O Antagonista

Astronautas presos em espaçonave enfrentam retorno de alto risco

avatar
Alexandre Borges
4 minutos de leitura 26.06.2024 06:59 comentários
Tecnologia

Astronautas presos em espaçonave enfrentam retorno de alto risco

A Starliner, desenvolvida como parte do Programa de Tripulação Comercial da NASA, tem o objetivo de transportar astronautas ao espaço sem a necessidade de utilizar a infraestrutura russa

avatar
Alexandre Borges
4 minutos de leitura 26.06.2024 06:59 comentários 0
Astronautas presos em espaçonave enfrentam retorno de alto risco
Foto: Divulgação

Os astronautas da NASA, Suni Williams e Butch Wilmore, enfrentam uma situação considerada de alto risco em seu retorno à Terra a bordo da espaçonave Starliner da Boeing.

O lançamento, ocorrido em 5 de junho, deveria ser uma missão de uma semana, mas uma série de problemas técnicos, incluindo vazamentos de hélio e falhas nos propulsores, forçaram um adiamento para pelo menos 26 de junho.

A Starliner, desenvolvida como parte do Programa de Tripulação Comercial da NASA, tem o objetivo de transportar astronautas ao espaço sem a necessidade de utilizar a infraestrutura russa. No entanto, a missão inaugural tripulada foi marcada por diversos problemas. Durante o voo, Williams e Wilmore enfrentaram problemas com cinco propulsores e múltiplos vazamentos de hélio, com novos vazamentos sendo descobertos enquanto a espaçonave já estava em órbita.

Após o lançamento, os astronautas detectaram problemas em quatro propulsores e em válvulas de hélio, componentes essenciais para a estabilidade e controle da espaçonave. Os problemas forçaram a equipe a realizar manobras manuais para garantir a segurança e a viabilidade da missão.

Em uma manobra arriscada, Williams e Wilmore conseguiram reativar quatro dos propulsores defeituosos, permitindo que a Starliner se acoplasse com segurança à Estação Espacial Internacional (ISS).

Qual a Importância da Missão?

Esta missão é fundamental para validar os sistemas da Starliner e garantir a segurança das futuras missões tripuladas.

Segundo Steve Stich, gerente do Programa de Tripulação Comercial da NASA, “não há cenário em que a Starliner não consiga trazer Butch e Suni de volta para casa.” A equipe da NASA e da Boeing está usando o tempo extra para revisar os dados, analisar os problemas e preparar um retorno seguro.

O novo cronograma de retorno está marcado para esta quarta, 26 de junho, com uma segunda janela de oportunidade em 2 de julho caso novos problemas surjam.

A missão da Starliner é parte do esforço da NASA para diversificar e garantir o acesso ao espaço através de parcerias com empresas privadas. A Boeing, assim como a SpaceX de Elon Musk, foi contratada para desenvolver espaçonaves comerciais que pudessem transportar astronautas e cargas para a ISS, reduzindo a dependência dos Estados Unidos em relação aos veículos espaciais russos.

Enquanto a Boeing enfrenta críticas na Terra, a missão bem-sucedida de retorno da Starliner será crucial para restabelecer a confiança nos programas espaciais comerciais da empresa. Esta missão também ilustra a importância de ter redundância e múltiplas opções de transporte espacial, assegurando que, mesmo diante de falhas, os astronautas possam retornar com segurança à Terra.

Problemas com a Starliner da Boeing Começaram Antes Mesmo do Lançamento

Programado inicialmente para ocorrer no início de maio, o lançamento da Starliner foi adiado devido a um vazamento de hélio detectado no módulo de serviço da espaçonave. Este vazamento foi descoberto em um dos propulsores, componentes cruciais para a manobra da Starliner no espaço.

O hélio desempenha um papel fundamental no sistema de propulsão da espaçonave, sendo utilizado para pressurizar o combustível. Sem essa pressurização, a espaçonave não consegue realizar as manobras precisas necessárias durante a missão.

Os engenheiros da Boeing realizaram uma série de testes para garantir que o problema fosse resolvido. Esse processo incluiu a inspeção física, testes de pressão e uma revisão dos materiais e da montagem. Mesmo assim, os problemas continuaram durante a missão e os astronautas seguem em situação de risco.

Novo exame com IA prevê Parkinson com 7 anos de antecedência (oantagonista.com.br)

IA transforma transmissões de F1 com previsões em tempo real (oantagonista.com.br)

Mais Lidas

1

Atentado a Trump: autoridade confirma 2 mortos, incluindo atirador

Visualizar notícia
2

Trump é retirado de comício após disparos de arma de fogo

Visualizar notícia
3

Atentado a Trump, o que dizem autoridades do mundo inteiro

Visualizar notícia
4

"Nos vemos na posse", diz Bolsonaro em mensagem sobre Trump

Visualizar notícia
5

Elon Musk manifesta apoio a Trump após disparos

Visualizar notícia
6

"Senti a bala rasgando a pele", diz Trump sobre atentado

Visualizar notícia
7

Crusoé: Como o atentado a Trump impacta a campanha nos EUA

Visualizar notícia
8

Atentado a Trump é investigado como tentativa de assassinato

Visualizar notícia
9

“O que vimos hoje é inaceitável”, diz Lula, sobre atentado a Trump

Visualizar notícia
10

Biden sobre atentado a Trump: "Esse tipo de violência é doentia"

Visualizar notícia

< Notícia Anterior

Assassina serial de bebês volta ao tribunal

26.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
Próxima notícia >

Bruno Henrique é suspenso pela Conmebol e desfalca Flamengo na Libertadores

26.06.2024 00:00 4 minutos de leitura
avatar

Alexandre Borges

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade pelo conteúdo postado é do autor da mensagem.

Comentários (0)

Torne-se um assinante para comentar

Notícias relacionadas

Tecnologia 6G: China desenvolve primeiro sistema de testes em rede

Tecnologia 6G: China desenvolve primeiro sistema de testes em rede

13.07.2024 16:39 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Ferrari promete modelo elétrico para 2025

Ferrari promete modelo elétrico para 2025

09.07.2024 11:42 4 minutos de leitura
Visualizar notícia
Nanotecnologia contra o câncer: Robôs revolucionam tratamentos

Nanotecnologia contra o câncer: Robôs revolucionam tratamentos

03.07.2024 12:56 3 minutos de leitura
Visualizar notícia
Crusoé: ANPD põe um freio na inteligência artificial do Facebook

Crusoé: ANPD põe um freio na inteligência artificial do Facebook

02.07.2024 11:54 2 minutos de leitura
Visualizar notícia

Seja nosso assinante

E tenha acesso exclusivo aos nossos conteúdos

Apoie o jornalismo independente. Assine O Antagonista e a Revista Crusoé.