"Posso fazer mais pelo país fora do Ministério Público", diz Deltan, em vídeo "Posso fazer mais pelo país fora do Ministério Público", diz Deltan, em vídeo
video destaque
04.11.2021

“Posso fazer mais pelo país fora do Ministério Público”, diz Deltan, em vídeo

Deltan Dallagnol gravou um vídeo para explicar sua decisão de abandonar a carreira de procurador. Ele disse que não foi fácil deixar 18 anos de "trabalho e amor" pelo Ministério Público, mas ficou decepcionado com o "desmonte do combate à corrupção que está acontecendo"....

Deltan Dallagnol gravou um vídeo para explicar sua decisão de abandonar a carreira de procurador. Ele disse que não foi fácil deixar 18 anos de “trabalho e amor” pelo Ministério Público, mas ficou decepcionado com o “desmonte do combate à corrupção que está acontecendo”.

“Processos anulados, leis desfiguradas e corruptos alcançando a impunidade. Carta branca para que quem nos rouba continue roubando.”

O ex-coordenador da Lava Jato disse que fará o que estiver a seu alcance para “restaurar a  justiça”. “Posso fazer mais pelo país fora do Ministério Público. Às vezes é necessário dar um passo de fé. Tenho várias ideias de como contribuir. Podemos, sim, transformar o Brasil, pelo exercício da cidadania, do voto consciente e da participação de cada um de nós.”

Dallagnol não quis antecipar detalhes do que fará, mas O Antagonista apurou que ele se filiará ao Podemos, como Moro, para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

video destaque

“Posso fazer mais pelo país fora do Ministério Público”, diz Deltan, em vídeo

Deltan Dallagnol gravou um vídeo para explicar sua decisão de abandonar a carreira de procurador. Ele disse que não foi fácil deixar 18 anos de "trabalho e amor" pelo Ministério Público, mas ficou decepcionado com o "desmonte do combate à corrupção que está acontecendo"....

Deltan Dallagnol gravou um vídeo para explicar sua decisão de abandonar a carreira de procurador. Ele disse que não foi fácil deixar 18 anos de “trabalho e amor” pelo Ministério Público, mas ficou decepcionado com o “desmonte do combate à corrupção que está acontecendo”.

“Processos anulados, leis desfiguradas e corruptos alcançando a impunidade. Carta branca para que quem nos rouba continue roubando.”

O ex-coordenador da Lava Jato disse que fará o que estiver a seu alcance para “restaurar a  justiça”. “Posso fazer mais pelo país fora do Ministério Público. Às vezes é necessário dar um passo de fé. Tenho várias ideias de como contribuir. Podemos, sim, transformar o Brasil, pelo exercício da cidadania, do voto consciente e da participação de cada um de nós.”

Dallagnol não quis antecipar detalhes do que fará, mas O Antagonista apurou que ele se filiará ao Podemos, como Moro, para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Vídeos mais vistos

1

Isso, sim, é gafe de Lula

Imagem
0 vídeos
14.06.2024 20:53 1 minuto de leitura
2

Cancelamento do Nubank: público já percebe que ataques são orquestrados

Imagem
0 vídeos
20.06.2024 19:30 3 minutos de leitura
3

Zelensky põe Lula em seu devido lugar

Imagem
0 vídeos
17.06.2024 21:00 1 minuto de leitura
4

O line-up do ‘Gilmarpalooza’

Imagem
0 vídeos
14.06.2024 20:44 1 minuto de leitura
5

O que os políticos não contaram a você sobre o novo projeto do aborto

Imagem
0 vídeos
14.06.2024 20:10 4 minutos de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.