Câmara pagará R$ 7,7 milhões para ascensoristas e recepcionistas de elevadores Câmara pagará R$ 7,7 milhões para ascensoristas e recepcionistas de elevadores
O Antagonista

Câmara pagará R$ 7,7 milhões para ascensoristas e recepcionistas de elevadores

avatar
Wilson Lima
1 minuto de leitura 13.10.2023 18:28 comentários
Brasil

Câmara pagará R$ 7,7 milhões para ascensoristas e recepcionistas de elevadores

A Câmara dos Deputados vai pagar R$ 7,7 milhões por um contrato de aproximadamente três anos para manter à disposição dos parlamentares e servidores 37 ascensoristas e 14 recepcionistas e telefonistas de elevadores...

avatar
Wilson Lima
1 minuto de leitura 13.10.2023 18:28 comentários 0
Câmara pagará R$ 7,7 milhões para ascensoristas e recepcionistas de elevadores
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados vai pagar R$ 7,7 milhões por um contrato de aproximadamente três anos para manter à disposição dos parlamentares e servidores 37 ascensoristas e 14 recepcionistas e telefonistas de elevadores.

Esse contrato começou a sua vigência em 5 de outubro deste ano e irá até 4 de abril de 2026.

Pelo acerto da Câmara, cada ascensorista terá salário de R$ 1,9 mil; as telefonistas terão salário de R$ 2 mil e as recepcionistas de fluxo de pessoas vão ganhar R$ 2,3 mil. Os servidores também têm direito a vale-transporte e vale-alimentação.

“A jornada de trabalho das categorias Ascensorista, Telefonista de Fluxo de Elevadores e Recepcionista de Fluxo de Pessoas, é de 30 (trinta) horas semanais, preferencialmente em horário normal de trabalho da contratante, em observância à expressa determinação do Órgão Responsável, conforme a conveniência da prestação dos serviços, exceto se legislação específica determinar jornada diferente”, estabelece o contrato da Câmara.

Esportes

Vasco demite o técnico Álvaro Pacheco

20.06.2024 19:13 3 minutos de leitura
Visualizar

Famosos que já tiveram suas fotos na prisão vazadas

Visualizar

Dólar caía até Lula resolver falar, de novo

Rodrigo Oliveira Visualizar

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Visualizar

Coudet, a peça essencial para a vitória do Internacional contra o Corinthians

Visualizar

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Visualizar

Tags relacionadas

Câmara dos Deputados dinheiro público
< Notícia Anterior

Poeta Louise Glück, ganhadora do Nobel, morre aos 80 anos

13.10.2023 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

CPMI dos atos de 8 de janeiro será encerrada com 27 depoimentos pendentes

13.10.2023 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

Moraes arquiva inquérito sobre big techs na campanha contra PL das fake news

20.06.2024 18:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

Toffoli não descriminaliza, e julgamento sobre maconha no STF segue aberto

20.06.2024 18:33 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

Os 12 meses das queimadas do "amor" no Pantanal

20.06.2024 17:43 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Aeroporto de Caxias recebe autorização para receber voos internacionais

Aeroporto de Caxias recebe autorização para receber voos internacionais

20.06.2024 17:38 1 minuto de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.