O Antagonista

Apesar de cargo no governo Lula, Aloysio Nunes apoia reeleição de Ricardo Nunes

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 06.02.2024 19:05 comentários
Brasil

Apesar de cargo no governo Lula, Aloysio Nunes apoia reeleição de Ricardo Nunes

Aloysio Nunes foi recentemente nomeado por Lula para se tornar chefe da Divisão de Assuntos Estratégicos da ApexBrasil

avatar
Redação O Antagonista
3 minutos de leitura 06.02.2024 19:05 comentários 0
Apesar de cargo no governo Lula, Aloysio Nunes apoia reeleição de Ricardo Nunes
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O ex-chanceler Aloysio Nunes (PSDB) afirmou nesta terça-feira, 6 de fevereiro, que continuará apoiando a reeleição do prefeito Ricardo Nunes (MDB), da cidade de São Paulo, nas eleições de outubro, apesar de ter sido nomeado a cargo no governo Lula.

Aloysio Nunes foi recentemente nomeado por Lula para se tornar chefe da Divisão de Assuntos Estratégicos da Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (ApexBrasil), em Bruxelas, Bélgica.

“Nunca vi [Ricardo Nunes] fazendo a pregação desmiolada dos bolsonaristas”, disse o ex-chanceler à CNN Brasil.

Para assumir a posição na ApexBrasil, Nunes precisou deixar seu cargo como presidente da SP Negócios, uma agência de promoção de exportação e investimentos de São Paulo.

No entanto, esse movimento gerou algumas especulações sobre uma possível mudança de aliança política.

Aloysio Nunes defende a continuidade do PSDB na administração

Apesar de sua saída da administração municipal, Aloysio Nunes defendeu que o PSDB deve continuar a apoiar Ricardo Nunes.

“O partido está em alguns dos principais cargos na administração”, afirmou Nunes na entrevista.

Ele também elogiou o candidato do PT, Boulos, referindo-se a ele como “um rapaz valoroso e que dá visibilidade à pauta da habitação popular”.

Frente ampla contra Boulos

O MDB e seu presidente, o deputado Baleia Rossi, alfinetaram a ex-filiada Marta Suplicy, hoje colega de chapa de Guilherme Boulos (PSOL) na pré-campanha para as eleições municipais de São Paulo.

Ao celebrar a primeira reunião que teve com Boulos, no sábado, 13 de novembro, Marta publicou uma mensagem pedindo a formação de uma “frente ampla”.

Em reação ao uso do termo tradicionalmente associado ao MDB desde a redemocratização, Rossi defendeu o pré-candidato da legenda, o prefeito Ricardo Nunes (MDB).

“O termo ‘frente ampla’ é sinônimo de MDB, partido de centro que nasceu como frente contra a ditadura. Em SP, o candidato do MDB, Ricardo Nunes, prepara uma frente com siglas de centro-esquerda, centro-direita e direita (Solidariedade, Avante, PL, PSD, PP, PSDB e Cidadania)”, publicou Rossi no X, antigo Twitter.

O MDB retuitou a publicação do presidente da sigla e acrescentou: “Baleia Rossi ensina que é preciso respeitar a história do Brasil. O partido que sempre atuou em favor da construção de consensos foi o MDB. Para fazer isso, é preciso ser moderado e atuar no centro, e não nos extremos”.

Brasil

Jornais destacam silêncio de Bolsonaro em depoimento à PF

23.02.2024 07:26 1 minuto de leitura
Visualizar

Concurso TCE-PR oferta salário de R$22.460: Auditor de controle externo, edital em abril

Visualizar

Censura na Índia: Plataforma X remove conteúdo após protestos agrícolas

Visualizar

Cinco Minutos: Flávio Dino veste a capa do Supremo

Visualizar

Você pode ajudar a encontrar Kaiane, uma das desaparecidas do Brasil

Visualizar

Com dois de Romero, Corinthians vence o Cianorte e avança na Copa do Brasil

Visualizar

Tags relacionadas

Aloysio Nunes Ricardo Nunes
< Notícia Anterior

Renato Gaúcho fala sobre seleção brasileira e critica CBF

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Alexandre Corrêa e filho processam Ana Hickmann e Record por dano moral

06.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (1)

Carlos Alberto Bolsoni

2024-02-07 00:37:25

Foi pedir emprego ao Lula? Esse é um dos amiguinhos do Alckmin, responsáveis pelo fim do PSDB. Pois é, ao partido só restou pedir perdão ao governo Lula.


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Jornais destacam silêncio de Bolsonaro em depoimento à PF

Jornais destacam silêncio de Bolsonaro em depoimento à PF

23.02.2024 07:26 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Concurso TCE-PR oferta salário de R$22.460: Auditor de controle externo, edital em abril

Concurso TCE-PR oferta salário de R$22.460: Auditor de controle externo, edital em abril

23.02.2024 07:25 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Você pode ajudar a encontrar Kaiane, uma das desaparecidas do Brasil

Você pode ajudar a encontrar Kaiane, uma das desaparecidas do Brasil

23.02.2024 07:12 1 minuto de leitura
Visualizar notícia
Saque do Abono PIS/Pasep 2024: 1,7 milhão de trabalhadores já podem sacar

Saque do Abono PIS/Pasep 2024: 1,7 milhão de trabalhadores já podem sacar

23.02.2024 06:30 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.