O Antagonista

Tarcísio, cercado pelos inimigos – inclusive Lula

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 02.02.2024 14:30 comentários
Análise

Tarcísio, cercado pelos inimigos – inclusive Lula

Presidente petista tenta explorar evento com Tarcísio de Freitas em Santos (SP) para bancar o bom moço da política nacional

avatar
Wilson Lima
3 minutos de leitura 02.02.2024 14:30 comentários 4
Tarcísio, cercado pelos inimigos – inclusive Lula
Rui Costa, Tarcísio de Freitas e Lula em evento no Porto de Santos. Foto: Ricardo Stuckert

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, foi no mínimo inocente ao topar candidamente fazer palanque para o presidente Lula, durante solenidade de formalização da parceria com o ex-ministro de Jair Bolsonaro para a construção do túnel submerso que vai ligar Santos e Guarujá.

Lula, que de bobo não tem nada, usa Tarcísio, deliberadamente, como uma escada para bancar o estadista e o bom moço. Mera ilusão. Nesta sexta-feira, 2, por exemplo, durante o ato com Tarcísio, Lula defendeu o “respeito à diversidade, às diferenças”.

Eis o que o petista disse:

“A democracia é o respeito à diversidade, às diferenças, é a gente aprender a conviver com quem a gente não gosta, a gente respeita o direito até da pessoa não gostar da gente. Isso não impede que a gente seja responsável de lidar com as nossas diferenças”.

Na teoria

Na teoria, lindo; na prática, nem tanto.

Lula é conhecido (e sempre foi) por atacar adversários; os governos petistas também têm esse mesmo DNA e os exemplos são inúmeros. Para não cansar o (a) nobre leitor (a), fiquemos apenas no episódio mais recente: a Secom de Lula tripudiou com todo o tipo de ironia o vereador Carlos Bolsonaro após ele ter sido alvo da Polícia Federal.

Ao falar em pacificação, harmonia e outras coisitas mais ao lado de Tarcísio, Lula, em um tiro só, consegue desgastar a imagem do governador de São Paulo junto ao seu eleitorado cativo e, de quebra, ainda posa de Mahatma Gandhi tupiniquim.

Lula sabe que a imagem dele dando a mão para Tarcísio de Freitas tem um potencial extremamente danoso à imagem do ex-ministro de Jair Bolsonaro. Para o eleitor mais bolsonarista, a imagem representa a mais pura tração aos ideais pregados pelo ex-presidente da República inelegível. Joice Hasselmann está aí para provar os danos provocados por essa pecha de “traidor de Bolsonaro”.

Agora, fica a pergunta: Tarcísio poderia simplesmente se negar a participar de um evento oficial? Sim, poderia. Mais eis aí o xadrez de Lula: ao convidar Tarcísio para um evento como esse, o petista colocou o governador em saia-justa. Ao comparecer, Tarcísio corria o risco de ser chamado de melancia (e, de certa forma o foi); se faltasse, Tarcísio seria taxado de antidemocrático.

Tarcísio tentou se esquivar dessa foto com Lula nos atos de 8 de janeiro. Mas, como não havia obra em curso, conseguiu fugir de mansinho. Agora, ficou praticamente impossível. Resta a Tarcísio apenas um caminho agora: sanar os danos provocados pelo PT. Como sempre.

E essa não será uma luta fácil para o governador paulistano.

Esportes

Craque Neto detona responsável pela eliminação do Corinthians: "maior culpado"

04.03.2024 23:00 2 minutos de leitura
Visualizar

Vasco acerta contratação do atacante Clayton Silva, de Portugal

Visualizar

Cuca concede primeira entrevista oficial como técnico do Athletico

Visualizar

Rafael Cardoso pede desculpas em caso de agressão contra idoso

Visualizar

Os brasileiros sabem da roubalheira

Visualizar

Amigo de Robinho é multado por tumultuar andamento do processo

Visualizar

Tags relacionadas

Bolsonaro e Lula Tarcísio de Freitas
< Notícia Anterior

Advertência no Trabalho: como, quando e porque aplicar

02.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Crusoé: o que a Ucrânia ganhou e o que não ganhou no julgamento em Haia

02.02.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Wilson Lima

Wilson Lima é jornalista formado pela Universidade Federal do Maranhão. Trabalhou em veículos como Agência Estado, Portal iG, Congresso em Foco, Gazeta do Povo e IstoÉ. Acompanha o poder em Brasília desde 2012, tendo participado das coberturas do julgamento do mensalão, da operação Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff. Em 2019, revelou a compra de lagostas por ministros do STF.

Suas redes

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (4)

Max

2024-02-02 22:14:47

Eu votei em Tarcísio e não sou bolsonarista, nem sou lulista, muito pelo contrário. Em 2026 votarei novamente em Tarcísio para novo mandato de governador de SP. Ele é jovem e pode esperar até 2030 para aí sim concorrer à presidência, sem Lula e Bolsonaro por perto.


Roberto

2024-02-02 15:28:08

O Tarcísio não nasceu ontem. Ele sabe até onde pode ir.


Paulo Pires

2024-02-02 15:28:07

Para ser o próximo presidente, Tarcisão das Massas infelizmente terá que se aproximar de figuras abjetas do petismo, bolsonarismo, etc!!!


Carlos Moreno Chaves

2024-02-02 15:02:50

verme se dá bem com vermes


Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

A Lava Jato não destruiu a economia do Brasil

A Lava Jato não destruiu a economia do Brasil

Carlos Graieb
04.03.2024 17:53 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
João Campos, a política bonitinha e os velhos hábitos

João Campos, a política bonitinha e os velhos hábitos

Wilson Lima
03.03.2024 14:00 2 minutos de leitura
Visualizar notícia
Navalny: o sopro de liberdade que desafia Putin

Navalny: o sopro de liberdade que desafia Putin

Catarina Rochamonte
02.03.2024 22:39 7 minutos de leitura
Visualizar notícia
O batismo eleitoral de Ricardo Nunes

O batismo eleitoral de Ricardo Nunes

Rodolfo Borges
01.03.2024 17:31 3 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.