Aumento nos casos de covid-19 gera alerta no Brasil Aumento nos casos de covid-19 gera alerta no Brasil
O Antagonista

Aumento nos casos de covid-19 gera alerta no Brasil

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 29.02.2024 19:14 comentários
Brasil

Aumento nos casos de covid-19 gera alerta no Brasil

Aumento de casos de Covid-19 no Brasil em 2024, a importância da vacinação e uso constante de máscaras. Saiba o que é essencial diante da nova situação da pandemia e acompanhe os avanços científicos na area da saúde.

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 29.02.2024 19:14 comentários 0
Aumento nos casos de covid-19 gera alerta no Brasil
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Os casos de Covid-19 voltaram a aumentar no Brasil durante as primeiras semanas de 2024. Apenas na última semana de janeiro e início de fevereiro, foram registrados mais de 45 mil novos casos da doença. Esse aumento representa um acréscimo de 137% quando comparado ao número de infecções detectadas entre o fim de dezembro de 2023 e o início de janeiro de 2024.

Os dados apontam ainda que houve um aumento significativo no número de internações em hospitais privados após o Carnaval. Ao menos sete estados do país – Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo – apresentam uma tendência de alta contínua de novos casos a longo prazo.

Vacinação e o uso constante de máscaras

Apesar da queda na mortalidade devido à ampla vacinação e à imunização parcial devido à infecção prévia, a Covid-19 continua sendo um risco. A doença tem causado cerca de 200 mortes por semana em 2024.

Nesse contexto, é fundamental manter as medidas de proteção aos grupos com maior risco de adoecimento grave, como idosos acima de 65 anos, pessoas com comorbidades, transplantados, imunossuprimidos e em tratamento para câncer. Continuam sendo recomendados o isolamento em caso de suspeita de infecção e uso de máscaras, preferencialmente do tipo PFF2.

Imunização e o cuidado com as crianças

No Brasil, a mortalidade por Covid-19 nas crianças de até dois anos é maior proporcionalmente do que no grupo geral, segundo a Fiocruz. Isso se deve ao fato de que as crianças que nasceram nos últimos dois anos não tiveram contato com o vírus e não foram vacinadas, sendo mais suscetíveis à síndrome respiratória grave.

Atualizações das vacinas contra Covid-19

Embora o vírus Sars-CoV-2 continue evoluindo, a vacinação ainda é considerada um importante aliado na redução do risco de hospitalização e morte. A partir de março, a campanha de vacinação contra a Covid-19 deve utilizar uma nova formulação, atualizada para conter as formas do vírus predominantes naquele momento.

Para crianças de seis meses a cinco anos, idosos e outros grupos considerados prioritários, a vacinação anual é recomendada. Para as pessoas com idade superior a 80 anos, o esquema vacinal deve ser atualizado a cada seis meses.

Estudos recentes mostram que a imunização reduz o risco de hospitalização e morte por Covid-19 mesmo após seis meses da última dose, período em que ocorre uma queda natural dos anticorpos induzidos pela vacina.

Avanços na ciência e na saúde

Enquanto a luta contra a Covid-19 continua, novos tratamentos e descobertas científicas oferecem esperança em outras áreas da saúde. Estudos recentes demonstraram a eficácia de uma nova imunoterapia para o tratamento do mieloma, um tipo de câncer que afeta as células conhecidas como glóbulos brancos.

Além disso, pesquisas no Reino Unido indicaram que crianças negras têm quatro vezes mais risco de apresentar complicações depois de uma operação de apendicite do que as crianças brancas. À parte disso, um estudo clínico de fase 1 mostrou resultados promissores no tratamento de câncer avançado em adultos através da combinação de duas drogas baseadas em anticorpos.

Esse conjunto de esforços científicos reforça a importância da pesquisa e da inovação contínua para a promoção da saúde e do bem-estar da população. Além de garantir a eficácia e segurança dos tratamentos, é crucial que a ciência trabalhe constantemente para reduzir desigualdades no acesso à saúde e garantir que todos tenham as mesmas chances de recuperação e qualidade de vida.

Brasil

Moraes quer ouvir X sobre alegações da PF

22.04.2024 14:24 1 minuto de leitura
Visualizar

UE eleva sanções ao Irã por ataques a Israel

Visualizar

Lewandowski quer mais poder da União na segurança pública

Wesley Oliveira Visualizar

Onde assistir Farense x Benfica: confira detalhes da partida

Visualizar

Crusoé: Primeiro dia de julgamento de Donald Trump começa com depoimentos

Visualizar

Atos em Columbia: uivo contra a civilização e atração pela barbárie

Visualizar

Tags relacionadas

covid covid-19
< Notícia Anterior

Beach tennis é motivo de folga no Tribunal de Justiça de Sergipe

29.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Incêndio devastador em Bangladesh deixa mais de 40 mortos

29.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Moraes quer ouvir X sobre alegações da PF

Moraes quer ouvir X sobre alegações da PF

22.04.2024 14:24 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Lewandowski quer mais poder da União na segurança pública

Lewandowski quer mais poder da União na segurança pública

Wesley Oliveira
22.04.2024 14:06 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Brasil vai passar por nova onda de calor

Brasil vai passar por nova onda de calor

22.04.2024 13:47 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Polícia Federal desarticula rede de tráfico no Porto de Paranaguá

Polícia Federal desarticula rede de tráfico no Porto de Paranaguá

22.04.2024 13:47 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.