Anvisa proíbe cigarros eletrônicos em votação unanime Anvisa proíbe cigarros eletrônicos em votação unanime
O Antagonista

Anvisa proíbe cigarros eletrônicos em votação unanime

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 19.04.2024 18:42 comentários
Brasil

Anvisa proíbe cigarros eletrônicos em votação unanime

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomou uma decisão impactante sobre a regulamentação dos cigarros eletrônicos no Brasil.

avatar
Redação O Antagonista
2 minutos de leitura 19.04.2024 18:42 comentários 0
Anvisa proíbe cigarros eletrônicos em votação unanime
Fonte: Divulgação/Ministério da Saúde

Na tarde desta sexta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomou uma decisão impactante sobre a regulamentação dos cigarros eletrônicos no Brasil. Com votos unânimes do colegiado, a agência proibiu a fabricação, importação, venda e distribuição desses dispositivos no país, uma medida que visa combater os potenciais riscos à saúde pública.

O que motivou a proibição dos cigarros eletrônicos pela Anvisa?

Durante a votação, os cinco diretores da Anvisa apresentaram argumentos sólidos que culminaram na decisão de banir a comercialização dos cigarros eletrônicos no território nacional. Segundo eles, a crescente popularidade entre os jovens e a falta de estudos aprofundados sobre os efeitos a longo prazo do uso desses dispositivos foram fatores determinantes.

Antonio Barra Torres, presidente da Anvisa, ressaltou que, apesar de muitas vezes os dispositivos eletrônicos para fumar serem promovidos como uma alternativa mais segura aos cigarros tradicionais, não existe evidência científica suficiente que comprove benefícios para a saúde pública. Pelo contrário, os estudos indicam efeitos adversos significativos para os usuários.

Quais são os impactos desta proibição?

A proibição da Anvisa implica em uma série de restrições, que incluem a fabricação, importação, comercialização, distribuição, armazenamento, transporte e publicidade de qualquer dispositivo eletrônico para fumar. Esta medida não apenas altera o panorama do mercado interno, mas também busca prevenir futuros problemas de saúde relacionados ao uso destes dispositivos.

A resolução também tem o objetivo de dificultar o acesso dos jovens a esses produtos, reduzindo assim o número de futuros dependentes de nicotina e outras substâncias presentes nos líquidos para vaporização.

Existem opiniões contrárias à decisão da Anvisa?

A Associação Brasileira da Indústria do Fumo (ABIFUMO) expressou descontentamento com a nova resolução. Segundo a associação, a manutenção da proibição ignora as práticas de mais de 80 países que regulamentaram o uso desses dispositivos e, ao invés de proteger, pode acabar incentivando o comércio ilegal, por falta de opções legais e reguladas.

Brasil

O "novo cangaço" na mira da polícia em SP

21.05.2024 13:07 2 minutos de leitura
Visualizar

Presidente da FFMS Francisco Cezário é preso por desvio milionário

Visualizar

Onde assistir Vasco x Fortaleza: confira detalhes da partida

Visualizar

Deputado dos EUA aponta “perversão” do TPI ao “perseguir governo israelense”

Visualizar

Moraes defende "regulamentação internacional" da IA

Visualizar

Onde assistir Bragantino x Sousa: confira detalhes da partida

Visualizar

Tags relacionadas

Anvisa cigarro eletrônico
< Notícia Anterior

Vasco e WTorre tentam impugnar processo de licitação do Maracanã

19.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Brasil chega na casa das 1600 mortes por dengue

19.04.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Redação O Antagonista

Suas redes

Instagram

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

O "novo cangaço" na mira da polícia em SP

O "novo cangaço" na mira da polícia em SP

21.05.2024 13:07 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Presidente da FFMS Francisco Cezário é preso por desvio milionário

Presidente da FFMS Francisco Cezário é preso por desvio milionário

21.05.2024 13:04 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Moraes defende "regulamentação internacional" da IA

Moraes defende "regulamentação internacional" da IA

21.05.2024 12:46 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Felipe D’Avila quer unir "direita sensata" com "esquerda inteligente"

Felipe D’Avila quer unir "direita sensata" com "esquerda inteligente"

21.05.2024 12:19 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.