O oxigênio de Rui Costa vai sufocar a boa gestão nas estatais  O oxigênio de Rui Costa vai sufocar a boa gestão nas estatais 
O Antagonista

O oxigênio de Rui Costa vai sufocar a boa gestão nas estatais 

avatar
Carlos Graieb
3 minutos de leitura 13.03.2024 17:09 comentários
Análise

O oxigênio de Rui Costa vai sufocar a boa gestão nas estatais 

Histórico de desmandos do PT nas empresas públicas torna obrigatório impedir que o governo repita as mesmas ações

avatar
Carlos Graieb
3 minutos de leitura 13.03.2024 17:09 comentários 0
O oxigênio de Rui Costa vai sufocar a boa gestão nas estatais 
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Rui Costa, ministro da Casa Civil, disse nesta terça-feira (12) que o governo pretende “oxigenar” os conselhos das estatais, promovendo um rodízio das pessoas que o Planalto já emplacou nas empresas.  

Essa é mais uma prova – a enésima – de que Lula e sua turma põem os caprichos da esqerda muito à frente dos interesses e da saúde das estatais.  

É fato que a governança corporativa melhorou no Brasil. Nomes sem qualificação não serão aceitos no board de uma Petrobras. Mas a ideia do rodízio sugere que o conhecimento profundo de setores estratégicos da economia não será o principal critério nas escolhas do PT.

Fulano hoje estará na petrolífera, amanhã na companhia hidrelétrica. Enquanto obedecer às ordens que vierem da Presidência da República, tudo bem.  

Má governança

Há diversos manuais com diretrizes para a boa governança de empresas estatais. A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) tem um. O Banco Mundial, também. Idem para o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), aqui no Brasil. 

Todos têm em comum o objetivo de profissionalizar (em vez de politizar) a atuação do Estado como acionista e aumentar a previsibilidade e a transparência da gestão para investidores. Rodízio de conselheiros ao bel prazer do governo não tem nada a ver com isso.   

Os desmandos do PT no comando de estatais são de pouco tempo atrás. Quem disser que esqueceu, está mentido. E não estou sequer falando de corrupção, apenas de gestão desastrosa.  

O passado condena

O partido transformou a Petrobras na empresa mais endividada do mundo.  

Interferiu de maneira tão descarada nos contratos da Eletrobras, para satisfazer interesses eleitoreiros de Dilma Rousseff, que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) obrigou a União a pagar uma multa de 500 milhões de reais, anos mais tarde.  

Alinhados ao Planalto, gestores de fundos de previdência como o Funcef, dos funcionários da Caixa, fizeram investimentos temerários que resultaram em prejuízo para os pensionistas. Hoje, aposentados do banco estatal sofrem descontos de até 30% nos seus proventos para cobrir esse rombo. 

Blindar as estatais

Apesar da fartura de exemplos sugerindo que é preciso blindar as estatais, o STF pode ratificar, em breve, uma liminar do ex-ministro Ricardo Lewandowski – hoje ministro da Justiça do governo Lula – que facilitou a indicação de políticos para conselhos e diretorias de empresas públicas.

Se não der certo na corte, existe um plano “b”: aprovar a mesma pauta no Congresso. Um projeto de lei com esse teor já passou pela Câmara e aguarda apreciação no Senado.  

O passado recente torna inadmissível que se conceda ao governo Lula a chance de repetir as mesmas ações. Experimentos suspeitos como o “rodízio” de Rui Costa têm de ser abortados. 

O “oxigênio” que o ministro quer injetar nas estatais tem tudo para sufocar a boa gestão.  

Mundo

Huawei enfrenta novas restrições dos EUA

19.05.2024 15:00 3 minutos de leitura
Visualizar

Mata-Mata ou Pontos Corridos? Qual o brasileiro prefere

Visualizar

Frio intenso dificulta o resgate do Presidente Iraniano nas montanhas de Tabriz

Visualizar

Veja ranking de países mais pobres do mundo

Visualizar

Uruguai e Arábia Saudita planejam parceria aérea inovadora

Visualizar

Thiago Silva se despede do Chelsea e torcida canta: “Obrigado Monstro”

Visualizar

Tags relacionadas

Congresso Nacional estatais governo Lula 3 lei das estatais Lula Partido dos Trabalhadores (PT) Rui Costa STF
< Notícia Anterior

Rodrigo Garro assume camisa 10 do Corinthians após saída de Rojas

13.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

União Brasil discute expulsão de Bivar

13.03.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Carlos Graieb

Carlos Graieb é jornalista formado em Direito, editor sênior do portal O Antagonista e da revista Crusoé. Atuou em veículos como Estadão e Veja. Foi secretário de comunicação do Estado de São Paulo (2017-2018). Cursa a pós-graduação em Filosofia do Direito, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP).

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

E as fake news do governo Lula na enchente do RS?

E as fake news do governo Lula na enchente do RS?

Rodolfo Borges
19.05.2024 11:41 5 minutos de leitura
Visualizar notícia
AGU quer criar linha direta da censura com redes sociais

AGU quer criar linha direta da censura com redes sociais

Carlos Graieb
17.05.2024 12:32 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nem o PT acredita que o direito importa nos 'tribunais supremos'

Nem o PT acredita que o direito importa nos 'tribunais supremos'

Carlos Graieb
16.05.2024 17:42 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Lembra quando Boulos cobrava decoro parlamentar?

Lembra quando Boulos cobrava decoro parlamentar?

Rodolfo Borges
16.05.2024 17:25 4 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.