 milhões

Wilson Lima Visualizar

Bolsa Família: mudanças trazem alívio financeiro para trabalhadores rurais

Visualizar

Crusoé: O cristianismo não é contra as mulheres

Visualizar

Tags relacionadas

Braskem colapso Geraldo Alckmin Maceió mina Rodrigo Cunha
< Notícia Anterior

Força Aérea de Israel atinge 200 alvos em Gaza após fim da trégua

01.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Suzano aprova distribuição de JCP bilionário

01.12.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Previsão do Tempo para essa sexta-feira em todo o Brasil

Previsão do Tempo para essa sexta-feira em todo o Brasil

21.06.2024 10:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
O carro mais vendido na primeira quinzena de junho tem nome, e é HB20

O carro mais vendido na primeira quinzena de junho tem nome, e é HB20

21.06.2024 10:04 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Bolsa Família: mudanças trazem alívio financeiro para trabalhadores rurais

Bolsa Família: mudanças trazem alívio financeiro para trabalhadores rurais

21.06.2024 10:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
BB pedirá que PF investigue vazamentos sobre acordo de R$ 600 milhões

BB pedirá que PF investigue vazamentos sobre acordo de R$ 600 milhões

Wilson Lima
21.06.2024 10:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.