Artigo: "Estamos reconstruindo, com racionalidade e prudência, um país arrasado" Artigo: "Estamos reconstruindo, com racionalidade e prudência, um país arrasado"
O Antagonista

Artigo: “Estamos reconstruindo, com racionalidade e prudência, um país arrasado”

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 08.01.2020 17:04 comentários
Brasil

Artigo: “Estamos reconstruindo, com racionalidade e prudência, um país arrasado”

Em artigo escrito para O Antagonista, o senador Márcio Bittar (MDB), relator da PEC do Pacto Federativo no Senado, faz um balanço de 2019 e diz que "o Brasil passa por um momento ímpar". Ele pondera que a consolidação dos avanços observados em 2019 ainda depende do que considera "reformas vitais": tributária, administrativa e pacto federativo. Leia a íntegra...

avatar
Redação O Antagonista
4 minutos de leitura 08.01.2020 17:04 comentários 0
Artigo: “Estamos reconstruindo, com racionalidade e prudência, um país arrasado”
Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Em artigo escrito para O Antagonista, o senador Márcio Bittar (MDB), relator da PEC do Pacto Federativo no Senado, faz um balanço de 2019 e diz que “o Brasil passa por um momento ímpar”.

Ele pondera que a consolidação dos avanços observados em 2019 ainda depende do que considera “reformas vitais”: tributária, administrativa e pacto federativo.

Leia a íntegra:

“O Brasil passa por um momento ímpar. Estamos reconstruindo, com racionalidade e prudência, um país arrasado por políticas econômicas heterodoxas, corrupção, irresponsabilidade fiscal, assistencialismo populista e alta criminalidade. Reformas necessárias estão sendo feitas e a economia está reagindo positivamente. O maior mérito do primeiro ano foi o de colocar o trem nos trilhos com destaque para a reforma da previdência e a aprovação do pacote anticrime.

Respiramos com a retomada da geração de empregos, crescimento do PIB, controle da inflação e juros baixos. Já podemos vislumbrar crescimento sustentado em bases sólidas. Os altíssimos índices de criminalidade herdados estão sendo abrandados: 22% de queda no número de mortes violentas; houve redução dos assassinatos em todos os estados; constatou-se queda superior a 30% no Ceará, no Rio Grande do Norte e em Roraima.

A consolidação dos avanços ainda depende de reformas vitais: tributária, administrativa e pacto federativo são exemplos. Para o crescimento econômico ainda falta pôr em prática um amplo e ousado programa de privatizações. O ano de 2020, provavelmente, será marcado por essas metas tão importantes e cruciais para que o Brasil consiga tranquilidade, paz e segurança jurídica para crescer e gerar oportunidades.

Claro, há inúmeros outros grandes desafios: recuperação e ampliação da infraestrutura, universalização do saneamento básico, efetivação de um ensino de qualidade, enfrentamento do ambientalismo radical e ignorante, ampliação de acesso à tecnologia, combate à burocracia excessiva e a garantia de liberdade econômica. A despeito dos grandes desafios, avançamos significativamente, embora, haja, injustificadamente, destaque excessivo para aspectos mais folclóricos do cotidiano da política. Alertamos que histerias, debates inférteis e gritarias não devem turvar a nossa visão.

O ano de 2019 foi o das urgências: controle de gastos públicos, recuperação econômica e contenção dos absurdos índices de criminalidade. Precisamos insistir na consolidação de uma sociedade aberta, livre e rica. Necessitamos continuar as políticas de controle de despesas públicas, corte de privilégios e redução do paquidérmico Estado brasileiro.

A Proposta de Emenda Constitucional do Pacto Federativo, que relato no Senado Federal, propõe a inclusão nos direitos sociais constitucionais o direito ao equilíbrio fiscal intergeracional. Consideramos a proposta como um bom exemplo do esforço em combater uma cultura de plena irresponsabilidade fiscal, gastança do dinheiro público e desprezo pelas futuras gerações com transferência de dívidas provenientes de gastos correntes. O direito ao equilíbrio fiscal intergeracional releva a importante noção de escassez nas futuras ações e decisões de ordem pública.

Há inúmeras outras proposições salutares no novo pacto federativo. Faremos audiências públicas para aspectos específicos e gerais. Ouviremos prefeitos, governadores, governo federal e setores interessados para relatar com precisão a PEC e em conexão com a sociedade brasileira.

O eixo norteador da emenda é o cumprimento da promessa de mais Brasil e menos Brasília. Liberdade orçamentária e de gestão, descentralização e responsabilização fiscal são as bases dessa proposição de um novo, sadio e moderno pacto federativo.”

Esportes

Copa América: Dorival explica substituição de Vini Jr na estreia do Brasil

25.06.2024 08:33 4 minutos de leitura
Visualizar

SBT cortou confissão de Eliana: "Aconteceram coisas"

Visualizar

BC vê cenário mais difícil e necessidade de juros mais altos

Rodrigo Oliveira Visualizar

Restituição do Imposto de Renda tributada? Entenda quem deve pagar PIS e COFINS

Visualizar

Coreia do Norte envia balões para a Coreia do Sul DE NOVO

Visualizar

Vagas para Auditor Municipal em SP com salários de R$21.700 : Saiba como se inscrever

Visualizar

Tags relacionadas

2019 Congresso Márcio Bittar pacto federativo reformas
< Notícia Anterior

Aliança muda estratégia

08.01.2020 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Rouhani: "Se os EUA cometerem outro crime, a reação será mais forte"

08.01.2020 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Restituição do Imposto de Renda tributada? Entenda quem deve pagar PIS e COFINS

Restituição do Imposto de Renda tributada? Entenda quem deve pagar PIS e COFINS

25.06.2024 08:30 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Vagas para Auditor Municipal em SP com salários de R$21.700 : Saiba como se inscrever

Vagas para Auditor Municipal em SP com salários de R$21.700 : Saiba como se inscrever

25.06.2024 08:07 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
"Tentáculo" de Juscelino quer voltar à Codevasf

"Tentáculo" de Juscelino quer voltar à Codevasf

25.06.2024 08:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Vazamento de dados no INSS: detalhes surpreendentes revelados

Vazamento de dados no INSS: detalhes surpreendentes revelados

25.06.2024 08:00 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.