Bolsonaro se irrita ao ser cobrado por cabos da FAB e ameaça não parar mais no cercadinho Bolsonaro se irrita ao ser cobrado por cabos da FAB e ameaça não parar mais no cercadinho
video destaque
14.03.2022

Bolsonaro se irrita ao ser cobrado por cabos da FAB e ameaça não parar mais no cercadinho

Jair Bolsonaro ficou irritado ao ser cobrado por integrantes da Força Aérea Brasileira sobre o cumprimento de um decreto assinado por ele no final do ano passado que reduziu de 20 para 15 anos o período necessário para que um cabo possa ser promovido a segundo-sargento...

Jair Bolsonaro ficou irritado ao ser cobrado por integrantes da Força Aérea Brasileira sobre o cumprimento de um decreto assinado por ele no final do ano passado que reduziu de 20 para 15 anos o período necessário para que um cabo possa ser promovido a segundo-sargento no Quadro Especial de Sargentos da Aeronáutica (QESA).

Questionado por apoiadores sobre a incorporação dos cabos, o presidente da República afirmou que isso ainda depende de suplementação orçamentária. O impacto financeiro da medida, segundo a FAB, chega a R$ 18 bilhões.

“Olha só, se você me disser quanto é o passivo que eu tenho que pagar para você, eu não, eles [da FAB], eu boto você para dentro agora [da Aeronáutica]. Qual é passivo? Quantos bilhões?”, reclamou Bolsonaro.

Nesse momento, o apoiador perguntou: “Onde fica o nosso direito”?

Bolsonaro, por sua vez, respondeu:

“Se é direito, vai para a Justiça. Não é comigo, com todo o respeito a você. Eu peço que não venham reivindicar coisas pessoais, porque eu acabo não parando mais aqui”, declarou o presidente da República.

Assista:

video destaque

Bolsonaro se irrita ao ser cobrado por cabos da FAB e ameaça não parar mais no cercadinho

Jair Bolsonaro ficou irritado ao ser cobrado por integrantes da Força Aérea Brasileira sobre o cumprimento de um decreto assinado por ele no final do ano passado que reduziu de 20 para 15 anos o período necessário para que um cabo possa ser promovido a segundo-sargento...

Jair Bolsonaro ficou irritado ao ser cobrado por integrantes da Força Aérea Brasileira sobre o cumprimento de um decreto assinado por ele no final do ano passado que reduziu de 20 para 15 anos o período necessário para que um cabo possa ser promovido a segundo-sargento no Quadro Especial de Sargentos da Aeronáutica (QESA).

Questionado por apoiadores sobre a incorporação dos cabos, o presidente da República afirmou que isso ainda depende de suplementação orçamentária. O impacto financeiro da medida, segundo a FAB, chega a R$ 18 bilhões.

“Olha só, se você me disser quanto é o passivo que eu tenho que pagar para você, eu não, eles [da FAB], eu boto você para dentro agora [da Aeronáutica]. Qual é passivo? Quantos bilhões?”, reclamou Bolsonaro.

Nesse momento, o apoiador perguntou: “Onde fica o nosso direito”?

Bolsonaro, por sua vez, respondeu:

“Se é direito, vai para a Justiça. Não é comigo, com todo o respeito a você. Eu peço que não venham reivindicar coisas pessoais, porque eu acabo não parando mais aqui”, declarou o presidente da República.

Assista:

Vídeos mais vistos

1

Cancelamento do Nubank: público já percebe que ataques são orquestrados

Imagem
0 vídeos
20.06.2024 19:30 3 minutos de leitura
2

Zelensky põe Lula em seu devido lugar

Imagem
0 vídeos
17.06.2024 21:00 1 minuto de leitura
3

Adoradores de Lula cancelam até o Sérgio Sacani

Imagem
0 vídeos
17.06.2024 19:29 3 minutos de leitura
4

Sóstenes e Lula: jogo de cena e hipocrisia

Imagem
0 vídeos
17.06.2024 20:52 1 minuto de leitura
5

Lula quer monopólio da autonomia

Imagem
0 vídeos
20.06.2024 21:02 1 minuto de leitura

Playlists

Antagonista Docs

Antagonista Meeting

Entrevistas

Ilha de Cultura

Latitude

Meio-Dia em Brasília

Narrativas Antagonista com Madeleine Lackso

Papo Antagonista com Felipe Moura Brasil

Ver mais playlists

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.