Bolsonaro volta a criticar urnas eletrônicas e fala em armar o cidadão para “defender a pátria” Bolsonaro volta a criticar urnas eletrônicas e fala em armar o cidadão para “defender a pátria”
video destaque
31.05.2022

Bolsonaro volta a criticar urnas eletrônicas e fala em armar o cidadão para “defender a pátria”

Em pronunciamento realizado há pouco durante visita às obras de uma ponte sobre o Rio Claro e do Anel Viário de Jataí, Goiás, Jair Bolsonaro voltou a questionar o sistema eleitoral brasileiro e disse que o cidadão precisa andar armado para “defender a sua pátria”...

Em pronunciamento realizado há pouco durante visita às obras de uma ponte sobre o Rio Claro e do Anel Viário de Jataí, Goiás, Jair Bolsonaro voltou a questionar o sistema eleitoral brasileiro e disse que o cidadão precisa andar armado para “defender a sua pátria”.

Para ele, o resultado das urnas somente será legítimo caso ocorra uma “auditoria das urnas”. Em segundo nas pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro tem questionado a legibilidade do Tribunal Superior Eleitoral.

“Eleições limpas, democráticas e auditáveis são a garantia da nossa democracia”, disse o presidente da República, sem citar integrantes da Corte.

“Uma coisa muito importante para o povo que quer viver em paz e em alegria: povo armado jamais será escravizado! A arma de fogo nas mãos do cidadão de bem, mais que defender a sua família, ele passa a defender sua pátria”, acrescentou Bolsonaro.

Assista:

video destaque

Bolsonaro volta a criticar urnas eletrônicas e fala em armar o cidadão para “defender a pátria”

Em pronunciamento realizado há pouco durante visita às obras de uma ponte sobre o Rio Claro e do Anel Viário de Jataí, Goiás, Jair Bolsonaro voltou a questionar o sistema eleitoral brasileiro e disse que o cidadão precisa andar armado para “defender a sua pátria”...

Em pronunciamento realizado há pouco durante visita às obras de uma ponte sobre o Rio Claro e do Anel Viário de Jataí, Goiás, Jair Bolsonaro voltou a questionar o sistema eleitoral brasileiro e disse que o cidadão precisa andar armado para “defender a sua pátria”.

Para ele, o resultado das urnas somente será legítimo caso ocorra uma “auditoria das urnas”. Em segundo nas pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro tem questionado a legibilidade do Tribunal Superior Eleitoral.

“Eleições limpas, democráticas e auditáveis são a garantia da nossa democracia”, disse o presidente da República, sem citar integrantes da Corte.

“Uma coisa muito importante para o povo que quer viver em paz e em alegria: povo armado jamais será escravizado! A arma de fogo nas mãos do cidadão de bem, mais que defender a sua família, ele passa a defender sua pátria”, acrescentou Bolsonaro.

Assista:

Vídeos mais vistos

1

Bolsonaro e Gilmar voltaram à lua de mel

Imagem
0 vídeos
10.04.2024 21:20 1 minuto de leitura
2

Vingança de Lula contra Moro foi adiada para o TSE?

Imagem
0 vídeos
10.04.2024 21:11 1 minuto de leitura
3

Elon x Xandão: a briga está só começando

Imagem
0 vídeos
08.04.2024 18:09 4 minutos de leitura
4

Flávio amarela para Moraes, em busca de acordão

Imagem
0 vídeos
09.04.2024 20:51 1 minuto de leitura
5

Lula e Lewandowski defendem mais presos que vítimas

Imagem
0 vídeos
12.04.2024 21:44 1 minuto de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.