Caso Marielle: STF homologa delação de Ronnie Lessa Caso Marielle: STF homologa delação de Ronnie Lessa
O Antagonista

Caso Marielle: STF homologa delação de Ronnie Lessa

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 19.03.2024 18:41 comentários
Brasil

Caso Marielle: STF homologa delação de Ronnie Lessa

Ele está preso no âmbito das investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista, Anderson Gomes, em 2018

avatar
Wesley Oliveira
2 minutos de leitura 19.03.2024 18:41 comentários 0
Caso Marielle: STF homologa delação de Ronnie Lessa
Foto: Reprodução

O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, confirmou nesta terça-feira, 19, que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou a delação premiada do ex-policial Ronnie Lessa. Ele está preso no âmbito das investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e de seu motorista, Anderson Gomes, em 2018.

Lessa está preso há quase cinco anos e fechou acordo de delação com a Polícia Federal (PF) com o aval do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público estadual (MP-RJ). Segundo Lewandowski, após a homologação da delação, a conclusão do caso será “breve”.

“Nós sabemos que esta colaboração premiada, que é um meio de obtenção de provas, traz elementos importantíssimos que nos levam a crer que em breve teremos a solução do assassinato da vereadora Marielle Franco”, afirmou o ministro da Justiça.

A expectativa é de que Ronnie Lessa tenha entregado em delação premiada o nome dos supostos mandantes dos crimes. O Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde o caso estava tramitando antes, encaminhou o procedimento ao STF após as novas revelações por entender que a Corte seria o foro adequado para apreciar o caso.

Em questões criminais, cabe ao STF o julgamento de autoridades com foro privilegiado na Corte: presidentes da República, vice-presidentes, ministros, senadores, deputados federais e embaixadores, além de integrantes dos tribunais superiores e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Conforme a delação do também ex-policial militar Élcio de Queiroz, Lessa é apontado como o autor dos disparos que mataram a vereadora e seu motorista. Lessa foi expulso da corporação e condenado, em 2021, a quatro anos e meio de prisão pela ocultação das armas que teriam sido usadas no crime.

Brasil

Crusoé: "Twitter Files" mostra que TSE também censurou a esquerda

22.04.2024 22:43 2 minutos de leitura
Visualizar

Crusoé: Milei anuncia 3º mês de superávit

Visualizar

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

Visualizar

A testosterona fake de Bolsonaro

Visualizar

Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

Visualizar

Reino Unido aprova polêmica Lei de Asilo

Visualizar

Tags relacionadas

acordo de delação caso Marielle Ricardo Lewandowski Ronnie Lessa
< Notícia Anterior

Ministério demite policial que matou tesoureiro do PT em 2022

19.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Anderson do Molejo recebe alta depois de 21 dias

19.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wesley Oliveira

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Crusoé: "Twitter Files" mostra que TSE também censurou a esquerda

Crusoé: "Twitter Files" mostra que TSE também censurou a esquerda

22.04.2024 22:43 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Alerta em Noronha com branqueamento de corais

Alerta em Noronha com branqueamento de corais

22.04.2024 21:28 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

Corolla Cross 2025 deixa freio e aposta em design

22.04.2024 21:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Motorista leva ônibus até delegacia por importunação sexual

Motorista leva ônibus até delegacia por importunação sexual

22.04.2024 20:14 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.