"Não vou desistir", diz candidata que sofreu atentado em São Vicente "Não vou desistir", diz candidata que sofreu atentado em São Vicente
video destaque
11.11.2020

“Não vou desistir”, diz candidata que sofreu atentado em São Vicente

Solange Freitas, candidata do PSDB à prefeitura de São Vicente (SP), disse a O Antagonista que não vai desistir, após sofrer nesta manhã um atentado a tiros...

Solange Freitas, candidata do PSDB à prefeitura de São Vicente (SP), disse a O Antagonista que não vai desistir, após sofrer nesta manhã um atentado a tiros. Ela estava em um carro blindado e ninguém ficou ferido.

“Saímos da padaria e entramos no carro. Andamos bem pouquinho e aí que aconteceu todo o susto”, contou.

“Eu não vi, porque estava sentada atrás olhando o WhatsApp. Só escutei o barulho, que na hora nem imaginei que era tiro. E aí o Bruno, que estava na frente e é meu motorista, disse ‘abaixa, abaixa, abaixa!'”.

“Aí vieram os disparos. A gente se abaixou, e aí na hora foi aquele desespero, choradeira”, disse. “A gente só abriu o carro depois que a polícia chegou”.

A candidata contou que os disparos foram no vidro do passageiro da frente, onde ela geralmente fica. Mas hoje estava no banco de trás.

“Eu não sei se foi para me ameaçar só, pra me fazer medo, se queria me matar mesmo”, disse. “Ele só mirou ali [no mesmo vidro]”.

Solange Freitas disse que, desde que entrou na política, há sete meses, “um grupo político” está tentando fazê-la desistir.

“Só que eu não imaginava que ia chegar a esse ponto. Eu estou revoltada neste momento. Depois que passou o choque, meu sentimento é de revolta”.

Mas a candidata não quis atribuir nomes aos responsáveis. “Não dá para dizer que pode ser fulano ou sicrano. Eu acho que foi motivação política. Não consigo ver outro motivo”.

E acrescentou: “Eu não vou desistir. Eu acho que isso foi um ataque não só à Solange, é um ataque à democracia, é um ataque aos eleitores de São Vicente”.

Jornalista com longa carreira na TV Tribuna, Freitas deixou a afiliada da Globo na Baixada Santista no começo deste ano, e é estreante na política.

“Sempre denunciei esse tipo de coisa acontecendo, e hoje fui vítima disso. É uma sensação de revolta”.

Na madrugada de 14 de outubro, um local alugado para funcionar como comitê de campanha da candidata foi incendiado. Ninguém ficou ferido, e o fogo não chegou a se alastrar. A candidata disse que, com o ataque, o comitê não chegou a funcionar.

Ouça a entrevista exclusiva com a candidata Solange Freitas:

video destaque

“Não vou desistir”, diz candidata que sofreu atentado em São Vicente

Solange Freitas, candidata do PSDB à prefeitura de São Vicente (SP), disse a O Antagonista que não vai desistir, após sofrer nesta manhã um atentado a tiros...

Solange Freitas, candidata do PSDB à prefeitura de São Vicente (SP), disse a O Antagonista que não vai desistir, após sofrer nesta manhã um atentado a tiros. Ela estava em um carro blindado e ninguém ficou ferido.

“Saímos da padaria e entramos no carro. Andamos bem pouquinho e aí que aconteceu todo o susto”, contou.

“Eu não vi, porque estava sentada atrás olhando o WhatsApp. Só escutei o barulho, que na hora nem imaginei que era tiro. E aí o Bruno, que estava na frente e é meu motorista, disse ‘abaixa, abaixa, abaixa!'”.

“Aí vieram os disparos. A gente se abaixou, e aí na hora foi aquele desespero, choradeira”, disse. “A gente só abriu o carro depois que a polícia chegou”.

A candidata contou que os disparos foram no vidro do passageiro da frente, onde ela geralmente fica. Mas hoje estava no banco de trás.

“Eu não sei se foi para me ameaçar só, pra me fazer medo, se queria me matar mesmo”, disse. “Ele só mirou ali [no mesmo vidro]”.

Solange Freitas disse que, desde que entrou na política, há sete meses, “um grupo político” está tentando fazê-la desistir.

“Só que eu não imaginava que ia chegar a esse ponto. Eu estou revoltada neste momento. Depois que passou o choque, meu sentimento é de revolta”.

Mas a candidata não quis atribuir nomes aos responsáveis. “Não dá para dizer que pode ser fulano ou sicrano. Eu acho que foi motivação política. Não consigo ver outro motivo”.

E acrescentou: “Eu não vou desistir. Eu acho que isso foi um ataque não só à Solange, é um ataque à democracia, é um ataque aos eleitores de São Vicente”.

Jornalista com longa carreira na TV Tribuna, Freitas deixou a afiliada da Globo na Baixada Santista no começo deste ano, e é estreante na política.

“Sempre denunciei esse tipo de coisa acontecendo, e hoje fui vítima disso. É uma sensação de revolta”.

Na madrugada de 14 de outubro, um local alugado para funcionar como comitê de campanha da candidata foi incendiado. Ninguém ficou ferido, e o fogo não chegou a se alastrar. A candidata disse que, com o ataque, o comitê não chegou a funcionar.

Ouça a entrevista exclusiva com a candidata Solange Freitas:

Vídeos mais vistos

1

As cenas das moças raptadas pelo Hamas

Imagem
0 vídeos
22.05.2024 20:40 1 minuto de leitura
2

Xandão inventou risco de fuga por tabela?

Imagem
0 vídeos
23.05.2024 20:57 1 minuto de leitura
3

Caso Moro: TSE fez o certo por motivos errados?

Imagem
0 vídeos
22.05.2024 20:08 1 minuto de leitura
4

Corte não impediu Israel de agir

Imagem
0 vídeos
24.05.2024 20:57 1 minuto de leitura
5

TSE surpreende e absolve Moro: o que terá acontecido?

Imagem
0 vídeos
22.05.2024 17:34 3 minutos de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.