Latitude#75: O antissemitismo nas universidades Latitude#75: O antissemitismo nas universidades
video destaque
27.04.2024

Latitude#75: O antissemitismo nas universidades

O presidente da Fisesp, Marcos Knobel, afirma que manifestações pró-Palestina no Brasil muitas vezes resultam em agressões verbais contra judeus, as quais geram abalo emocional

Manifestações contra judeus se espalharam por dezenas de universidades americanas nos últimos dias e geram preocupação também entre estudantes brasileiros.

De acordo com Marcos Knobel, presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo, Fisesp, o número de denúncias de antissemitismo em universidades brasileiras teve um aumento de 257% após o ataque terrorista do Hamas em Israel, no dia 7 de outubro.

O que acontece nas universidades americanas pode refletir nas universidades do mundo inteiro, talvez com menor proporção“, diz Knobel.

Ao tomar conhecimento do que estava ocorrendo nos EUA, a Fisesp começou a entrar em contato com os reitores das universidades paulistas para saber da situação. “Os alunos estão com muito medo. Eles estão vendo o que está acontecendo nos Estados Unidos e acham que isso também pode acontecer aqui. A gente também sabe que existem manifestações pró-Palestina nas universidades de São Paulo e do resto do Brasil, que muitas vezes também são agressivas. São agressões principalmente verbais, mas que também podem ser físicas“, diz Knobel.

Knobel esclarece que as manifestações que se dizem pró-Palestina muitas vezes são pró-Hamas, o grupo terrorista fundamentalista islâmico que quer o fim de Israel. Em muitas delas, é possível ver pessoas com camisas do Hamas defendendo suas ideias.

O que nós estamos vendo hoje dentro das universidades e clubes são ofensas verbais. A gente tem visto muito pouco caso de agressões físicas. Mas a agressão verbal traz um abalo emocional muito grande, porque a pessoa que recebe essa agressão já fica preparada e sabendo o que pode vir depois, que pode ser uma agressão física“, diz Knobel.

O Latitude é um podcast semanal sobre os principais fatos da política internacional e da diplomacia brasileira que vai ao ar todos os sábados, às 18 horas.

O conteúdo integral do programa é exclusivo para assinantes de Crusoé e de O Antagonista, que poderão assisti-lo no YouTube ou ouvi-lo nas plataformas de áudio.

LATITUDE, UM PODCAST PARA SITUAR VOCÊ NO MUNDO

Assista ao Latitude completo abaixo:

video destaque

Latitude#75: O antissemitismo nas universidades

O presidente da Fisesp, Marcos Knobel, afirma que manifestações pró-Palestina no Brasil muitas vezes resultam em agressões verbais contra judeus, as quais geram abalo emocional

Manifestações contra judeus se espalharam por dezenas de universidades americanas nos últimos dias e geram preocupação também entre estudantes brasileiros.

De acordo com Marcos Knobel, presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo, Fisesp, o número de denúncias de antissemitismo em universidades brasileiras teve um aumento de 257% após o ataque terrorista do Hamas em Israel, no dia 7 de outubro.

O que acontece nas universidades americanas pode refletir nas universidades do mundo inteiro, talvez com menor proporção“, diz Knobel.

Ao tomar conhecimento do que estava ocorrendo nos EUA, a Fisesp começou a entrar em contato com os reitores das universidades paulistas para saber da situação. “Os alunos estão com muito medo. Eles estão vendo o que está acontecendo nos Estados Unidos e acham que isso também pode acontecer aqui. A gente também sabe que existem manifestações pró-Palestina nas universidades de São Paulo e do resto do Brasil, que muitas vezes também são agressivas. São agressões principalmente verbais, mas que também podem ser físicas“, diz Knobel.

Knobel esclarece que as manifestações que se dizem pró-Palestina muitas vezes são pró-Hamas, o grupo terrorista fundamentalista islâmico que quer o fim de Israel. Em muitas delas, é possível ver pessoas com camisas do Hamas defendendo suas ideias.

O que nós estamos vendo hoje dentro das universidades e clubes são ofensas verbais. A gente tem visto muito pouco caso de agressões físicas. Mas a agressão verbal traz um abalo emocional muito grande, porque a pessoa que recebe essa agressão já fica preparada e sabendo o que pode vir depois, que pode ser uma agressão física“, diz Knobel.

O Latitude é um podcast semanal sobre os principais fatos da política internacional e da diplomacia brasileira que vai ao ar todos os sábados, às 18 horas.

O conteúdo integral do programa é exclusivo para assinantes de Crusoé e de O Antagonista, que poderão assisti-lo no YouTube ou ouvi-lo nas plataformas de áudio.

LATITUDE, UM PODCAST PARA SITUAR VOCÊ NO MUNDO

Assista ao Latitude completo abaixo:

Vídeos mais vistos

1

O imposto do streaming e a predileção por pilantragem

Imagem
0 vídeos
15.05.2024 18:58 4 minutos de leitura
2

O oportunismo de Janja na tragédia do RS

Imagem
0 vídeos
15.05.2024 20:58 1 minuto de leitura
3

Um circo em torno das fake news

Imagem
0 vídeos
13.05.2024 18:40 3 minutos de leitura
4

Boulos defendia cadeia para Bolsonaro por rachadinha, mas aliviou Janones

Imagem
0 vídeos
16.05.2024 20:19 4 minutos de leitura
5

A semelhança entre Janja e Carlos Bolsonaro

Imagem
0 vídeos
17.05.2024 18:46 4 minutos de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.